Guia do Investidor
Free B3 7
Notícias

Vale derretendo e Magalu se recuperando: confira os destaques da Bolsa

O mercado brasileiro segue os movimentos desta manhã, com sofrendo com a aversão ao risco global, um dia após a inflação do consumidor norte-americano ter atingido o maior nível em 41 anos, o PPI (inflação ao produtor), ainda que menor que o consenso, reforçou a pressão inflacionária e a perspectiva de aumento dos juros ainda maior (100 pb) pelo Fed no fim de julho.

image 137

As cotações do petróleo fecharam com queda nesta quinta-feira, mas longe das mínimas do dia, quando chegaram a ficar abaixo dos níveis anteriores à guerra da Ucrânia. O Brent chegou a cair 5%, a US$ 94,5 o barril, abaixo da cotação em 23 de fevereiro, de US$ 96,84.

O WTI atingiu mínima em US$ 90,5, ante US$ 92,10 naquela data, um dia antes do início da guerra. O mercado da commodity tem sido pressionado pela perspectiva de queda na demanda por causa do aumento dos juros nos EUA e na Europa e a política de covid-19 zero na China, além da escalada do , resultado desse cenário.

Leia mais  Fast News: Petrobras, Banco Pan, Copel, BRF e Gerdau

O índice DXY alcançou uma nova máxima hoje, em 109,294 pontos. No , o contrato do Brent para setembro caiu 0,47%, a US$ 99,10 por barril, na ICE. O WTI para agosto recuou 0,54%, a US$ 95,78 por barril, na Nymex.

image 138

Bolsa

Na bolsa, da lideram as quedas do indicador, refletindo a queda do minério de ferro e as incertezas em relação à recuperação da chinesa, diante da nova crise imobiliária, assim como lockdowns e risco de recessão global. Com cenário Citi muda preço-alvo para US$ 16, mas mantêm recomendação de compra para os ADRs da Vale (na B3, VALE3).

avalia que a mineradora deve ter um 2TRI fraco, com redução nas projeções da produção.

AltasVAR. DIA (%)BaixasVAR. DIA (%)
CIEL35,67VALE3-6,83
BBSE33,52CSNA3-5,78
RADL33,47CYRE3-5,26
MGLU33,18BRAP4-5,06
CSAN32,8HAPV3-4,55
no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais

Novo Ibovespa: Arezzo, Raízen e São Martinho estão vindo aí

Leonardo Bruno

Acima dos 112 mil pontos: o que explica a alta do Ibovespa?

Leonardo Bruno

Refletindo na “chuva de resultados”, Ibovespa recupera os 110 mil pontos nesta manhã

Leonardo Bruno

Fim da Euforia? Ibovespa volta a fechar no vermelho após 7 sessões em alta

Leonardo Bruno

Ibovespa segue disparando e bate os 111 mil pontos

Leonardo Bruno

De volta aos 110 mil pontos: Confira os destaques da Bolsa hoje

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário