Guia do Investidor
comercio eletronico
Notícias

Confiança do Comércio cai após duas altas consecutivas

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) do FGV IBRE recuou 4,0 pontos em maio, para 91,5 pontos, após duas altas consecutivas. Em médias móveis trimestrais, o índice mantém alta pelo sexto mês consecutivo, em 0,7 ponto, para 92,5 pontos. 

“Em maio, a confiança do comércio recua devolvendo parte do avanço registrado no mês anterior, impulsionada por uma variação disseminada no setor. A queda no mês foi totalmente influenciada pela piora das avaliações sobre a demanda no momento presente, que tiveram forte recuo com o impacto do desastre ambiental do Rio Grande do Sul. Em contraste, a estabilidade observada nas expectativas mantém o índice em patamar baixo, sugerindo um cenário de incerteza sobre a retomada do setor, mesmo com a melhora de variáveis macroeconômicas como inflação e emprego” avalia Geórgia Veloso, economista do FGV IBRE. 

Em maio, a queda da confiança ocorreu em cinco dos seis principais segmentos do setor. Em sua terceira variação positiva consecutiva, o Índice de Expectativas (IE-COM) avançou 0,1 ponto, para 93,0 pontos, mantendo-se no maior nível desde outubro de 2022 (93,0 pontos). Os quesitos que compõem o IE-COM variaram de maneiras distintas no mês: o indicador sobre as perspectivas de vendas nos próximos três meses caiu 0,5 ponto, para 92,0 pontos, após duas altas consecutivas, e as expectativas sobre a tendência dos negócios nos próximos seis meses avançaram em 0,8 ponto, para 94,2 pontos, maior nível desde setembro de 2022 (96,9 pontos). 

Leia mais  Com aumento de despesas, governo vai bloquear R$ 1,7 bilhão

No sentido contrário, o Índice de Situação Atual (ISA-COM) caiu 7,9 pontos, para 90,6 pontos, com resultados negativos em ambos os indicadores que o compõem: o indicador que avalia o volume de demanda atual caiu 8,3 pontos, para 90,8 pontos, menor nível desde janeiro deste ano (88,7 pontos), e as avaliações sobre a situação atual dos negócios variaram negativamente em 7,2 pontos, para 90,6 pontos, após três altas consecutivas. 

Press release


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais  Selic é mantida em 13,75%, mas expectativa de queda do juro básico abre oportunidade para investir em renda fixa prefixada

Leia mais

Gestores estão decepcionados com Brasil

Márcia Alves

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 4

Agência Brasil

Governo federal anuncia R$ 1,6 bilhão para o setor audiovisual

Agência Brasil

Lula fala de Eletrobras privada e cobra Vale para reparar tragédias

Agência Brasil

Magda diz que petróleo vai financiar transição energética

Agência Brasil

Nuback nega ligação com Brasil Paralelo

Márcia Alves

Deixe seu comentário