Guia do Investidor
Wilson Sons - Logo
Notícias

Wilson Sons anuncia distribuição de dividendos de R$ 108,8 mi

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

  • A Wilson Sons aprovou a distribuição de seus dividendos intermediários
  • Isto, com base no resultado financeiro acumulado, no entanto, até 30 de junho de 2024
  • Esta, no valor total de R$ 0,24710756 por ação ordinária

A Wilson Sons (PORT3) aprovou a distribuição de dividendos intermediários, com base no resultado financeiro acumulado até 30 de junho de 2024. Esta, no valor total de R$ 0,24710756 por ação ordinária emitida pela companhia. Dessa forma, totalizando R$ 108,8 milhões em proventos.

A partir de 16 de julho de 2024, as ações na Wilson Sons serão negociadas como ex-dividendos. Assim, com o cálculo dos dividendos baseado na posição acionária de 15 de julho de 2024.

O pagamento dos dividendos está programado para ocorrer até 22 de julho de 2024 aos acionistas registrados na B3 – Brasil, Bolsa, Balcão (B3).

A empresa

A Wilson Sons é uma empresa brasileira que atua em diversos segmentos. Estes, incluindo operações portuárias, logística, e serviços marítimos. Fundada em 1837, a companhia é uma das mais antigas e tradicionais do Brasil, oferecendo serviços como rebocagem portuária, operações de terminais portuários, armazenagem, logística integrada, navegação de apoio offshore, entre outros. A Companhia em uma presença significativa nos principais portos do Brasil. Além disso, é reconhecida por sua expertise no setor marítimo e logístico.

Seguradora Porto (PSSA3) aprovou a distribuição de JCP

O valor bruto é de R$ 204,8 milhões, correspondentes a R$ 0,31910862668 por ação.

Leia mais  Ações da Petrobras vão ser retiradas da Bolsa Argentina

Na terça-feira (25), a Seguradora Porto aprovou, dessa forma, a distribuição de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor bruto de R$ 204,8 milhões, correspondentes a R$ 0,31910862668 por ação.

De acordo com informações, o crédito correspondente, contudo, aos JCP será contabilizado de forma individualizada para cada acionista em 28 de junho, com base na posição acionária final dessa data.

“Os valores de JCP são preliminares e poderão sofrer variação até a data de corte em decorrência do programa de recompra de ações da Porto”, diz o comunicado.

Porto Seguro registra lucro de R$658 milhões no 1º trimestre

A Porto Seguro registrou um lucro líquidode R$658 milhões no primeiro trimestre de 2024, resultando em um ROAE de 21%. A Porto, no entanto, continuou a apresentar métricas sólidas durante o primeiro trimestre, com destaque para o segmento de Saúde. A empresa também compartilhou orientações para métricas operacionais-chave (mais detalhes no quadro à direita), sugerindo um forte crescimento, especialmente dentro do segmento de saúde.

Leia mais  LWSA3 sobe 3,5%

Prêmios

Os prêmios emitidos totais da Porto cresceram 14% em relação ao ano anterior no 1T24 (termos IFRS 4), impulsionados principalmente pela Saúde e P&C, enquanto o crescimento do seguro automotivo cresceu +5% em relação ao ano anterior.

Verticais

O Banco Porto continuou a se sair bem, com um lucro líquido significativo e NPLs saudáveis. Porto Serviços também foi positivo, com ROE (gerencial) em 21% – sua contribuição para os resultados globais ainda é pequena, no entanto.

Sinistros

A taxa de sinistralidade ficou em 55% no 1T24 (contra 56% no 4T23), enquanto a taxa de sinistralidade automotiva atingiu 56% no trimestre, ligeiramente abaixo de nossos números. A taxa de sinistralidade da saúde foi sólida, atingindo 72% (contra 77% no 1T23 e 76% no 4T23). Embora reconheçamos que geralmente há uma sazonalidade positiva para a taxa de sinistralidade no primeiro trimestre, saudamos a melhoria em relação ao ano anterior.


Leia mais  Banco do Brasil privatizado? Governo quer vender 20 mi de ações
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Embraer entrega 47 Jatos no 2T24 e carteira sobe US$ 21,1 bi

Paola Rocha Schwartz

Comgás anuncia emissão de R$ 1,5 bilhão em debêntures

Paola Rocha Schwartz

Fras-le (FRAS3) anunciou a aprovação do pagamento de JCP

Paola Rocha Schwartz

Investidores injetam R$ 200 bilhões na privatização da Sabesp

Paola Rocha Schwartz

Ações da empresa de Trump disparam nos EUA após incidente

Paola Rocha Schwartz

GPA nega conhecimento de possível venda de ações pela Casino

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário