Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Vai mudar? Compra de Usinas Solares pela Engie (EGIE3) pode impactar pagamento de Dividendos

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A aquisição de usinas solares no valor de R$ 3,24 bilhões pela Engie (EGIE3) levanta preocupações sobre o pagamento de dividendos, segundo o Itaú BBA. Entenda como essa movimentação afeta os investidores e os planos de pagamento da empresa.


A Engie (EGIE3), uma das principais empresas do setor de energia no Brasil, anunciou recentemente a compra de usinas solares no valor de R$ 3,24 bilhões. Essa aquisição, embora represente um passo estratégico para a expansão da empresa no setor de energia renovável, está levantando preocupações sobre o pagamento de dividendos aos investidores.

De acordo com o Itaú BBA, uma das maiores instituições financeiras do país, essa compra pode comprometer a capacidade da Engie de pagar 100% de seus lucros em dividendos, uma meta que muitos investidores esperavam que a empresa alcançasse este ano. Com a aquisição das usinas solares, essa meta parece improvável de ser cumprida.

Os analistas do Itaú BBA observam que, se a Engie reduzir seu pagamento de dividendos para o nível mínimo já praticado, que é de 55%, o rendimento médio de dividendos da empresa ficaria em torno de 6,4% para os anos de 2023-2024. Isso representa uma queda significativa em relação à previsão anterior de um rendimento de 12% em um cenário onde o pagamento de 100% dos lucros era esperado.

Além disso, os analistas destacam que a compra das usinas solares é vista como neutra para a companhia em termos de impacto financeiro. Embora a aquisição represente um investimento substancial, parece que seu potencial de retorno não é o principal fator a ser considerado.

Leia mais  Engie (EGIE3) "brilha" no resultado 2T23 com alta de 85% e lucro de R$ 733 milhões

Segundo informações da própria empresa, os ativos adquiridos têm uma capacidade instalada total de 545 MWac e estão localizados em várias regiões do Brasil, incluindo Juazeiro (Bahia), São Pedro (Bahia), Sol do Futuro (Ceará), Sertão Solar (Bahia) e Lar do Sol (Minas Gerais).

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

O diretor-presidente da Engie, Eduardo Sattamini, enfatizou que essa aquisição faz parte da estratégia do grupo de continuar crescendo no mercado de energia renovável no Brasil. A energia solar é uma fonte limpa e sustentável, e a expansão da capacidade de geração solar é fundamental para o avanço da matriz energética do país.

Leia mais  ENGIE (EGIE3) faz emissão pioneira de debêntures de infraestrutura para PPP de Iluminação Pública

Com base em uma avaliação inicial, o Itaú BBA calcula um Valor Presente Líquido (VPL) de R$ 100 milhões para a transação, o que implica uma Taxa Interna de Retorno (TIR) real de 8,9%. No entanto, os analistas observam que a carteira altamente contratada dos ativos adquiridos e seus atrativos preços de venda de energia poderiam ter levado a uma avaliação implícita mais alta para os ativos, especialmente em um momento em que os preços de energia no mercado estão em mínimos históricos.

Você quer começar a investir na bolsa de valores?

Você possui o desejo de começar sua carreira como investidor? Apesar de parecer complicado, se tornar um “frequentador” da bolsa de valores é mais fácil do que você imagina!

Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira para você começar a entender todos os caminhos que separam você dos grandes lucros! Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções e recomendações para você ampliar e diversificar sua carteira.

Leia mais  Engie Brasil (EGIE3) irá pagar R$ 698 milhões em Dividendos

Se você não sabe por onde começar, pode seguir as 5 dicas que selecionamos para você dar seus primeiros passos na bolsa de valores:

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se enquadram em diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.

Para conferir as últimas análises e recomendações do mercado, basta clicar aqui.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Engie firma acordo de estocagem de gás

Rodrigo Mahbub Santana

Engie (EGIE3) “brilha” no resultado 2T23 com alta de 85% e lucro de R$ 733 milhões

Leonardo Bruno

Engie conclui venda da Usina Termelétrica Pampa Sul por R$ 450 milhões

Leonardo Bruno

Engie Brasil distribuirá R$1,6 bilhão em dividendos complementares e JCP aos acionistas

Leonardo Bruno

Lucro de R$ 904 milhões no 4T22 e alta de 70% no ano: os destaques do resultado da Engie

Leonardo Bruno

Banco Itaú é o novo formador de mercado da Engie (EGIE3)

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário