Guia do Investidor
Lula e Dilma
Notícias

TCU investiga empréstimo bilionário de banco de Dilma

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Tribunal de Contas da União (TCU) aprova auditoria em empréstimo de US$ 1 bilhão concedido pelo Banco do Brics, presidido por Dilma Rousseff.

O Tribunal de Contas da União (TCU) decidiu por unanimidade investigar o empréstimo de US$ 1 bilhão concedido pelo Banco do Brics ao Brasil em outubro de 2023. A auditoria, solicitada por um deputado bolsonarista, abordará a motivação, as características contratuais e a destinação dos recursos.

O banco, presidido por Dilma Rousseff desde 2023, afirmou que os fundos seriam utilizados para projetos de desenvolvimento e infraestrutura no país. Este movimento ocorre após o TCU negar um pedido de investigação sobre a atuação de Lula na liberação de um empréstimo semelhante à Argentina.

Investigação do TCU abrange motivação, contrato e destino de empréstimo bilionário do Banco do Brics, presidido por Dilma

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou por unanimidade uma auditoria no empréstimo de US$ 1 bilhão concedido pelo Banco do Brics ao Brasil em outubro de 2023. Este empréstimo, cuja motivação e destino agora serão alvo de escrutínio, foi alvo de solicitação por parte de um deputado bolsonarista. A decisão do TCU vem em resposta ao requerimento aprovado na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados.

O Novo Banco de Desenvolvimento, conhecido como Banco do Brics, tem Dilma Rousseff como sua presidente desde 2023, e o acordo para a liberação do empréstimo teve sua participação direta. O foco da auditoria será analisar a aplicação dos recursos, suas características contratuais e a justificativa por trás do empréstimo.

Esta medida ocorre em um contexto em que o TCU negou um pedido semelhante de investigação sobre a atuação de Lula na liberação de um empréstimo de valor igual à Argentina, levantando questões sobre o uso político de instituições financeiras internacionais.

Brasil e Argentina firmam acordos para fortalecer laços econômicos

Vale lembrar que durante um encontro diplomático realizado em Brasília em junho de 2023, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o então presidente argentino, Alberto Fernández, anunciaram uma série de medidas para “fortalecer os laços econômicos entre Brasil e Argentina”.

Uma das principais iniciativas foi o financiamento, através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para empresas brasileiras que exportam para a Argentina e estão envolvidas na construção do gasoduto da região de Vaca Muerta até o Brasil.

Este gasoduto, chamado de Presidente Néstor Kirchner, supostamente tem potencial para suprir a demanda energética do Brasil com uma fonte de energia mais barata e próxima.

Além disso, Lula destacou na ocasião, a importância de uma linha de crédito para apoiar as exportações brasileiras para a Argentina, de forma a não perder espaço no mercado argentino para outros países, como a China.

“Fico muito satisfeito com as perspectivas positivas de financiamento do BNDES à exportação de produtos para construção do gasoduto Nestor Kirchner”, disse Lula, durante declaração à imprensa ao lado de Fernández, no Palácio do Itamaraty.

Os presidentes também discutiram a adoção de uma moeda comum para transações comerciais entre os países, sem eliminar as moedas nacionais, a fim de facilitar o comércio e fortalecer a economia regional, ideia que entrou em “banho-maria”.

Segundo dados do governo brasileiro, o Brasil teve uma perda de US$ 6 bilhões na balança comercial com a Argentina. A meta é que o intercâmbio comercial entre os dois países volte a superar a cifra de US$ 40 bilhões, registrada em 2011.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Banco do Brasil (BBAS3) é destaque no setor em 2023

Mateus Sousa

Lula diz que “empresas devem seguir o pensamento do governo”

Mateus Sousa

Governo quer lançar plano para ampliar oferta de crédito consignado

Márcia Alves

Sob Lula, insegurança aumenta e roubo de cargas dispara

Guia do Investidor

PT ameaça deputados que assinaram impeachment de Lula

Guia do Investidor

Governo Lula quer acabar com saque-aniversário do FGTS

Guia do Investidor

Deixe seu comentário