Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Cemig (CMIG4) vai comprar títulos de dívidas por meio de subsidiária

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Cemig (CMIG4) informou que foi iniciada a oferta pública de aquisição em dinheiro, por parte da Cemig GT, de títulos de dívida no mercado externo de sua emissão, com vencimento em 2024, remunerados a 9,25% ao ano, no montante principal de até US$ 250 milhões.

A oferta publica está sendo realizada de acordo com os termos e condições previstos no memorando de oferta de aquisição (offer to purchase), datado de 28 de novembro de 2022.

A Cemig GT se reserva o direto de alterar, encerrar ou retirar a oferta a seu exclusivo critério, sujeito à divulgação e aos demais requisitos dispostos na legislação e regulamentação aplicável.

Com o bom humor da bolsa de valores nesta terça-feira, as ações da companhia utilizam o movimento para sustentar ganhos e gerar valor para seus acionistas. As Ações da Cemig operam em alta de 1,43%, cotada a R$ 17,71.

image 316

Quem é a Cemig?

A Compahia energética de Minas Gerais, é a maior comercializadora de energia do Brasil. O posicionamento satisfatório da Cemig em relação ao mercado é proporcionado por sua capacidade de atrair e manter os clientes, por meio de práticas que auxiliam o consumidor na gestão eficiente da energia, orientando também sobre as energias renováveis. 

Leia mais  Terror mineiro: ações de Copasa e Cemig desabam após comentários sobre federalização

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Itaú atinge lucro recorde e calamidade no RS: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Cemig tem perspectiva positiva e rating elevado

Márcia Alves

Vale (VALE3) compra participação na Aliança Energia

Márcia Alves

CEMIG paga mais de R$300 milhões em dividendos

Rodrigo Mahbub Santana

Lucrar com a queda? É hora de operar “vendido” em CMGI4

Leonardo Bruno

Terror mineiro: ações de Copasa e Cemig desabam após comentários sobre federalização

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário