Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Duelo de pesos pesados: Usiminas abre petição contra CSN

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Mais um grande rumor está rondando o mercado de capitais nesta manhã. Segundo fontes ouvidas pela Reuters, a Usiminas (USIM5) quer apresentar petição ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) contra a decisão que permitiu que a CSN obtivesse participação superior a 5% na empresa. Por determinação do órgão antitruste, em 2014, a CSN deveria vender participação de 17% na Usiminas em cinco anos, mas ao final desse prazo, a empresa conseguiu mais três anos para completar a venda.

Agora, a CSN mais uma vez pediu uma dispensa. O superintendente do Cade entendeu que não havia mais necessidade de venda da participação, contanto que a CSN não vote nas assembleias de acionistas.

Atualmente a companhia possui 12,9% do capital da Usiminas.

Leia mais  Compre CSNA3; Confira a recomendação do BofA

Na petição contra a decisão do Cadem, a Usiminas alega que um superintendente não pode reverter definição votada por todos os conselheiros do órgão antitruste. Ainda de acordo com Reuters, a empresa também deve alegar que a CSN não agiu como investidor passivo e que as decisões do Cade deram tempo excessivo à CSN para vender a fatia.

As ações de ambas as companhias operam em queda neste fim de manhã, impactadas pelas movimentações, além de outros movimentos de mercado.

image 120

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais  Copom define Selic em meio a expectativas Internacionais; Confira os destaques da Bolsa

Leia mais

Usiminas divulga resultados do 1T24 e registra ações em queda

Márcia Alves

Usiminas promete reviravolta com melhoria nos custos e produção

Guia do Investidor

Usiminas (USIM5) informa que bloqueio de recursos não afetaria negócios e detém caixa de R$ 4,9 Bilhões

Leonardo Bruno

Usiminas elege Marcelo Chara como Diretor Presidente e realiza nomeações no Conselho de Administração

Leonardo Bruno

CSN aprova emissão de debêntures no valor de R$ 700 milhões

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário