Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

B3 lança plataforma para negociação de renda fixa em nuvem

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A B3, bolsa do Brasil, lança uma nova plataforma, desenvolvida totalmente em nuvem, para a negociação eletrônica de ativos de renda fixa no mercado secundário, que é aquele em que os títulos são negociados entre os investidores, permitindo a liquidez desses ativos. No futuro, a plataforma substituirá por completo a atual plataforma de negociação Trader, onde são negociados títulos públicos e privados como debêntures, CRIs, CRAs, cotas de fundos fechados, entre outros, e irá atender bancos, corretoras, buy side, gestoras de fundos e demais clientes institucionais.

A migração da plataforma de negociação de renda fixa para a nuvem faz parte do projeto de modernização das plataformas da B3 que a companhia tem trabalhado desde o ano passado, quando anunciou parceria com a Microsoft e a Oracle. Essa tecnologia permite que a expansão de capacidade seja muito mais rápida e realizada de acordo com a demanda dos clientes.

O lançamento da plataforma está previsto para 1°de agosto e a entrega será realizada em fases, que se estenderão até o primeiro semestre de 2024. A plataforma já está em fase de testes com os clientes e os primeiros produtos a serem negociados na nova plataforma serão os títulos públicos federais indexados NTNB, LFT e NTNC; títulos públicos pré-fixados LTN e NTNF; e operações casadas.

A nova plataforma também permitirá a automatização das operações casadas. Esse tipo de operação, que envolve a execução simultânea de uma determinada quantidade de títulos públicos, juntamente com contratos futuros, terá o tempo operacional reduzido e garantirá aumento na eficiência do mercado, uma vez que as operações serão realizadas automaticamente pelo algoritmo da plataforma.

Na segunda etapa, estarão presentes o Certificado de Recebíveis do Agronegócio (CRA); Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI); Cotas de Fundos Fechados (CFF); Debêntures; e Crédito de Descarbonização (CBIO). NC, LF e demais valores mobiliários de emissão pública estarão contemplados em fases suplementares.

“Além de modernizar a tecnologia, estamos focados em entender como podemos otimizar os serviços para que eles sejam entregues de forma mais rápida, segura e com custos mais eficientes para os nossos clientes”, explica Afonso Rossatto, Head de Produtos de Renda Fixa na B3.

O executivo afirma que esse movimento está inserido na evolução contínua das plataformas da B3 para atender e antecipar demandas do mercado: “Temos a nosso favor a expertise de décadas como principal infraestrutura de mercado e estamos construindo um ambiente único para a negociação de ativos de renda fixa, totalmente integrado com os mercados de derivativos e de pós negociação. Vamos entregar um sistema completo, com maior disponibilidade, acesso simplificado, transparência e com processos de negociação mais rápidos”, finaliza Rossatto.

Leia mais  Auxílio Brasil é pago hoje a beneficiários de NIS final 2

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Hoje, todas as etapas que acontecem no mercado secundário de renda fixa, desde a negociação até a liquidação, ainda utilizam trocas de arquivos entre os participantes para efetivação das operações, o que acaba impactando o número de negociações ao longo do dia. A nova plataforma entregará essas funcionalidades automatizadas e integradas com a depositária da B3, o que permitirá aumentar o tempo e, consequentemente, o volume de negociação desses ativos.

Leia mais  Voa, Brasil vai emitir quase 12 milhões de passagens por ano a R$ 200

Benefícios da nova plataforma

  • Infraestrutura desenvolvida em nuvem, com alta disponibilidade e processos simplificados como mensageria FIX (protocolo de comunicação adotada no padrão internacional);
  • Integração com os sistemas de pós-negociação da B3 e de terceiros;
  • Conectividade com outros sistemas de negociação eletrônica da B3, facilitando a implementação de estratégias de negociação aos clientes;
  • Processamento de altos volumes de mensagens usando uma infraestrutura mínima, trazendo menor latência e produtividade às operações;
  • Envio em tempo real de informações de ofertas do mercado disponíveis na plataforma da B3 (Market Data) garantindo maior tempestividade das informações;
  • Consolidação dos negócios numa plataforma única e integração com a Calculadora de Renda Fixa da B3, o que trará maior transparência e atualização para os preços de referência dos ativos negociados;
  • Relatório de negócios executados com assinatura B3 (Drop Copy);
  • Interface amigável e personalizável, favorecendo a fluidez da interação dos usuários com a plataforma;
  • Ambiente preparado para negociar futuramente novos ativos, inclusive títulos estrangeiros.

“Com esse lançamento, buscamos trazer a plataforma da B3 para o que há de mais moderno no quesito tecnológico, atendendo as demandas do mercado, melhorando a experiência dos nossos clientes e aumentando a transparência nos preços dos ativos”, afirma Viviane Basso, vice-presidente de Operações da B3.

A executiva também destaca que “é mais um importante passo para o desenvolvimento do mercado secundário de renda fixa, já que possibilita a negociação de diferentes tipos de ativos, integração com mercado de derivativos e a entrada de novos perfis de investidores, como o estrangeiro “.

Leia mais  A entrada do Brasil na OCDE é imperiosa necessidade

Mercado de Renda Fixa na B3

O mercado secundário de renda fixa na B3 conta atualmente com cerca de 2.600 investidores e 465 instituições cadastradas. Esses investidores movimentam R$ 7,7 bilhões por dia em negociação de títulos públicos e R$ 2,3 bilhões por dia em negociação de títulos privados.

Dentre os produtos para negociação, a B3 conta com mais de 1500 debêntures cadastradas, mais de 1700 certificados de recebíveis do agronegócio e imobiliários (CRIs e CRAs), além de quase 1000 cotas de fundos.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Indústrias gaúchas têm queda de 26,2% em maio, revela IBGE

Agência Brasil

Setor de Serviços fica estável em maio, diz IBGE

Agência Brasil

FMI eleva para 2,5% projeção de médio prazo para o PIB

Agência Brasil

Entenda o golpe do Pix errado e saiba como não ser enganado

Agência Brasil

Aprovações na linha de exportação do BNDES sobem 135% n

Agência Brasil

Financiamentos de veículos têm melhor marca desde 2011

Agência Brasil

Deixe seu comentário