Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Essa são as ações que mais valorizaram e desvalorizaram em 2022; A diferença da primeira para a última supera os 350%

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O último pregão da Bolsa de Valores de São Paulo (B3) de 2022 terminou com algumas empresas se destacando positivamente, enquanto outras tiveram desempenhos mais fracos.

De acordo com o ranking elaborado pela plataforma TradeMap a pedido do portal O GLOBO, as maiores altas foram registradas pela Dommo Energia, que teve uma grande valorização com a venda para a Prio, e pela Cielo, que se beneficiou da conclusão de um processo de reestruturação e desinvestimentos.

Já as maiores baixas foram registradas por empresas que entraram recentemente na Bolsa, como Espaçolaser e Aeris.

É importante ressaltar que o cenário atual de juros altos tem deixado os investidores cada vez mais cautelosos em relação às empresas que fizeram Initial Public Offering (IPO) durante a pandemia. Diante disso, as empresas que conseguiram entregar bons resultados operacionais, como a Cury, construtora paulistana que vem se consolidando no Rio de Janeiro, foram capazes de contornar a alta dos juros e se saírem bem na Bolsa. Por outro lado, varejistas como Americanas e Marisa também sofreram com o impacto do aperto monetário e tiveram desempenhos negativos.

Veja a lista das empresas que mais valorizaram e desvalorizam durante o ano:

Leia mais  UBS eleva recomendação para Vale e aumenta preço-alvo.

Foi considerado todas as ações listadas na B3 com pelo menos R$ 5 milhões em volume financeiro diário médio ao longo de 2022.

Maiores Valorizações

  • Dommo Energia (DMMO3): + 269,23%
  • Cielo (CIEL3): + 142,09%
  • Cury (CURY3): + 94,53%
  • Mills (MILS3): + 84,66%
  • PetroReconcavo (RECV3): + 81,97%
  • Prio (PRIO3): + 80,02%
  • BB Seguridade (BBSE3): + 74,88%
  • Kepler Weber (KEPL3): + 70,76%
  • Hypera (HYPE3): + 64,74%
  • M. Dias Branco (MDIA3): + 52,45%

Maiores Desvalorizações

  • Espaçolaser (ESPA3): – 83,56%
  • Aeris (AERI3): – 82,69%
  • IRB (IRBR3): – 78,61%
  • Sequoia Log (SEQL3): – 78,5%
  • Oi (OIBR3): – 77,63%
  • Infracommerce (IFCM3): – 77,38%
  • Tenda (TEND3): – 74,75%
  • Americanas (AMER3): – 68,67%
  • Lojas Marisa (AMAR3): – 67,11%
  • CVC (CVCB3): – 66,54%

Leia mais  Dólar em alta e prejuízo bilionário de Zuckerberg; Confira os destaques da Bolsa hoje
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

B3 já possui 19,4 milhões de investidores

Fernando Américo

Cielo (CIEL3) anuncia nova direção para varejo e operações

Paola Rocha Schwartz

Balde de água fria na Bolsa: entenda o motivo

Márcia Alves

Ações da 3R Petroleum disparam com fusão com Enauta

Márcia Alves

Ação da Gafisa dispara 24,5%: entenda o motivo

Márcia Alves

BEEF3: Ações da Minerva disparam na Bolsa

Márcia Alves

1 comentário

Aldecir 09/01/2023 at 08:57

Sobre as maiores valorizações de 2022, parece que algo não está correto. Por exemplo: CIEL3 em 30/12/2021 estava a R$ 2,28, em 29/12/2022 fechou em 5,24, portanto uma valorização (variação percentual) de 129,82% e não 142,09%. Observo que outras ações aparentemente também estão incorretas. Abraços!

Responder

Deixe seu comentário