Guia do Investidor
Natura
Notícias

Ibovespa volta a atingir 130 mil pontos; Natura lidera

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Ibovespa sobe sessão dessa terça impulsionado por desempenho bancário e valorização da Natura após anúncio estratégico.

O Ibovespa registrou uma forte alta de 2,21%, retornando ao patamar dos 130 mil pontos, impulsionado pelo sólido desempenho do setor financeiro. O robusto balanço do Itaú e a deslistagem da Cielo foram fatores determinantes para esse avanço.

O volume financeiro atingiu R$ 27,2 bilhões. As ações do Banco do Brasil (BBDC4) e BBDC3 lideraram os ganhos, com +6,21% e +4,39%, respectivamente. A deslistagem da CIEL3 também teve impacto positivo, elevando suas ações em 3,98%. Além disso, a Natura (NTCO3) teve a maior valorização do dia, +6,79%, devido ao anúncio de separação da Natura Latam e Avon em empresas independentes.

Setor financeiro impulsiona Ibovespa e Natura se destaca com movimento estratégico

O Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira, voltou a alcançar a marca dos 130 mil pontos em uma sessão caracterizada por um desempenho notável do setor financeiro. O índice fechou com uma alta expressiva de 2,21%, encerrando o dia em 130.416,31 pontos, com um volume financeiro totalizando R$ 27,2 bilhões.

Um dos principais impulsionadores desse avanço foi o Itaú, que apresentou um balanço sólido e viu suas ações ITUB4 subirem 4,29% para R$ 34,79. Além disso, a deslistagem da Cielo (CIEL3) teve um efeito positivo em suas ações, que subiram 3,98%, atingindo R$ 5,23. O Banco do Brasil (BBAS3) também teve um desempenho positivo, com um aumento de 2,16%, cotado a R$ 59,60.

No entanto, a maior valorização do dia foi protagonizada pela Natura (NTCO3), que teve um aumento de 6,79% para R$ 17,15. Isso ocorreu após o anúncio de um estudo para separar a Natura Latam e a Avon em empresas independentes de capital aberto. Essa iniciativa estratégica impulsionou a confiança dos investidores e levou a um aumento significativo no valor das ações da empresa.

Leia mais  Cyrela dispara e commodities impulsionam ganhos; varejo tem queda

Além dos destaques do setor financeiro, outras empresas também tiveram um bom desempenho, como ELET3 (+5,63%) e ELET6 (+4,34%). As chamadas blue chips, que incluem VALE3, PETR3 e PETR4, também contribuíram para a recuperação firme do mercado. No entanto, algumas ações, como EMBR3, enfrentaram perdas, influenciadas pela redução da recomendação de compra pelo HSBC. Em resumo, o Ibovespa se destacou com uma sólida recuperação, impulsionado pelo desempenho positivo dos bancos e pela estratégia da Natura de separar suas operações.

Recuperação do dólar após estímulos na China e impulso às commodities

O dólar experimentou uma correção em baixa após um período de alta, onde chegou a testar a marca dos R$ 5,00. A reviravolta foi motivada pelo anúncio de um pacote de estímulos econômicos pelo governo chinês, projetado para sustentar o consumo interno e estabilizar o mercado de ações no país asiático.

Essas medidas impulsionaram os preços das commodities, que por sua vez beneficiaram as moedas de nações produtoras, incluindo o real brasileiro.

Apesar das incertezas globais, as declarações dos membros do Federal Reserve dos Estados Unidos não trouxeram grandes surpresas em relação ao discurso já conhecido de Jerome Powell nos últimos dias.

Leia mais  Yduqs lidera ganhos e Locaweb registra maior queda após balanços do 2TRI

No cenário doméstico, as tensões políticas em Brasília, evidenciadas pela fala enfática de Arthur Lira, presidente da Câmara dos Deputados, e o cancelamento repentino da reunião entre Fernando Haddad e líderes da Câmara, não tiveram um impacto significativo nas taxas de câmbio.

Ao final do dia, o dólar à vista fechou com uma queda de 0,39%, cotado a R$ 4,9622, após oscilar entre R$ 4,9512 e R$ 4,9809. No mercado futuro, o dólar para março também apresentou recuo, caindo 0,49% e sendo cotado a R$ 4,9725.

Enquanto isso, no cenário internacional, o índice DXY, que mede o desempenho do dólar em relação a outras moedas, recuou 0,22%, chegando a 104,222 pontos. O euro subiu 0,06%, sendo cotado a US$ 1,0749, e a libra esterlina ganhou 0,49%, sendo negociada a US$ 1,2595.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais  Techs derrubam NY novamente com cautela pré-Powell

Leia mais

Crise na Bolsa de Valores? Um alerta para a economia brasileira

Fernando Américo

O que acontece com uma nova bolsa de valores no Brasil?

Fernando Américo

Natura, Multiplan, Raia e BMG anunciam pagamentos de JCP

Paola Rocha Schwartz

Ministro critica “lucro exorbitante” da Petrobras e nega interferência

Rodrigo Mahbub Santana

Empresa de Trump tem prejuízo de quase US$ 60 bi em 2023

Rodrigo Mahbub Santana

BTG Pactual rebaixa recomendação da Vale em meio a tumulto

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário