Guia do Investidor
Fonte/Reprodução
Notícias

Pague Menos comunica aumento de capital

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

  • Conselho de Administração da Pague Menos aprovou aumento de capital de R$ 1,6 bi para R$ 1,7 bi.
  • 39.935.179 novas ações subscritas e integralizadas a R$ 2,93 por ação, totalizando mais de R$ 117 milhões.
  • Aumento foi dentro do limite do capital autorizado, mediante emissão de ações ordinárias.
  • Capital social passou de R$ 1.647.538.679,10 para R$ 1.764.548.753,57.
  • Ações creditadas aos subscritores em até 3 dias úteis.
  • Estratégia fortalece posição financeira da empresa e confiança dos investidores.
  • Aumento visa investimentos, inovação e expansão da Pague Menos.

O Conselho de Administração da Pague Menos autorizou a homologação parcial do aumento do capital social da empresa de R$ 1,6 bilhão para R$ 1,7 bilhão. Em um comunicado publicado, os acionistas foram informados sobre essa atualização.

No total, foram subscritas e integralizadas 39.935.179 novas ações. Este número representa 86% das ações incluídas no aumento de capital, ao preço de R$ 2,93 por ação. O montante atinge mais de R$ 117 milhões.

Leia mais  Pix é a segunda forma de pagamento instantâneo mais usada no mundo

Seguindo as diretrizes do documento, esse movimento ocorre “dentro do limite do capital autorizado, mediante a emissão de ações ordinárias, escriturais, nominativas, sem valor nominal, para subscrição privada”.

Antes do aumento de capital, o capital social da Pague Menos estava estimado em R$ 1.647.538.679,10, composto por 541.780.460 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.
Com a implementação do aumento, o valor passa a ser de R$ 1.764.548.753,57, composto por 581.715.639 ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal.

De acordo com o comunicado, as ações subscritas serão creditadas aos seus subscritores em até 3 dias úteis contados a partir de 27 de março.

A deliberação do Conselho de Administração representa um passo significativo na estratégia de crescimento da Pague Menos. Com o aumento do capital social, a empresa fortalece sua posição financeira e está mais bem equipada para enfrentar os desafios e explorar as oportunidades no mercado.

A subscrição e integralização das novas ações demonstram a confiança dos investidores no potencial de crescimento da empresa. O preço por ação, fixado em R$ 2,93, reflete uma avaliação favorável por parte dos acionistas quanto ao valor da empresa e suas perspectivas futuras.

Leia mais  Veículos mais caros e juros mais altos impedem retomada da produção

Além disso, a emissão de ações ordinárias escriturais, nominativas e sem valor nominal para subscrição privada destaca a flexibilidade e adaptabilidade da Pague Menos em aproveitar as condições de mercado favoráveis para fortalecer sua base de capital.

Com a conclusão bem-sucedida dessa etapa do aumento de capital, a Pague Menos está posicionada para continuar investindo em suas operações, inovação e expansão, buscando assim melhorar ainda mais sua posição competitiva e impulsionar o valor para os acionistas a longo prazo.

Os acionistas da Pague Menos podem esperar que as novas ações subscritas contribuam para o crescimento e o desenvolvimento contínuo da empresa, consolidando sua posição como líder no setor de varejo farmacêutico.

Em suma, a homologação parcial do aumento do capital social da Pague Menos marca um marco significativo em sua trajetória de crescimento, destacando seu compromisso com a criação de valor sustentável para todos os seus stakeholders.

“As novas ações emitidas no âmbito do Aumento de Capital serão idênticas às ações já existentes, e farão jus ao recebimento integral de dividendos e/ou juros sobre o capital próprio, bem como quaisquer outros direitos que venham a ser declarados pela Companhia a partir da homologação do Aumento de Capital, em igualdade de condições com as demais ações já existentes”.


Informou a Pague Menos no comunicado aos acionistas.

Leia mais  Ibovespa abre no zero a zero nesta Segunda-Feira; Confira destaques

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

IGP-M: índice usado no reajuste do aluguel sobe 0,89% em maio

Agência Brasil

Brasil fecha abril com 240 mil empregos criados, aponta Caged

Agência Brasil

Vendas do Tesouro Direto somaram R$ 5,72 bilhões em abril

Agência Brasil

Mesmo na pandemia, emprego na construção cresceu 21,6%

Agência Brasil

Ibovespa recua no pré-feriado

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa abre com queda impulsionado por negativas de B3 e Vale

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário