Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Preço-Alvo Recomendações

ABEV3 Preço-Alvo 2024: Vale a pena comprar as ações da Ambev?

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Ambev (ABEV3), uma das maiores empresas de bebidas do mundo, tem ações negociadas na bolsa de valores brasileira. Investidores estão constantemente em busca de informações relevantes para tomar decisões financeiras acertadas. Neste artigo, discutiremos o preço-alvo das ações da Ambev para o ano de 2024 e avaliaremos se vale a pena comprá-las. Analisaremos os fatores econômicos, as perspectivas do setor e outros elementos importantes que podem influenciar o desempenho futuro da empresa.

Tendências e Desempenho do Setor de Bebidas

O mercado de bebidas tem apresentado um crescimento significativo nos últimos anos. Os consumidores têm buscado novas experiências e produtos, o que impulsiona a demanda por bebidas inovadoras e de qualidade. Essa tendência cria oportunidades para empresas como a Ambev, que possui uma vasta gama de marcas e produtos.

image 39

No entanto, a concorrência no setor de bebidas também é acirrada. Existem várias empresas que competem com a Ambev, tanto no mercado nacional quanto internacional. Essa competição pode afetar o desempenho da empresa e sua capacidade de atingir o preço-alvo projetado.

Desempenho Financeiro da Ambev

A Ambev tem um histórico sólido de desempenho financeiro. A empresa possui uma posição financeira saudável, com lucros consistentes ao longo dos anos. Além disso, a Ambev tem investido em inovação e diversificação de produtos, o que fortalece sua posição no mercado.

No primeiro trimestre de 2024, a Ambev divulgou seus resultados, apresentando um desempenho positivo em várias áreas-chave. De acordo com o relatório, houve uma ligeira diminuição no volume total de vendas, com uma queda de 0,4% em relação ao ano anterior. Esse declínio foi atribuído ao desafiador ambiente macroeconômico na América Latina Sul (LAS) e na América Central e Caribe (CAC). No entanto, o crescimento nas vendas no Brasil e no Canadá compensou parcialmente essa redução.

image 37

Por outro lado, a receita líquida teve um aumento significativo de 26,5% em comparação com o mesmo período do ano anterior. Esse crescimento foi impulsionado pelo aumento da receita líquida por hectolitro (ROL/hl) de 26,9%. Todas as unidades de negócios da Ambev apresentaram crescimento na receita líquida, com destaque para LAS, NAB Brasil, Canadá, Cerveja Brasil e CAC.

Leia mais  Ambev (ABEV3) compra 100 caminhões elétricos

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

O EBITDA ajustado também registrou um desempenho positivo, com um crescimento de 39,9% em relação ao ano anterior. Esse aumento foi impulsionado pelo bom desempenho em LAS, NAB Brasil, Cerveja Brasil e Canadá. Apesar do impacto dos preços das commodities no custo dos produtos vendidos (CPV), a Ambev conseguiu expandir a margem EBITDA ajustado em 310 pontos-base.

image 38

O lucro ajustado apresentou um crescimento de 8,1% em comparação com o primeiro trimestre de 2022, impulsionado principalmente pelo crescimento do EBITDA. No entanto, o fluxo de caixa das atividades operacionais teve uma redução em relação ao ano anterior, principalmente devido ao faseamento da compra de matéria-prima, menor acumulação de estoques e maior imposto de renda retido na fonte sobre juros sobre o capital próprio (JCP).

Perspectivas Futuras

Além dos resultados financeiros, a Ambev também demonstrou seu compromisso com a sustentabilidade, anunciando uma parceria para instalar estações de recarga para sua frota de caminhões elétricos. A empresa também alcançou uma maior representatividade feminina em seu Conselho de Administração, sendo reconhecida pelo Women on Board.

Olhando para o futuro, a Ambev está bem posicionada para aproveitar as oportunidades do mercado de bebidas. A empresa tem se adaptado às mudanças nas preferências dos consumidores, investindo em marcas inovadoras e sustentáveis. Essas iniciativas podem impulsionar o crescimento e aumentar o valor das ações da Ambev no longo prazo.

Leia mais  Ambev (ABEV3): conselho aprova eleição de Carla Prado para vice-presidente de Relações Corporativas

No geral, os resultados divulgados pela Ambev no primeiro trimestre de 2024 indicam um desempenho sólido, com crescimento da receita líquida, expansão da margem EBITDA ajustado e aumento do lucro ajustado. No entanto, é importante considerar outros fatores, como o ambiente macroeconômico e os desafios específicos enfrentados pela empresa em diferentes regiões. Os investidores devem realizar uma análise abrangente e consultar profissionais financeiros antes de tomar decisões de investimento relacionadas às ações da Ambev.

Preço-Alvo 2024

As recomendações das instituições financeiras para as ações da Ambev são variadas. O Itaú BBA e o BofA possuem uma recomendação neutra, enquanto a XP e o Citi recomendam a compra das ações.

