Guia do Investidor
banner g20
Notícias

G20: Brasil destaca tributação de super-ricos e reformas financeiras

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Os países de maiores economias do mundo, vão se reunir para discutirem iniciativas econômicas e sociais para problemas que afetam as nações.

Na quarta-feira (28), será iniciado por Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, os encontros do G20.

Após ser diagnosticado com Covid-19, Fernando Haddad irá participar virtualmente das reuniões.

Os principais temas do encontro serão: dívida global, reforma de instituições globais, transição energética e a taxação da fortuna de “super-ricos”.

O G20 irá reunir os países com as maiores economias do mundo, discutindo iniciativas econômicas e sociais para problemas que afetam as nações. Além do Brasil, que preside os encontros em 2024, também irão participar do evento: Argentina, China, Rússia e Estados Unidos.

Na quinta-feira (29), o destaque será para o painel sobre tributação internacional, liderado pelo ministro da Fazenda. A bandeira que o Brasil levanta é a de fornecer maior ajuda a países emergentes e em desenvolvimento.

Leia mais  Dividendos poderão ser tributados já em 2024: entenda

Haddad conversará com a diretora-geral do FMI (Fundo Monetário Nacional), Kristalina Georgieva, sobre o endividamento de países pobres e formas de obter recursos para essas nações.

“O Brasil é muito a favor de discutir os critérios de sustentabilidade e de avançar nisso, porque a gente sabe da qualidade e da seriedade da nossa produção”, afirmou Laís Garcia, chefe da Divisão de Energia Renovável do Ministério de Relações Exteriores, à Agência Brasil.

Ainda no dia 28, outro nome já é conhecido e pode surgir nas discussões é o Pix. Isso, porque discussões sobre pagamentos instantâneos entre países serão acompanhadas de perto pelos participantes do evento.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Time For Fun lucro líquido de R$58,2 milhões

Márcia Alves

Projeto da LDO mantém meta de déficit zero para 2025

Agência Brasil

Projeto da LDO prevê crescimento de 2,8% para o próximo ano

Agência Brasil

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.502 em 2025

Agência Brasil

Campo de Búzios atinge marca de 1 bilhão de barris de petróleo

Agência Brasil

Caixa libera abono do PIS/Pasep para nascidos em março e abril

Agência Brasil

Deixe seu comentário