Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Fuga de dólares? Brasil tem fluxo negativo de US$ 1,671 bilhões em setembro

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Em setembro, o Brasil apresentou fluxo cambial total negativo de US$ 1,671 bilhão, marcando o primeiro mês de fluxo negativo desde maio.

O Brasil enfrentou um fluxo cambial total negativo de US$ 1,671 bilhão em setembro, conforme divulgado pelo Banco Central (BC). Este resultado foi influenciado principalmente pela via financeira. Vale destacar que este foi o primeiro mês com fluxo negativo desde maio, período em que o país teve uma saída líquida de US$ 1,157 bilhão. No canal financeiro, as saídas líquidas em setembro totalizaram US$ 5,035 bilhões.

Em contrapartida, o canal comercial apresentou saldo positivo de US$ 3,364 bilhões. Na última semana de setembro, o fluxo cambial foi positivo, somando US$ 3,123 bilhões.

Setembro marca primeiro mês de fluxo cambial negativo desde maio

O Brasil, em setembro, registrou um fluxo cambial total negativo de US$ 1,671 bilhão, conforme informações divulgadas nesta quarta-feira pelo Banco Central (BC). Os números, ainda preliminares, fazem parte das estatísticas referentes ao câmbio contratado.

Este resultado negativo em setembro quebra uma sequência, sendo o primeiro mês de fluxo negativo desde maio. Naquele mês, houve uma saída líquida de US$ 1,157 bilhão do país. A principal influência para o resultado de setembro veio da via financeira, que teve saídas líquidas de US$ 5,035 bilhões. O canal financeiro é responsável por operações como investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras.

Leia mais  Dólar dispara com incertezas no arcabouço e risco de CPMI atrasar tramitação

Por outro lado, o canal comercial mostrou-se mais otimista, com um saldo positivo de US$ 3,364 bilhões em setembro. Isso indica que, apesar das saídas no canal financeiro, o comércio exterior brasileiro manteve um bom desempenho.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Na última semana do mês, especificamente de 25 a 29 de setembro, o fluxo cambial total foi positivo em US$ 3,123 bilhões. Ao analisar o acumulado do ano até o fim de setembro, o Brasil apresenta um fluxo cambial total positivo de US$ 20,653 bilhões, mostrando que, apesar dos desafios, o país ainda mantém um saldo positivo no ano.

Leia mais  Dólar fecha em alta após forte crescimento do PIB dos EUA

Para economista, conflito em Israel pode ter efeito indireto no Brasil

O conflito entre o Hamas e Israel pode gerar efeitos indiretos à economia brasileira, avalia a economista e especialista em comércio exterior Lia Valls. Pesquisadora associada do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), ela disse em entrevista que pode haver consequências envolvendo o mercado de petróleo. Embora Israel e Palestina não produzam petróleo, uma eventual escalada do conflito poderia envolver países vizinhos como o Irã.

“Convulsiona mais, você tem mais restrições ao comércio como um todo, a demanda mundial cai e, obviamente, vai haver menos espaço para o crescimento das exportações”, disse ela.

Apesar dessa possibilidade, em um primeiro momento, a pesquisadora não crê em impactos para a balança comercial brasileira. “O que pode afetar é mais uma questão global, porque a gente não tem nenhum comércio importante com nenhum dos dois países envolvidos.”

A pesquisadora da FGV ponderou que haverá mais transformações geopolíticas, como resultado do conflito entre Israel e o Hamas. Lia Valls avaliou que efeitos globais seriam sentidos se os Estados Unidos aumentassem muito as sanções sobre o Oriente Médio. Nesse caso, o Brasil pode sair prejudicado, porque exporta muito para a região.

Os principais produtos brasileiros exportados para o Oriente Médio entre janeiro e setembro deste ano foram carne de aves (U$$ 2,13 bilhões ou 21% do total), açúcar (15% da pauta), soja (14%) e minério de ferro (15%). A participação equivale a 4,3% da pauta brasileira. Entre os importados pelo Brasil nesse período, destaque para adubo (29%), óleos combustíveis (28%) e óleo bruto de petróleo (24%). As importações correspondem a 3,3% da pauta do Brasil.

Leia mais  Indústria de fundos continua a crescer no 1º semestre em meio a movimento de resgates

Lia reiterou que o comportamento das exportações do Brasil vai depender muito da duração da guerra. Caso demore a acabar, terá efeitos sobre o comércio global, com os países aumentando medidas protecionistas, sinalizou a economista.

Nos primeiros nove meses de 2023, a participação de Israel nas exportações do Brasil alcançou 0,2%, atingindo 0,6% nas importações. Israel está em 52% lugar no ranking das exportações brasileiras e em 34% nas importações. Entre janeiro e setembro deste ano, o principal produto exportado para Israel foi petróleo (US$ 139 milhões), seguido de carne bovina (US$ 118 milhões) e soja (US$ 106 milhões). “O valor é muito pequeno”, disse a economista. O Brasil importou de Israel adubo, ou fertilizantes, que representaram 44% da pauta, com valor da ordem de US$ 471 milhões, o que, na avaliação de Lia, é pouco para a pauta brasileira.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Gestores estão decepcionados com Brasil

Márcia Alves

Nuback nega ligação com Brasil Paralelo

Márcia Alves

Franquias de alimentação crescem 26,6% no 1º trimestre

Fernando Américo

Mais de 60% dos MEI’s não têm o hábito de emitir nota fiscal

Fernando Américo

Exploração da Margem Equatorial pode duplicar reservas

Fernando Américo

Metade dos brasileiros teme ser substituído pela IA no trabalho

Fernando Américo

Deixe seu comentário