Guia do Investidor
Oi
Notícias

Venda da Oi móvel “avança” e as ações da Oi (OIBR3) disparam 15%

Os especuladores do processo de restruturação da (OIBR3) tiveram uma tarde dos sonhos no pregão desta terça-feira (18).

A companhia busca uma retomada ao com a venda de seus , no entanto, estava encontrando barreiras no . Por outro lado, o deu o primeiro indício que irá “ceder” a resistência e as dispararam! Confira agora mais detalhes!

As ações da Oi dispararam: o que aconteceu?

Assim, as ações da Oi são principal destaque do pregão desta terça-feira. As ações da companhia disparam 14,29% e estão sendo cotadas a R$ 0,88 no momento de redação desta matéria (15:00 BRT).

image 72

Para , movimento estaria relacionado às expectativas em torno da análise pelo Cade sobre a compra da . Hoje o conselho convocou uma sessão extraordinária para o próximo dia 26, mas a pauta ainda não foi divulgada.

A “novela” das ações da Oi começou após a superintendência-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) declarar a venda de telefonia móvel para as rivais TIM (TIMS3), Vivo (VIVT3) e Claro, da América Móvil, complexa.

Leia mais  Genial possui o primeiro fundo de investimentos em criptomoedas do Brasil

A venda dos ramos da empresa é o grande ponto da reestruturação da Oi. Afinal a empresa busca se “livrar” das despesas de seus serviços mais ineficientes e focar na estruturação de seu serviço de fibra ótica.

O que esperar da ?

A estratégia da Oi passou por “se livrar” de seus ramos ligados a infraestrutura necessária nas telecomunicações, e agora, terá as ferramentas para continuar atuando no atendimento ao consumidor, ou seja, o varejo de telecomunicações.

No entanto, ainda alinhada ao planejamento de fibra, a companhia manteve parte de participação na InfraCo. Vendida ao grupo BTG. Nesse caso, ao mesmo tempo, a Oi será cliente dessa companhia (que será parte de seu custo), mas também participará e receberá parte dos resultados — pois terá uma fatia de 42,1% do negócio.

A nova Oi trás expectativas positivas. Afinal estima-se que a receita total em 2024 fique na faixa de 14,8 bilhões de reais a 15,5 bilhões de reais. Além disso, é esperado que o Ebitda esteja entre 1,9 bilhão de reais e 2,3 bilhões de reais.

Leia mais  FGTS poderá ser usado para pagar até 12 parcelas atrasadas do imóvel

Desse modo, esses números equivalem a um crescimento expressivo, pois a receita líquida da nova Oi foi de 2,2 bilhões de reais nos primeiros três meses deste ano sem considerar o negócio de celular – o que significa que está abaixo do cálculo anualizado: 9 bilhões de reais.

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

Superintendência Geral do Cade recomenda aprovação de compra da Extrafarma pela Pague Menos

Autor Convidado

Reorganização dos ativos não adiantou? Oi reverte lucro e tem prejuízo de R$ 1,699 bilhão no resultado 4T21

Leonardo Bruno

TIM (TIMS3) prevê concluir sinergias com Oi (OIBR3) em 1 ano e ampliar dividendos

Ruan Sousa

Petrobras (PETR4): Cade tende a aprovar venda da refinaria da empresa no Amazonas

Ruan Sousa

Reestruturação: Oi vende operação de TV por assinatura para a Sky

Leonardo Bruno

Vivo (VIVT3) prevê sinergia de R$ 5,4 bi com ativos da Oi Móvel (OIBR3)

Ruan Sousa

Deixe seu comentário