Guia do Investidor
educacao financeira
Colunistas

5 dicas para organizar a vida financeira ainda em 2023

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Com o final do ano se aproximando, muitas pessoas começam a sentir a pressão financeira que uma temporada de festas e as despesas adicionais podem trazer. Mas como evitar essa dor de cabeça? A resposta, para muitos, é mais simples do que parece: planejamento.

O planejamento e a organização são as palavras-chave para conseguir escapar dessa situação, e algumas dicas básicas podem garantir uma vida financeira em ordem a muitas pessoas. Para ajudar as pessoas a organizar as finanças e entrar no próximo ano com as contas sob controle, a contadora e especialista em finanças, Dora Ramos, CEO da Fharos Contabilidade e Gestão Empresarial, reuniu cinco dicas valiosas. Confira:

Dica 1 – crie uma lista ou planilha com seus gastos mensais: é crucial entender quais são seus custos fixos, como aluguel, contas de água e luz, despesas escolares, alimentação e até mesmo assinaturas de TV, internet e serviços de streaming. Ao estabelecer seus gastos mensais, você terá uma visão clara de quanto seu salário é comprometido a cada mês, evitando gastos excessivos;

Leia mais  Como não se endividar em janeiro?

Dica 2 – elimine despesas desnecessárias: é importante analisar e cortar gastos supérfluos para reequilibrar suas finanças. No dia a dia, muitas vezes acabamos gastando dinheiro em coisas que não são essenciais;

Dica 3 – defina metas e objetivos para cumprir em determinado período: alcançar metas e objetivos também envolve custos e, ao contrário das despesas fixas, essas são despesas variáveis, mas igualmente importantes. Por exemplo: quitar uma dívida, concluir uma reforma, iniciar um curso, trocar eletrodomésticos, fazer uma viagem, entre outros. São valores que demandam planejamento, pois representam despesas adicionais em um período específico. Estabeleça prioridades e organize-se para acomodar esses custos em seu orçamento, se necessário, concentre-se em uma meta de cada vez;

Dica 4 – construa uma reserva de emergência: após determinar as despesas e receitas e estabelecer suas metas, organize-se para criar uma poupança e reservar um montante. É fundamental ter uma quantia de dinheiro guardada para os possíveis imprevistos – acredite, eles sempre chegam. Desta forma, você não será pego de surpresa caso algo aconteça. Lembre-se de que não é necessário fazer grandes depósitos mensais. Comece com pequenas contribuições e mantenha a disciplina;

Leia mais  Quatro dicas para organizar suas finanças e escapar da inadimplência

Dica 5 – seja paciente e persistente: desenvolver novos hábitos financeiros pode ser desafiador, pois requer abandonar costumes antigos, e isso demanda tempo e dedicação. Assim como em outras áreas da vida, é necessário construir do zero, subir degrau por degrau. Lembre-se das vezes em que precisou começar algo novo, passou por todas as etapas com obstinação e obteve resultados gratificantes. O mesmo se aplica à saúde financeira. A paciência é uma virtude, e a disciplina é a maior aliada do sucesso. Portanto, não desanime, seja consistente, persistente, organize-se com antecedência, use técnicas de estudo e seja flexível.

Por Dora Ramos, consultora contábil com mais de 30 anos de experiência. Empreendedora desde os 21 anos, é CEO da Fharos Contabilidade e Gestão Empresarial. Está há mais de 20 anos na jornada do autoconhecimento, é terapeuta holística, além de trabalhar também com PNL, aromaterapia, massagem, reiki e outras terapias de reconexão.

Nos siga no Google News
Leia mais  Family Office: O que significa esse conceito?

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Planejamento financeiro: qual é o segredo para não desistir?

Fernando Américo

IPVA, IPTU e material escolar: Como organizar as finanças em 2024

Guia do Investidor

6 tendências em finanças e investimentos para 2024

Autor Convidado

Onde investir em 2024? Como ter maiores rendimentos

Guia do Investidor

Preparando as finanças para 2024

Guia do Investidor

Como não se endividar em janeiro?

Guia do Investidor

Deixe seu comentário