Instituição FinanceiraRecomendaçãoPreço-AlvoPotencial de Alta
Itaú BBANeutraR$ 1710,2%
BofANeutraR$ 163,7%
XPCompraR$ 18,1017,4%
CitiCompraR$ 1710,2%
BTGNeutraR$ 163,7%
SafraCompraR$ 1816,6%

Os preços-alvo também apresentam diferenças, com valores que variam de R$ 16 a R$ 18,10. Essa diversidade de recomendações destaca a importância de uma análise cuidadosa e consulta a profissionais financeiros ao considerar investir nas ações da Ambev.

Itaú BBA – Redução do Preço-Alvo e Recomendação Neutra

O Itaú BBA reduziu o preço-alvo das ações da Ambev de R$ 18 para R$ 17, mantendo uma recomendação neutra para os investidores. Essa mudança no preço-alvo foi baseada em um modelo atualizado, que incorpora os números do primeiro trimestre, novas premissas macroeconômicas e melhores perspectivas para o mercado de cervejas no Brasil após a recente queda nos preços das commodities. Apesar da redução do preço-alvo, o banco não emite uma recomendação de compra ou venda, indicando uma posição neutra em relação às ações da Ambev.

BofA – Ganho de Participação no Mercado e Recomendação Neutra

Segundo o relatório do Bank of America (BofA), a Ambev tem conquistado uma maior participação no mercado de bebidas no Brasil. A categoria de cerveja tem apresentado um crescimento acelerado, com as marcas Brahma e Amstel ganhando espaço em relação a Bud, Stella e Skol. No entanto, a marca preferida pelos consumidores ainda é a Heineken. Com base em uma pesquisa realizada pelo banco com mil consumidores, foi constatado que o consumo continua em crescimento, o mix de canais tem sido um fator central na decisão de compra, a inovação é relevante e os volumes de Petrópolis estão enfrentando pressão. Apesar do momento positivo em relação aos volumes e da perspectiva de melhoria das margens, a melhor perspectiva operacional da Ambev pode ser limitada pelos riscos macroeconômicos e tributários em enfraquecimento. O BofA também destaca que a Ambev está direcionando seu foco para novos produtos, como a adição de Spaten e Michelob Ultra. Como resultado, o banco emite uma recomendação neutra para as ações da Ambev, com um preço-alvo de R$ 16.

Leia mais  Quais foram as empresas mais lucrativas da Bolsa no 3T?

XP – Reforço da Recomendação de Compra e Preço-Alvo de R$ 18,10

A XP reforça sua recomendação de compra para as ações da Ambev, mantendo um preço-alvo de R$ 18,10. A empresa reportou resultados robustos no primeiro trimestre, com ganho de margens, apesar da pressão inflacionária. Esses resultados positivos contribuem para a recomendação de compra, indicando um potencial de valorização das ações da Ambev.

Citi – Reiteração da Recomendação de Compra e Preço-Alvo de R$ 17

O Citi reitera sua recomendação de compra para as ações da Ambev, com um preço-alvo de R$ 17. Os resultados da empresa no primeiro trimestre superaram as expectativas, impulsionados pelos ganhos de margem, resultado da disciplina de custos e reajustes de preços nas operações da América do Sul. Esses fatores contribuem para a visão positiva do banco em relação às perspectivas futuras da Ambev.

BTG – Reiteração da Recomendação Neutra e Preço-Alvo de R$ 16

O BTG reitera sua recomendação neutra para as ações da Ambev, com um preço-alvo de R$ 16. Embora a companhia tenha se fortalecido nos últimos anos, o banco não espera que retorne a apresentar resultados robustos no curto prazo. O BTG mantém uma perspectiva mais cautelosa em relação ao desempenho da Ambev no primeiro trimestre, prevendo números mais moderados.

Safra – Reforço de Compra e Preço-Alvo de R$ 18

De acordo com a análise do Safra, a Ambev apresenta um crescimento sólido de receita, porém com margens ainda pressionadas por commodities e câmbio. O banco mantém a recomendação de compra para as ações da Ambev, com um preço-alvo de R$ 18 por ação, o que representa um potencial de alta de 16,6%.

Conclusão

Considerando tanto a análise fundamentalista quanto a análise técnica, podemos concluir que as ações da Ambev apresentam potencial de valorização em 2024. A empresa possui uma posição sólida no mercado de bebidas e está bem preparada para enfrentar os desafios e aproveitar as oportunidades do setor. No entanto, é importante ressaltar que investimentos em ações estão sujeitos a riscos, e os investidores devem realizar sua própria análise e consultar profissionais financeiros antes de tomar decisões de investimento.

Confira mais recomendações

Quer encontrar novas oportunidades de investimento? Confira a seleção de análises, recomendações e indicações preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira aqui no Guia do Investidor! Para isso, basta clicar aqui.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ibovespa sobre 0,21%, após abrir em queda

Márcia Alves

Ações da Suzano sofrem queda: confira o resumo do dia

Márcia Alves

Ambev registra queda em seu lucro no 1T24

Márcia Alves

Guide Investimentos altera sua carteira de dividendos para Maio

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa abre com alta de 0,05%, atingindo 124.448,58 pontos

Paola Rocha Schwartz

Ebtida da Ambev deve ter um crescimento de 19% ao ano

Márcia Alves

Deixe seu comentário