Guia do Investidor
8 acoes que pagam mais dividendos que a selic hoje
Notícias

Taesa (TAEE11), Copasa (CSMG3) e Irani (RANI3): proventos confirmados!

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Taesa (TAEE11) realizou importante comunicado junto ao mercado e aos seus acionistas. Isto é, a empresa elétrica aprovou dividendos no valor de R$ 800,2 milhões. Ou seja, equivalentes a R$ 0,77435441646 por ação ordinária e preferencial ou R$ 2,32306324937 por unit (TAEE11).

Nesse sentido, o pagamento ocorrerá no dia 31 de maio de 2022, com base na posição acionária do dia 9 de maio de maio 2022.

Desse modo, a partir do dia 10 de maio 2022, as ações e units passarão a ser negociadas “ex-dividendos”.

Copasa

Além disso, outra empresa a anunciar proventos é a Copasa (CSMG3). Isto é, a empresa confirmou pagamento de JCP no valor de R$  33,871 milhões. Ou seja, equivalentes a R$ 0,0893279501 por ação ordinária.

Logo, o pagamento será feito em 16 de maio, a partir da base acionária de 22 de março de 2022.

Irani

Por fim, a Irani (RANI3) é outra empresa a confirmar o pagamento de proventos. Assim sendo, a companhia também aprovou a distribuição de dividendos intercalares. Ou seja, no valor de R$ 33,813 milhões.

Desse modo, o montante total é de R$ 24.813.454,89, correspondente a R$ 0,0996056 por ação. Nesse sentido, têm direito os detentores de ações em 6 de maio de 2022, sendo que a partir de 9 de maio serão negociadas “ex-proventos”.

Portanto, o pagamento será realizado até 31 de maio de 2022.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Itaúsa (ITSA4) pagará R$ 5,6 bilhões de dividendos e JCP

Mateus Sousa

Apesar de quedas, Vale segue sendo a “queridinha dos dividendos”

Leonardo Bruno

R$ 1,12 por ação: Itaú divulga dividendos para encher o seu bolso

Leonardo Bruno

Cinco dicas para formar renda passiva com dividendos

Guia do Investidor

Taesa recebe licenças para projeto de Tangará

Miguel Gonçalves

Equatorial Pará Distribuidora estende prazo para JCP de R$ 2,4 milhões

Miguel Gonçalves

Deixe seu comentário