Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Como a mudança do JCP afeta seu bolso?

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Medida Provisória (MP) 1.185/23, conhecida como MP das subvenções, avançou significativamente no Congresso Brasileiro nesta quinta-feira, 14 de dezembro. A comissão mista aprovou integralmente o texto proposto pelo relator, deputado Luiz Fernando Faria (PSD-MG), que traz mudanças cruciais para o mecanismo de distribuição de juros sobre capital próprio (JCP).

O JCP, há muito tempo um instrumento valioso para as empresas brasileiras, estava na mira da equipe econômica do governo para ser extinto. No entanto, a nova proposta da MP não busca acabar com esse benefício fiscal, mas sim impor restrições à sua aplicação. As novas regras delimitam os valores que as empresas podem usar na base de cálculo do JCP, o que deverá reduzir tanto o benefício fiscal quanto os proventos pagos aos acionistas.

Renato Caumo, sócio da área tributária de Pinheiro Neto Advogados, avalia que o impacto dessas mudanças será variado entre os diferentes setores econômicos. Enquanto o setor financeiro parece ser menos afetado, indústrias, varejo e agronegócio podem enfrentar consequências mais severas.

Uma das mudanças significativas é a proibição de usar as reservas de incentivos fiscais para contabilizar como lucro tributável. Isso afeta principalmente empresas industriais, de varejo e agronegócio, que normalmente incluem valores significativos de incentivos fiscais em suas bases de cálculo. Outra nova regra estipula que aumentos patrimoniais de empresas “dependentes” ou do mesmo grupo econômico deverão ser considerados como lucros tributáveis.

Arthur Barreto, sócio da área tributária do Donelli, Abreu Sodré e Nicolai Advogados, e Ana Lucia Marra, sócia do Machado Associados, ressaltam que, apesar das mudanças não serem totalmente negativas – já que a proposta original previa a extinção total dos JCP –, a capacidade das empresas de distribuir os JCP será afetada. As novas restrições podem aumentar o IRPJ e a CSLL a pagar pelas empresas, além de impactar na atratividade de suas ações e nos níveis de endividamento.

Leia mais  BBSA3: R$ 2,31 bilhões serão pagos em dividendos e JCP

A redação atual do texto também levanta questionamentos jurídicos que podem ser alvo de futuras disputas legais. Conceitos como “aumento patrimonial em caráter definitivo” podem ser interpretados de maneiras diferentes entre as empresas e a Receita Federal, segundo Caumo.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Originalmente, o objetivo do governo com a extinção do JCP era aumentar a arrecadação fiscal em R$ 10,5 bilhões em 2024. Contudo, negociações de última hora entre o presidente Lula, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e o ministro Fernando Haddad, resultaram em um texto mais flexível.

Leia mais  Neoenergia (NEOE3) anuncia pagamento de juros sobre capital próprio no valor de R$ 27,9 milhões

Com o avanço da MP, espera-se que a arrecadação fiscal seja menor do que a prevista inicialmente, mas com apoio do Senado e da Câmara para sua aprovação. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), declarou que a MP deverá ser votada em ambas as casas do Congresso até a próxima semana.

O texto agora segue para o plenário da Câmara dos Deputados e, se aprovado, será encaminhado ao Senado Federal. Importante destacar que a MP perde a validade se não for votada até 8 de fevereiro de 2024, prazo regimental de 120 dias desde sua edição.

Você quer começar a investir na bolsa de valores?

Você possui o desejo de começar sua carreira como investidor? Apesar de parecer complicado, se tornar um “frequentador” da bolsa de valores é mais fácil do que você imagina!

Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira para você começar a entender todos os caminhos que separam você dos grandes lucros! Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções e recomendações para você ampliar e diversificar sua carteira.

Se você não sabe por onde começar, pode seguir as 5 dicas que selecionamos para você dar seus primeiros passos na bolsa de valores:

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se enquadram em diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.

Leia mais  Lojas Renner pagarão dividendos (JCP) de R$ 390 milhões

Para conferir as últimas análises e recomendações do mercado, basta clicar aqui.


Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Porto Seguro (PSSA3) anuncia JCP de R$ 778 milhões

Paola Rocha Schwartz

B3 (B3SA3) aprova distribuição de JCP em R$ 292,5 milhões

Paola Rocha Schwartz

Odontoprev anuncia pagamento de JCP a acionistas

Rodrigo Mahbub Santana

Grupo Mateus aprovou distribuição de juros sobre o capital próprio

Paola Rocha Schwartz

A Rede D’Or confirmou R$ 300 milhões no pagamento de JCP 

Paola Rocha Schwartz

Cielo (CIEL3) atualiza valores de JCP

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário