Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

PIB tem queda de 0,3% em Julho, aponta FGV

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O Monitor do PIB-FGV aponta queda de 0,3% na atividade econômica em julho em comparação com junho, considerando-se dados com ajuste sazonal. Na comparação interanual a economia cresceu 1,8% em julho e 2,7% no trimestre móvel findo em julho.

“A retração de 0,3% da economia brasileira em julho é explicada, pela ótica da oferta, por quedas nas três grandes atividades econômicas (agropecuária, indústria e serviços) e, pela ótica da demanda, por recuos no consumo das famílias e na formação bruta de capital fixo. Destaca-se que a retração do consumo das famílias é a primeira após cinco meses consecutivos de crescimento e ocorreu de forma disseminada entre os tipos de consumo. Embora a economia tenha apresentado resiliência do crescimento no primeiro semestre do ano, o resultado de julho, acende alerta sobre a sustentabilidade do mesmo patamar de crescimento no restante de 2023”, segundo Juliana Trece, coordenadora da pesquisa.

Leia mais  Projeção do PIB sobe com melhora da economia

ANÁLISE DESAGREGADA DOS COMPONENTES DA DEMANDA
A análise gráfica desagregada dos componentes da demanda foi realizada na série trimestral interanual por apresentar menor volatilidade do que as taxas mensais e aquelas ajustadas sazonalmente, permitindo melhor compreensão da trajetória de seus componentes.

Consumo das famílias
O consumo das famílias cresceu 2,6% no trimestre móvel findo em julho. Desde o final de 2022 há uma tendência de desaceleração do crescimento do consumo das famílias explicada, principalmente, pela redução do crescimento do consumo de serviços. Formação bruta de capital fixo (FBCF)

A FBCF retraiu 3,2% no trimestre móvel findo em julho. O segmento de máquinas e equipamentos, que tem apresentado quedas desde o trimestre findo em janeiro, segue ampliando sua retração e registrou queda de 9,4% no trimestre móvel findo em julho. Devido a este contexto, apesar de os segmentos da construção e de outros componentes da FBCF terem registrado crescimento, o total da FBCF segue em retração.

Exportação
A exportação de bens e serviços cresceu 15,1% no trimestre móvel findo em julho. Conforme observado no Gráfico 4 do release, todos os componentes da exportação cresceram no período. Destacam-se as exportações das commodities – produtos agropecuários (29,1%) e extrativa mineral (27,1%) – que foram responsáveis por cerca de 80% do desempenho positivo das exportações.

Leia mais  Canadá abre investigação sobre acidente com submersível Titan

Importação
O total das importações retraiu 0,9% no trimestre móvel findo em julho. Apesar das contribuições positivas das importações de consumo e de bens de capital, a retração de 5,7% na importação de bens intermediários justifica esta queda no total das importações.

PIB-FGV EM VALORES
Em termos monetários, estima-se que o acumulado do PIB até julho em valores correntes, tenha sido de 6 trilhões 109 bilhões e 235 milhões de Reais.

TAXA DE INVESTIMENTO
O Gráfico 6 do release destaca em duas linhas as médias das taxas de investimento: a laranja (em cima) mostra a média das taxas de investimento mensais desde janeiro de 2000 (18,0%); a cinza (em baixo), a média das taxas de investimento mensais desde janeiro de 2015 (16,6%). Observa-se que a taxa de investimento em julho foi de 17,4%; pouco acima da média histórica desde 2015, mas abaixo da média histórica desde 2000.

 Acesse aqui o press release

Nos siga no Google News
Leia mais  Petrobras (PETR4) seguiu política de remuneração, diz diretor sobre dividendos

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Dólar aproxima-se de R$ 5,20 com exterior e novas metas fiscais

Agência Brasil

Incerteza nos EUA e tensões no Oriente Médio impactam o mercado

Rodrigo Mahbub Santana

Inflação sobe 0,16% em março e pesa para famílias de baixa renda

Agência Brasil

Bancos promovem mutirão de negociação até esta segunda

Agência Brasil

Haddad muda meta fiscal para 2025 e Mercado reage

Rodrigo Mahbub Santana

Justiça mantém obrigação da Enel de reduzir falta de luz em SP

Agência Brasil

Deixe seu comentário