Guia do Investidor
chuva no rio grande do sul1.jpg
Notícias

Vereadores do PT e PL desviaram doações destinadas ao RS

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

  • Três vereadores e um secretário municipal, estão sob suspeita de desviar doações destinadas às vítimas do Sul
  • Filipe Lang (PT), Manoel Antunes (PL), Polon de Oliveira (União Brasil) e secretário, Rodrigo Machado Martins, investigados na Operação Desvio
  • A Agência Brasil tentou contato com os três vereadores, porém, sem sucesso

Três vereadores e um secretário municipal de Palmares do Sul, contudo, estão sob suspeita de desviar doações destinadas às vítimas da tragédia ambiental. A qual, atingiu mais de 2,3 milhões de pessoas em 476 das 497 cidades gaúchas a partir do fim de abril.

O presidente da Câmara Municipal, Sérgio Gil, confirmou neste domingo (9) que os vereadores Filipe Lang (PT), Manoel Antunes (PL) e Polon de Oliveira (União Brasil), além do secretário municipal de Administração, Rodrigo Machado Martins, estão entre os investigados na Operação Desvio.

Esta semana, com o apoio da Polícia Civil, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público estadual (MP-RS), conduziu duas fases da operação. Na terça-feira (4), a Polícia Civil, dessa forma, executou quatro mandados judiciais de busca e apreensão. Ainda, incluindo aqueles contra Antunes, sua companheira e Martins.

Durante as diligências, além de documentos e mídias eletrônicas que podem servir como base para as investigações, os agentes públicos também confiscaram produtos doados por entidades de outras unidades da Federação. Os quais, estavam em posse dos investigados.

No sábado (8), os promotores do Gaeco e policiais civis cumpriram mais 11 mandados de busca e apreensão. Os promotores do Gaeco e policiais civis executaram, dessa forma, dois desses mandados em endereços associados a Lang e Polon.

Leia mais  Rússia e Ucrânia: Qual o impacto nas criptomoedas?

Busca por votos e aproveitamento dos cargos

Embora as investigações estejam em estágio inicial, o MP-RS afirmou que as denúncias de apropriação indébita, peculato e associação criminosa “já estão sendo apuradas e comprovadas”.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

“Elas apontam que os investigados se aproveitaram dos cargos que ocupam para desviar donativos e oferecê-los em troca de [futuros] votos em ao menos um dos três suspeitos”, aponta o MP-RS, em nota.

“Tudo indica que foi uma doação para um pré-candidato [que concorrerá à prefeitura] no próximo pleito municipal [deste ano]. E já temos provas de que parte destes donativos foi encaminhada para famílias não flageladas, conforme planilhas apreendidas”, afirma o promotor Mauro Rockenbach.

Em comunicado, a Polícia Civil informou que, durante a operação do sábado (8), apreendeu “uma grande quantidade de donativos que os investigados estavam distribuindo de forma equivocada”. Além de uma considerável quantia em dinheiro, telefones celulares, documentos, um revólver sem registro e munições.

“Já pedimos informações ao Ministério Público e estamos esperando pela resposta dos promotores para podermos começar a apurar os fatos. Se necessário, vamos oficializar este pedido amanhã [10] para podemos analisar as informações já disponíveis e verificar as medidas que devemos adotar”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, Sérgio Gil.

“Nas redes sociais, eles têm dito que são inocentes. Por isso mesmo, temos que tomar ciência dos fatos. Provavelmente, algum pedido de cassação de mandato vai ser apresentado. Algum partido vai representar contra eles – até porque eles são pré-candidatos, mas nada disso é objeto de ação imediata, há um trâmite legal, demorado”, acrescentou Sérgio.

A Agência Brasil tentou contato com os três vereadores, portanto, sem sucesso. Lang, que é pré-candidato a prefeito, deteve-se temporariamente por posse irregular de arma de fogo. No entanto, ele pagou fiança e foi liberado.

“Hoje [terça-feira], o Gaeco e a Polícia Civil fizeram uma operação [devido à] suspeita de desvio de cestas de alimentos Palmares do Sul”, disse Filipe Lang.

“O MP também me chamou para obter esclarecimentos sobre um vídeo que eu divulguei no sábado [1º], sobre uma articulação política que eu fiz, destinando 18 toneladas de donativos para o distrito do Quintão. Questionaram porque eu não destinei à prefeitura, mas sim a um grupo de voluntários do distrito. Respondi que não o fiz pelo mesmo fato [do MP-RS e a Polícia Civil] estarem fazendo [a operação, cumprindo] os quatro mandados de busca e apreensão contra diversas pessoas ligadas à prefeitura municipal”, completou o parlamentar, afirmando que está sendo alvo de ataques políticos em um ano eleitoral.

Leia mais  Haddad afirma que Lula controlará investimentos na Petrobras

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

RS: PMEs tem queda de 10% no faturamento em Maio

Fernando Américo

Desaprovação de Lula aumenta e atinge pior índice histórico

Paola Rocha Schwartz

Lula discute revisão de gastos em reunião com ministros hoje

Paola Rocha Schwartz

Brasil fora do radar de investidores estrangeiros, diz Pinheiro Neto

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa fecha em queda e nova data do leilão de arroz: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Rio Grande do Sul produzirá 69,3% do arroz nacional em 2024, estima IBGE

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário