Guia do Investidor
bolsa de valores de ccs
Notícias

Ibovespa fecha em leve queda antes do Carnaval

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Ibovespa tem pequena queda na sessão pré-Carnaval; ações de petrolíferas se destacam entre as perdas.

Na véspera do Carnaval, o Ibovespa registrou uma leve queda, refletindo a cautela dos investidores em uma sessão com baixo volume financeiro. As ações das petrolíferas se destacaram entre as perdas do dia, apesar do aumento do preço do petróleo. RRRP3, RECV3 e PRIO3 foram algumas das empresas que apresentaram recuos significativos. Por outro lado, ALPA4 liderou as valorizações da sessão. Os principais bancos encerraram de forma mista, enquanto VALE3 também fechou em terreno negativo. O mercado demonstrou uma postura prudente diante do feriado prolongado.

Cautela domina o mercado antes do Carnaval, com Ibovespa registrando leve queda e ações de petrolíferas liderando as perdas

Na última sessão antes do feriado de Carnaval, o mercado brasileiro demonstrou cautela, refletindo-se em uma leve queda no Ibovespa. Com a agenda esvaziada e baixo volume financeiro, os investidores adotaram uma postura mais conservadora, levando o índice a fechar em 128.025,70 pontos, uma redução de 0,15%.

No entanto, o destaque do dia ficou por conta das petrolíferas, que lideraram as perdas. Mesmo com o preço do petróleo encerrando em alta, empresas como RRRP3, RECV3 e PRIO3 apresentaram recuos significativos. Essa tendência negativa foi observada também em algumas ações do setor de varejo, como ASAI3 e MULT3, que também figuraram entre as maiores baixas do dia.

Por outro lado, ALPA4 teve uma valorização expressiva, destacando-se como a maior alta da sessão. Enquanto isso, os principais bancos apresentaram desempenhos mistos, com ITUB4 e SANB11 registrando ganhos, enquanto BBAS3, BBDC3 e BBDC4 apresentaram quedas.

A Vale (VALE3) também encerrou o dia em terreno negativo, refletindo a oscilação do mercado. Diante da proximidade do feriado prolongado, os investidores optaram por uma postura mais conservadora, contribuindo para a volatilidade vista no pregão.

Revisão do CPI nos EUA e acordo político interno no Brasil influenciam mercado financeiro, levando o dólar a recuar

O mercado financeiro passou por uma reviravolta, conforme o dólar, que havia testado a marca dos R$ 5,00, reverteu seu curso, fechando em baixa em relação ao real.

Esse movimento veio na esteira da revisão do Índice de Preços ao Consumidor (CPI) nos Estados Unidos, que não trouxe surpresas significativas, mantendo as expectativas em torno do Federal Reserve (Fed) e seu possível ciclo de corte de juros a partir de maio ou junho.

No cenário doméstico, o mercado reagiu positivamente à notícia de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, resolveram suas diferenças, estabelecendo Rui Costa como interlocutor entre o Planalto e a Câmara, o que acalmou investidores.

Operadores também observaram uma movimentação incomum no mercado à vista, com antecipação de vendas de dólar, atribuída à expectativa de liquidação da captação de US$ 700 milhões da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) no início da próxima semana.

O dólar à vista fechou em queda de 0,67%, cotado a R$ 4,9613, com oscilações entre R$ 4,9513 e R$ 4,9896 ao longo do dia, enquanto a semana terminou com uma redução de 0,14% no valor da moeda.

No mercado internacional, o índice DXY recuou 0,06%, registrando 104,101 pontos, enquanto o euro teve uma leve alta de 0,03%, atingindo US$ 1,0780, e a libra ganhou 0,07%, alcançando US$ 1,2626. O acordo político interno e os dados econômicos externos foram determinantes para o desempenho do mercado financeiro neste dia.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ibovespa fecha com leve alta; Casas Bahia lidera ganhos

Fernando Américo

Veja as 10 ações que mais valorizaram em fevereiro

Mateus Sousa

Dell dispara e Nasdaq atinge novo recorde em NY

Fernando Américo

Mesmo com resultado positivo, ações da IRB (IRBR3) derretem

Mateus Sousa

Ibovespa cai com peso de Petrobras e bancos; GPA recua após ganhos

Fernando Américo

Ações da Ambev (ABEV3) derretem no pregão desta quinta-feira (29)

Mateus Sousa

Deixe seu comentário