Guia do Investidor
Hydrogenglow
ETF Notícias

YDRO11: ETF de Hidrogênio é lançado pelo Itaú

  • Mais um vai se juntar a bolsa brasileira;
  • O YDRO11 é um fundo que replica ações presentes no índice S&P Kensho Hydrogen Economy, que representa algumas das principais produtoras de hidrogênio do mundo.

Para os que gostam de apostar nas novas tendências do , o Itaú está lançando um interessante fundo de . O novo ETF vai ser uma importante ferramenta para expor sua de investimento a um nicho inexistente na bolsa brasileira e em franca expansão no mundo: o setor de hidrogênio! Confira agora mais detalhes!

YDRO11: o que você precisa saber sobre o novo fundo

Os já constituem uma interessante forma de investimento. Estes fundos de negociam suas cotas diretamente em bolsa. Assim, conseguem oferecer diversidade de investimento com bastante liquidez. Ao mesmo tempo, estes fundos se tornam opções ainda mais interessante do que investir diretamente nos ativos, que possuem alta volatilidade.

Os fundos expõem sua carteira as tendências do setor, mas te mantém com certa segurança, tendo a frente do fundo um gestor qualificado e especializado neste tipo de operação. Assim, o novo fundo vai apostar em uma nova tendência de mercado, o hidrogênio. No entanto, ao contrário de investimentos a termo, o ETF replica um índice com algumas das principais companhias no setor, e não na . Assim, o YDRO11 vai replicar a carteira do S&P Kensho Hydrogen Economy, um índice que reúne 20 empresas dos EUA, Canadá e Reino Unido especializadas na produção, armazenamento e transporte desse elemento químico.

Leia mais  Investimento na terceira idade, como fazer?

O Hidrogênio vem ganhando força graças as emissões de carbono. Afinal, os principais métodos de obtenção de energia do planeta atualmente tem como sigma altas emissões de carbono, gás nocivo à atmosfera. Desse modo, energias limpas estão a cada dia com mais destaque no mercado. Em 2020, o hidrogênio respondeu por 4% de toda a energia gerada no mundo — 17 vezes mais que em 2019. A estimativa é que até 2050 essa fatia suba para 24%, gerando uma receita de mais de US$ 2,5 trilhões/ano.

Por fim, resta destacar que a taxa de administração do YDRO11 é de 0,5% ao ano. Além disso, o índice que o ETF replica teve uma rentabilidade de 308% em reais de maio de 2017 até agosto deste ano, em comparação a um retorno de 239% do S&P 500, também medido em reais.

LULA OU BOLSONARO? Não corra o risco das eleições no : abra sua conta no exterior e proteja seu patrimônio

Recomendações no seu e-mail

Nossas redes:

Leia mais  Teva Indices é a primeira empresa brasileira a desenvolver índices para ETFs com classificação proprietária e foco no mercado local

Leia mais

ELAS11 – ETF do índice Teva Mulheres na Liderença tem Rebalanceamento: veja o que mudou

Guia do Investidor

QBTC11 passa de 1.000 bitcoins sob custódia

Guia do Investidor

BTG Pactual lança primeiro ETF de crédito privado do Brasil

Guia do Investidor

META11, ETF de metaverso da Hashdex, é oficialmente lançado na B3

Guia do Investidor

Quais os ETFs favoritos dos investidores em 2022? Confira o ranking

Leonardo Bruno

BTCE11: o ETF de criptomoeda mais negociado na Europa chega à B3

Guia do Investidor