Guia do Investidor
Payroll EUA
Notícias

CFOs americanos estão ligeiramente mais otimistas com a economia dos EUA em 2024, destaca pesquisa

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Os resultados da Pesquisa com CFOs, uma parceria entre Fuqua School of Business, da Duke University (EUA), e as unidades do Federal Reserve (Fed, o equivalente ao Banco Central dos EUA) em Richmond e Atlanta, mostram que os responsáveis pelas decisões financeiras de empresas norte-americanas estavam ligeiramente mais otimistas em relação à economia dos Estados Unidos no quarto trimestre de 2023 do que no trimestre imediatamente anterior. Muitas empresas esperam que seus preços de mercado cresçam acima dos níveis pré-COVID 19 no próximo ano. O trabalho foi realizado entre 14 de novembro e 1 de dezembro.

Quando questionados sobre o nível de otimismo em relação à economia dos EUA, em uma escala de 0 a 100, a média atribuída pelos diretores financeiros foi de 58, um crescimento em relação aos 56,2 do terceiro trimestre.

Leia mais  Entidades do setor produtos criticam aumento da Selic

A euforia em relação às perspectivas de suas próprias empresas permaneceu mais elevada do que o entusiasmo econômico, com uma média de 67,3. Vale destacar, no entanto, que esse sentimento diminuiu um pouco, se comparado com os 67,8 do terceiro trimestre.

“Junto com o crescimento do otimismo econômico, as expectativas dos participantes da Pesquisa com CFOs com relação ao crescimento econômico nacional aumentaram em comparação com a pesquisa anterior”, afirma Sonya Ravindranath Waddell, Vice-Presidente e Economista do Fed de Richmond.

Ele continua a explicação: “Ao mesmo tempo, quase 60% das empresas esperam que o aumento de seus preços em 2024 permaneça elevado em comparação ao padrão pré-COVID. As perspectivas para o crescimento da remuneração também permanecem acima do que as empresas consideram normal”.

Expectativas de Receita e Emprego para 2024 se mantêm firmes:

  • O crescimento médio esperado para empregos está em 2,7% para 2024, um aumento em relação aos 2,2% de 2023;
     
  • Já as perspectivas para o crescimento das receitas devem permanecer em torno dos 5% para 2024;
     
  • Espera-se que o aumento médio dos preços e dos custos unitários desacelere dos atuais 5% para 3% e 4%, respectivamente, em 2024.

Apesar das expectativas geralmente positivas para 2024, há indicações de que algumas empresas estejam reduzindo gastos, como vem sendo evidenciado pela diminuição na quantidade de empresas que divulgam aumento de gastos.

Leia mais  Brasil e Paraguai assinam acordo contra corrupção e crime organizado

Enquanto isso, 70% das empresas participantes da pesquisa — e quase 90% das grandes empresas — têm dívidas pendentes, grande parte das quais deve vencer nos próximos anos.

Empresas que planejam renovar suas dívidas enfrentam custos de juros mais elevados. O que sugere possíveis desafios para o desenvolvimento econômico em 2024.

Mesmo assim, a expectativa média dos CFOs respondentes para o crescimento do PIB nos próximos quatro trimestres é de 1,7%, um aumento em relação aos 1,3% na pesquisa do último trimestre.

“Desde o início do ano, diminuiu consideravelmente a probabilidade atribuída pelas empresas a uma queda na atividade econômica”, afirma Waddell. “O que, combinado com o otimismo crescente, significa também um progresso animador para as perspectivas de negócios em 2024”.

A Pesquisa com CFOs é conduzida pela Fuqua Business School, da Duke University (EUA), e pelas seções do Federal Reserve (Fed) de Richmond e Atlanta. A última pesquisa, juntamente com dados históricos e comentários, pode ser encontrada em: www܂cfosurvey܂org.

Leia mais  Operadoras de planos de saúde têm lucro de R$ 3 bi em 2023

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Juros recuam, mas rotativo do cartão sobe, atingindo 423,5%

Agência Brasil

Teto de juros do consignado do INSS cairá para 1,66% ao mês

Agência Brasil

Investimentos dos brasileiros crescem 6,1% e chegam a R$ 6,8 tri

Fernando Américo

Brasil está 12% “menos industrializado”, segundo a CNI

Fernando Américo

Mercado eleva previsão da inflação de 3,8% para 3,86% em 2024

Agência Brasil

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 7

Agência Brasil

Deixe seu comentário