Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Carteiras de curto prazo têm as melhores rentabilidades pelo segundo mês consecutivo

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Em agosto, os títulos de renda fixa de curto prazo tiveram os melhores desempenhos mensais pela segunda vez consecutiva. As LFTs (Letras Financeiras do Tesouro) marcadas a mercado com vencimento de um dia, refletidas no índice IMA-S, foram o destaque do mês, avançando 1,18%, de acordo com a ANBIMA (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais).

“O resultado do mês revela que as expectativas inflacionárias de médio e longo prazo dos investidores ainda estão desancoradas diante de incertezas econômicas, sobretudo em relação ao equilíbrio fiscal, e também da possibilidade dos juros nos EUA permanecerem em patamares elevados por mais tempo” explica Marcelo Cidade, economista da Associação.

O índice foi seguido pelo IRF-M 1, que acompanha os prefixados de até 1 ano, com rentabilidade de 1,15% no mês. Enquanto isso, os prefixados de longo prazo, refletidos no IRF-M 1+, variaram 0,59%.

Leia mais  As 6 ações que você precisa ter em 2023

Os NTN-Bs (títulos indexados à inflação) com prazo de até cinco anos registraram retorno de 0,61%, segundo o IMA-B 5. Já o IMA-B 5+, carteira de NTN-Bs com vencimento acima de cinco anos, recuou 1,27% em agosto. Apesar disso, o índice segue com o melhor desempenho no ano (14,28%).

No geral, os títulos públicos marcados a mercado cresceram 0,63% no mês, com rentabilidade acumulada de 10,39% no ano, conforme registrou o IMA (Índice de Mercado da ANBIMA).

Título corporativos
Assim como nos títulos públicos, as carteiras de menor prazo tiveram as melhores performances de agosto. O destaque foi para as debêntures com prazo de 1 dia indexadas à taxa DI, compiladas no IDA-DI, que avançaram 1,44%.

IDA-ex infraestrutura, que acompanha os títulos sem benefício fiscal, registrou rentabilidade de 0,64%. Já as debêntures incentivadas, refletidas na carteira do IDA-IPCA infraestrutura, avançaram 0,57%.

As debêntures marcadas a mercado, no geral, avançaram 1,38% em junho, com rentabilidade acumulada de 7,41% no ano, de acordo com a performance do IDA (Índice de Debêntures da ANBIMA).

Leia mais  Órama Investimentos aposta nas ações da Randon (RAPT4) para continuar lucrando em sua carteira semanal

Confira todos os resultados do setor no Boletim de Renda Fixa

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Carteira EQI: Recomendações de Investimentos da Semana

Mateus Sousa

Ranking: os melhores (e piores) desempenhos da bolsa em Janeiro

Leonardo Bruno

ANBIMA: carteiras de curto prazo têm as melhores rentabilidades do mês pela terceira vez consecutiva

Guia do Investidor

Mercado de Curto Prazo do setor elétrico movimentou R$ 771,5 milhões em julho

Guia do Investidor

As melhores da semana: PagBank revela carteira semanal

Leonardo Bruno

Cosan, Cyrela e Mais: descubra as recomendações da Empiricus para a semana

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário