Guia do Investidor
comercio eletronico
Notícias

Alta das expectativas eleva confiança do comércio em março

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) do FGV IBRE subiu 0,9 ponto em março, para 90,4 pontos, recuperando parcialmente a queda de 1,0 ponto de fevereiro. Em médias móveis trimestrais, o índice subiu pelo quarto mês consecutivo, em 0,4 ponto, para 90,1 pontos. 

“A confiança do comércio sobe em março exclusivamente influenciada pela alta no índice de expectativas, o qual tem oscilado nos últimos meses, mostrando cautela por parte dos empresários. Por outro lado, houve piora pouco expressiva nas avaliações sobre o momento atual, causada pela percepção da demanda. Apesar disso, o primeiro trimestre do ano se encerra de forma positiva, indicando um cenário relativamente mais favorável em comparação ao final de 2023. O avanço do mercado de trabalho, da confiança dos consumidores e da redução do endividamento das famílias, fatores diretamente ligados ao consumo, ainda são elementos chave para recuperação do setor”, avalia Geórgia Veloso, economista do FGV IBRE.

Em março, a alta da confiança foi disseminada nos seis principais segmentos do setor. O resultado positivo do mês foi influenciado pela reavaliação no Índice de Expectativas (IE-COM) que avançou 2,0 pontos, para 88,3 pontos, mantendo a oscilação observada nos últimos meses. Ambos os quesitos que compõem o IE-COM variaram positivamente no mês: o indicador sobre as perspectivas de vendas nos próximos três meses subiu 2,1 pontos, para 87,0 pontos e as expectativas sobre a tendência dos negócios nos próximos seis meses avançaram em 1,7 ponto, para 89,9 pontos.

Leia mais  Sindicatos argentinos farão protestos contra corte de 7 mil servidores

Em direção contrária, o Índice de Situação Atual (ISA-COM) recuou 0,3 ponto, para 93,0 pontos. A queda no ISA-COM foi influenciada pelo recuo no indicador que avalia o volume de demanda atual que caiu 1,3 ponto, para 93,7 pontos, após alta de 6,3 pontos no mês anterior. As avaliações sobre a situação atual dos negócios variaram positivamente pelo segundo mês consecutivo, agora em 0,8 ponto, para 92,5 pontos.

Evolução trimestral da confiança do comércio

Apesar da recente flutuação, a confiança do comércio encerra o primeiro trimestre 1,9 ponto acima do imediatamente anterior. A oscilação do IE-COM, que vem ocorrendo nos últimos meses, também é retratado nos dados trimestrais. Depois de cair no final de 2023, o IE-COM do primeiro trimestre de 2024 subiu 2,6 pontos. Na situação atual é observada a segunda alta consecutiva trimestral, recuperando parte do que foi perdido no início de 2023.

“A confiança do comércio inicia 2024 com ganhos, mas apesar dos resultados positivos no ambiente macroeconômico de 2023, o nível dos indicadores sugere cautela com os próximos meses”.

Leia mais  Em 2022, cesta básica subiu nas 17 capitais pesquisadas pelo Dieese
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Justiça mantém obrigação da Enel de reduzir falta de luz em SP

Agência Brasil

Dólar atinge R$ 5,14 com tensões geopolíticas e inflação

Agência Brasil

Zenstox investimentos é confiável? É seguro? É scam?

Lara Donnola

Setor de Serviços recua 0,9% após três meses de alta

Agência Brasil

BC lança moeda comemorativa dos 200 anos da Constituição

Agência Brasil

Regulação de apostas online será concluída até julho

Agência Brasil

Deixe seu comentário