Guia do Investidor
Foto/Reprodução
Notícias

Mercado reage a sinais de desaceleração nos EUA

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

  • O dólar cai pelo terceiro dia consecutivo no mercado brasileiro, refletindo o enfraquecimento global da moeda e a queda nas taxas dos Treasuries.
  • Sinais de desaceleração econômica nos EUA, evidenciados pelos índices de gerentes de compras (PMI) de abril, aumentam as expectativas de cortes na taxa de juros pelo Federal Reserve.
  • A moeda americana encerra o pregão a R$ 5,1304, seu menor valor em dez dias, acumulando uma queda de 2,28% na semana, mas ainda valoriza 2,29% em abril.
  • O índice DXY, que compara o dólar a outras moedas fortes, opera abaixo de 106 pontos, com destaque para valorizações do peso mexicano e do real entre as moedas de mercados emergentes.
  • Economistas destacam a não intervenção acertada do Banco Central do Brasil diante das mudanças nos fundamentos econômicos.
  • O PMI composto dos EUA cai para o menor nível em quatro meses, reforçando a possibilidade de cortes mais profundos nos juros americanos.
  • No Brasil, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, negocia no Congresso para controlar gastos públicos excessivos, com ênfase no projeto do Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse).
  • O Citi prevê que o dólar oscilará em torno de R$ 5,10 até o final de 2024 devido ao aumento do risco fiscal local, ajustando as expectativas de uma taxa de câmbio anteriormente prevista abaixo de R$ 5,00.
Leia mais  Bancos socorrem IRB e investem R$ 600 milhões na resseguradora

O dólar registra queda pelo terceiro dia consecutivo no mercado de câmbio brasileiro nesta terça-feira, refletindo uma tendência de enfraquecimento global da moeda norte-americana. Essa movimentação acompanha a redução nas taxas dos Treasuries e sinais de desaceleração da economia dos Estados Unidos, evidenciados pelos recentes índices de gerentes de compras (PMI) de abril. Com esses indicadores, aumentam as expectativas de que o Federal Reserve possa realizar dois cortes na taxa de juros ainda este ano.

No mercado local, após uma breve alta no início do dia, o dólar apresenta queda consistente, encerrando a sessão cotado a R$ 5,1304, o menor valor de fechamento em dez dias. Desde o início da semana, a moeda acumula uma desvalorização de 2,28%, embora ainda registre uma valorização de 2,29% no mês de abril.

Internacionalmente, o dólar também perde força, especialmente frente ao euro e outras moedas fortes, como refletido pelo índice DXY, que opera abaixo dos 106,000 pontos. O peso mexicano e o real são as moedas que mais se valorizam entre os países emergentes e exportadores de commodities, recuperando-se das perdas acumuladas ao longo do mês.

Leia mais  De volta aos 100 mil: Ibovespa sobe com disparada do Petróleo

Nos Estados Unidos, o PMI composto divulgado pela S&P Global mostra uma queda de 52,1 em março para 50,9 em abril, o menor nível em quatro meses, sinalizando uma contração da atividade econômica. Essa redução nas expectativas de crescimento econômico dos EUA impulsiona a crença de que o Federal Reserve poderá reduzir as taxas de juros por 50 pontos-base, acima das previsões anteriores de um corte de 25 pontos-base.

Contexto nacional

Por fim, a atenção dos investidores se volta para os esforços do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para mitigar o impacto de projetos de lei que poderiam aumentar significativamente os gastos públicos no Brasil. Haddad alcançou um acordo preliminar no Congresso para a votação do projeto de lei que reformula o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (Perse), limitando os gastos a R$ 15 bilhões até 2026. O Citi alerta que o aumento do risco fiscal local pode manter o dólar oscilando em torno de R$ 5,10 até o final de 2024, apesar das expectativas anteriores de uma taxa de câmbio abaixo de R$ 5,00.

Confira o fechamento da bolsa desta terça-feira, 23 de abril de 2023:

Mais negociadas

MGLU3.SA-5,88%R$ 1,44
USIM5.SA-13,91%R$ 9,10
PETZ3.SA-3,56%R$ 5,15
HAPV3.SA-0,82%R$ 3,61
ITUB4.SA+1,49%R$ 32,00
Fonte: Google Finanças

Maiores Altas

PCAR3.SA+11,69%R$ 2,77
FLRY3.SA+5,07%R$ 14,72
RRRP3.SA+4,11%R$ 34,72
NTCO3.SA+4,05%R$ 16,70
RECV3.SA+2,63%R$ 21,09
Fonte: Google Finanças

Maiores baixas

USIM5.SA-13,91%R$ 9,10
MGLU3.SA-5,88%R$ 1,44
BHIA3.SA-4,48%R$ 5,97
GGBR4.SA-4,03%R$ 18,83
PETZ3.SA-3,56%R$ 5,15
Fonte: Google Finanças

Leia mais  Furada ou precinho? Descubra se é hora de comprar ações da Magalu após queda de 22%

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Leia mais

Irresponsabilidade Fiscal no Governo e mais: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

IBOV: Yduqs dispara e Suzano cai em dia volátil no mercado

Rodrigo Mahbub Santana

Balde de água fria na Bolsa: entenda o motivo

Márcia Alves

Ibovespa abre com queda seguido por baixas da B3 e Eletrobras

Paola Rocha Schwartz

Mercado brasileiro fecha em queda moderada

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa abre com baixas, seguindo quedas de ELET3 e aéreas

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário