Guia do Investidor
realdinheiro moeda 1310202270 p15025 thumb resized
Notícias

Dinheiro não é vilão: 4 dicas para o tema não ser um assunto proibido dentro de casa

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Para muitas pessoas no Brasil, falar sobre dinheiro ainda causa um receio, muitos têm vergonha ou simplesmente não querem saber ou ter o trabalho de falar sobre o assunto. O que acaba fazendo com que a relação entre os familiares não seja clara, podendo trazer problemas futuros. O primeiro passo para isso é criar um espaço de diálogo dentro de casa.

“As pessoas precisam entender que é extremamente importante falarmos sobre dinheiro dentro de casa. Aliás, é o lugar crucial para falarmos disso e ensinarmos nossos filhos. Compartilhar a situação financeira com seus familiares, principalmente aqueles que moram e dividem contas com você, faz com que juntos possam desenvolver um plano, controlar gastos e até conseguir poupar para outras metas e conquistas pessoais”, explica Thaíne Clemente, Executiva de Estratégias e Operações da Simplic, fintech de crédito pessoal online.

Leia mais  Lula Day: discurso sobre gastos faz dólar atingir R$ 5,39 e bolsa afundar

Pensando nisso, a especialista elenca 4 dicas para fazer o assunto deixar de ser um tabu e passar a ser algo primordial na rotina familiar.

1. Falar sobre salários

Quando existe uma relação sólida dentro de casa, principalmente entre um casal, é importante que falem sobre os salários, podendo, assim, dividir de forma justa os gastos. “Esse formato diminuirá os riscos de uma das partes se endividar, além de criar uma relação de maior confiança entre ambos”, completa Thaíne.

2. Compartilhem faturas

É claro que é importante que cada pessoa tenha sua individualidade e compras pessoais que não quer compartilhar, mas, em um planejamento financeiro familiar, é recomendado que falem sobre os boletos, faturas e pagamentos de cada mês, podendo inclusive ajudar um ao outro quando um dos lados estiver mais apertado.

3. Deixe a situação clara para os filhos

“Temos que entender que falar sobre dinheiro com os filhos não é dizer a eles o quanto ganha e quais são as contas da casa. É sobre ensiná-los a ter um planejamento com o dinheiro que eles ganham, seja da avó, dos pais, de uma mesada, de um tio, ou seja, transmitir ética e valores sobre prioridades, necessidades e conquistas”, comenta a especialista.

Uma outra forma também interessante de ensinar é por meio de desenhos ou filmes que falem sobre o assunto de forma leve e descontraída. Por fim, é importante saber negar alguns pedidos que extrapolam suas finanças, explicando o motivo disso.

Leia mais  Brasil é o único país do G20 a expandir exportações

4. Tenha metas e poupe dinheiro

Para Thaíne, todos podem e devem ter sonhos, metas e objetivos de conquistas que dependem de questões financeiras, como viagens ou bens materiais.

“Ou seja, isso também deve ser falado entre as pessoas da casa, para que todas possam compartilhar juntas de um sonho, sejam eles iguais ou diferentes, incentivando um ao outro a poupar um determinado valor por mês e ajudando nas contas necessárias, sem perder de vista as prioridades”, conclui ela.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Justiça mantém obrigação da Enel de reduzir falta de luz em SP

Agência Brasil

Dólar atinge R$ 5,14 com tensões geopolíticas e inflação

Agência Brasil

Zenstox investimentos é confiável? É seguro? É scam?

Lara Donnola

Setor de Serviços recua 0,9% após três meses de alta

Agência Brasil

BC lança moeda comemorativa dos 200 anos da Constituição

Agência Brasil

Regulação de apostas online será concluída até julho

Agência Brasil

Deixe seu comentário