Guia do Investidor
aluminio cba
Resultados 1T22

CBA (CBAV3) sai do vermelho e lucra R$ 133 milhões no resultado 1T22

A , Companhia Brasileira de Alumínio, () reverteu o prejuízo de R$ 133 milhões do primeiro trimestre de 2021 em um lucro líquido de R$ 426 milhões entre janeiro e março deste ano, segundo balanço divulgado pela empresa nesta segunda-feira (9).

De acordo com a companhia, o resultado positivo no trimestre se deu devido ao cenário favorável em relação aos preços de alumínio praticados.

Já o Ebitda — lucro antes juros, impostos, depreciação e amortização — ajustado da companhia saltou 53% na comparação anual, somando R$ 552 milhões no trimestre.

No trimestre, a receita líquida da CBA atingiu os R$ 2,3 bilhões, marcando um avanço de 28% frente ao mesmo período do ano anterior, influenciado principalmente pelo aumento de 32% na receita do negócio de alumínio.

A empresa explica que esse aumento é parcialmente justificado pela alta de 56% do alumínio na LME e pelo aumento dos prêmios praticados pela CBA em todas as linhas de produtos primários e transformados, refletindo um mercado físico apertado e a alta dos insumos e fretes.

Leia mais  Fast News Bolsa: SLC Agrícola, CBA, Iguatemi, Ferbasa e Banrisul

A receita também foi beneficiada pelo aumento de 101% na receita do negócio de reciclagem, além de um incremento de 22% na receita de outros segmentos no , principalmente ligado ao aumento dos preços do trading de lingote (estratégia de compra de lingote para revenda).

Avalie este post:
[Total: Média: ]

NÃO DURMA NO PONTO!
Receba as mais quentes do mercado em primeira mão no seu Telegram:
ATIVAR AGORA!

Nossas redes:

Leia mais

3R Petroleum e Arezzo; Confira as indicações da Guide investimentos para Maio

Leonardo Bruno

Quais as Small caps mais recomendadas para Maio?

Leonardo Bruno

CBA (CBAV3), Vivara (VIVA3) e Positivo (POSI3): dividendos confirmados!

Ruan Sousa

Após Follow-on, ações da CBA (CBAV3) desabam na bolsa

Leonardo Bruno

CBA (CBAV3) confirma arrecadação de R$ 904,4 milhões em follow-on

Ruan Sousa

CBA, Petrobras e CVC: Descubra as empresas que “darão o que falar” na Bolsa hoje

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário