Guia do Investidor
covid bolsa de valores
Notícias

Zero impostos? CVC e Time For Fun ganham beneficios fiscais devido a Covid-19

A pandemia de covid foi um verdadeiro período sombrio na história recente da humanidade. E além dos irreparáveis danos a sociedade, a em geral também vem lutando para se recuperar dos danos causados pelo vírus.

Para dar aquela “forcinha” na retomada de algumas atividades, principalmente dos eventos, foi criada a lei 14.148, que cria o PERSE (Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos.) Aprovada pelo Congresso em março de 2021, a lei teve trechos vetados pelo Presidente Bolsonaro, mas o Congresso derrubou os vetos em 17 de março deste ano, fazendo a lei entrar em vigor, e algumas das principais companhias do setor já começam a se beneficiar dos incentivos fiscais.

A operadora de turismo Corp (CVCB3) e a Time for Fun (SHOW4), a empresa de eventos de Fernando Alterio, ficarão livres de pagar PIS/Cofins, CSLL e IRPJ por 60 meses. A CVC mencionou o benefício fiscal em sua teleconferência de resultados no dia 11 deste mês, mas os não pareceram dar muita atenção. Um gestor comprado no papel estima que, apenas em despesas de PIS/Cofins, a CVC pode economizar R$ 40 milhões de reais este ano, considerando seu top line atual, e até R$ 1,2 bilhão ao longo dos cinco anos do benefício da lei. O maior benefício, claro, será no IRPJ, mas este por enquanto ainda não vai se materializar. Apesar de ter EBITDA positivo, a CVC não deve dar lucro no curto prazo, com o bottom line impactado por despesas financeiras e ágio de aquisições.

Nossas redes:

Leia mais

Nova emissão de ações da CVC pode chegar a R$ 477 milhões

Leonardo Bruno

Após anúncio de possível Follow-on, ações da CVC derretem na bolsa

Leonardo Bruno

CVC (CVCB3): empresa anuncia que alcançou R$ 1,4 bi em reservas confirmadas

Ruan Sousa

Ibovespa sobe colado nos mercados americanos

Leonardo Bruno

Semana de recuperação? Bolsa volta a subir apoiada por mercados globais

Leonardo Bruno

Turismo nacional cresce 43,5% em março, aponta FecomercioSP

Agência Brasil

Deixe seu comentário