Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Itaúsa (ITSA4) anuncia distribuição de Juros sobre o Capital Próprio de R$ 0,1165 por ação

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Itaúsa (ITSA4), um dos principais conglomerados empresariais do Brasil, anunciou a aprovação da distribuição de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor bruto de R$ 0,1165 por ação. Essa decisão representa mais um passo na política de recompensar seus acionistas pelo apoio contínuo à empresa.

Os proventos serão pagos aos acionistas até o dia 30 de dezembro de 2024. É importante observar que haverá uma retenção de 15% de imposto de renda na fonte sobre o valor bruto, resultando em juros líquidos de R$ 0,099025 por ação. Essa retenção é uma obrigação legal que deve ser observada no pagamento de JCP.

A distribuição dos JCP será realizada com base na posição acionária final do dia 21 de setembro de 2023. Isso significa que os acionistas que detinham ações da Itaúsa até essa data serão elegíveis para receber os JCP. As ações adquiridas após essa data estarão ex-direito à distribuição de JCP.

Leia mais  Agenda de Dividendos: Copel, Equatorial e Sabesp anunciam distribuição de proventos aos acionistas

Essa distribuição de JCP será imputada ao valor do dividendo do exercício de 2023, o que significa que faz parte das obrigações da empresa em relação ao pagamento de dividendos aos acionistas naquele ano.

A Itaúsa é uma holding que controla empresas de diversos setores, incluindo instituições financeiras e empresas do setor industrial. Sua atuação abrange uma ampla gama de negócios, e a empresa tem uma presença significativa no mercado brasileiro.

A distribuição de Juros sobre o Capital Próprio é uma maneira de recompensar os acionistas pelo investimento em ações da empresa. Além disso, essa prática também pode ser vista como uma estratégia para atrair investidores que buscam retornos consistentes por meio de dividendos e JCP.

O que são dividendos?

Dividendos são uma parcela do lucro de uma empresa que é distribuída aos seus acionistas. Eles são uma forma de a empresa recompensar os acionistas pelo investimento feito, e são geralmente pagos em dinheiro, mas também podem ser pagos na forma de mais ações da empresa.

A decisão de quanto do lucro será distribuído como dividendos é geralmente tomada pela diretoria da empresa e deve ser aprovada pelos acionistas em uma reunião anual. A outra parte do lucro é geralmente reinvestida na empresa para financiar o crescimento e a expansão.

Leia mais  Itaúsa registra lucro líquido recorrente de R$ 3,81 bi em melhor primeiro trimestre da história

O valor do dividendo que um acionista recebe depende do número de ações que ele possui. Por exemplo, se uma empresa paga um dividendo de R$1 por ação e você possui 100 ações, você receberá R$100 em dividendos.

Os dividendos são uma forma importante de retorno para os investidores, especialmente para aqueles que investem a longo prazo. Eles podem ser reinvestidos para comprar mais ações ou podem ser usados como uma fonte de renda.

Dividendos e Juros sobre Capital Próprio (JCP) são duas formas que as empresas têm de distribuir parte de seus lucros aos acionistas, mas eles têm diferenças significativas principalmente no aspecto tributário.

Dividendos: São distribuídos a partir do lucro líquido da empresa, após a dedução de todos os impostos. Portanto, os dividendos são isentos de imposto de renda para os acionistas que os recebem, pois a empresa já pagou todos os impostos devidos.

Juros sobre Capital Próprio (JCP): É uma forma alternativa de distribuição de lucros que tem um benefício fiscal para a empresa. O JCP é tratado como uma despesa operacional para a empresa e, portanto, reduz o lucro tributável da empresa, resultando em menos imposto de renda devido pela empresa. No entanto, ao contrário dos dividendos, o JCP é tributável para os acionistas que o recebem. A alíquota é de 15% e o imposto é retido na fonte.

Leia mais  Pouco ou dá para encher o bolso? Itaúsa (ITSA4) anuncia distribuição de 2 centavos por ação

Conhece a Nova Agenda Dividendos do GDI? 

Por fim, se você é um investidor que gosta de estar ligado e antenado as empresas que mais pagam dividendos no mercado, precisa acessar a nova e repaginada Agenda de Dividendos do Guia do Investidor!

image 32
Agenda Dividendos do GDI

Lá é possível conferir as principais datas de pagamentos, as empresas que mais estão pagando dividendos acionistas e os tipos de dividendos que serão distribuídos nos próximos dias! Portanto, não deixe de clicar aqui para conferir e encher seu bolso!

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Itaúsa tem lucro líquido de R$ 3,46 bilhões no 4T23

Márcia Alves

Vale (VALE3) está entre as melhores escolhas para dividendos

Márcia Alves

Grendene (GRND3) fará pagamento dividendos e JCP

Márcia Alves

Itaúsa (ITSA4) pagará R$ 5,6 bilhões de dividendos e JCP

Mateus Sousa

Apesar de quedas, Vale segue sendo a “queridinha dos dividendos”

Leonardo Bruno

R$ 1,12 por ação: Itaú divulga dividendos para encher o seu bolso

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário