Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Ibovespa a 145 mil? Itaú BBA acha que sim

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Itaú BBA prevê Ibovespa a 145 mil pontos em 2024, com foco em ações de commodities e crescimento sustentado por quatro pilares chave.

Itaú BBA apresentou uma visão otimista para o Ibovespa, projetando o índice a 145 mil pontos até o final de 2024, um aumento de cerca de 18%. Esta previsão baseia-se em quatro pilares: a avaliação atrativa das ações brasileiras, um potencial de crescimento significativo do lucro por ação, um mercado posicionado de forma leve e expectativas macroeconômicas favoráveis, incluindo uma taxa Selic de dígito único. A previsão também destaca a forte presença de ações de commodities no lucro do Ibovespa, embora se espere uma contribuição crescente de ações domésticas nos próximos anos.

Ibovespa previsto para crescer com forte enfoque em commodities e estabilidade macroeconômica

O Itaú BBA, em sua mais recente análise do mercado brasileiro, projeta um cenário promissor para o Ibovespa, prevendo que o índice atinja 145 mil pontos até o final de 2024. Este crescimento, estimado em aproximadamente 18% em relação ao fechamento recente, é sustentado por uma estratégia de investimento baseada em quatro pilares principais.

O primeiro pilar envolve a avaliação atrativa das ações brasileiras, que estão sendo negociadas a 7,9 vezes o preço sobre o lucro, representando uma oportunidade significativa para os investidores. O segundo pilar é o potencial de crescimento do lucro por ação, com previsões otimistas de um aumento superior a 10% em 2024. O Itaú BBA espera que a maioria das empresas cobertas em sua análise apresente lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) crescendo acima da inflação.

O terceiro pilar foca no posicionamento leve do mercado, destacando uma realocação tardia para ações, com fundos de ações representando apenas 8% dos ativos sob gestão na indústria de fundos. Finalmente, o quarto pilar se baseia nas previsões macroeconômicas, incluindo uma taxa Selic em dígito único, estabelecida em 9,5% para 2024, embora persistam incertezas fiscais.

Leia mais  De olho na Copa, Ibovespa abre sem emoções nesta segunda-feira

Além disso, o banco enfatiza a relevância das ações de commodities, prevendo que elas representarão 50% do lucro por ação do Ibovespa em 2024. No entanto, espera-se que as ações domésticas ganhem mais destaque, com um crescimento de dois dígitos nos próximos anos.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

O Itaú BBA também destacou suas ações preferidas, incluindo Equatorial (EQTL3), Localiza (RENT3), Grupo GPS (GGPS3), Banco do Brasil (BBAS3) e Suzano (SUBZ3), além de outras como Vivara (VIVA3) e Hypera (HYPE3). Os riscos associados a esses investimentos incluem o ambiente fiscal, a alavancagem das empresas e mudanças tributárias.

Leia mais  Previdência privada: em fevereiro, ativos superaram R$ 1,2 trilhão

Em suma, a projeção do Itaú BBA para o Ibovespa reflete um otimismo baseado em avaliações sólidas do mercado e expectativas macroeconômicas, com uma ênfase particular em ações de commodities e setores como serviços públicos, transporte, petróleo e gás, bancos, imóveis, celulose e papel, e agronegócio.

Lula culpa feriados por fracasso de sua gestão

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fez uma declaração nesta sexta-feira (10) em que atribuiu parte do fracasso econômico do ano corrente à grande quantidade de feriados prolongados no Brasil. Durante a abertura de uma reunião ministerial da área social, Lula expressou sua preocupação com o impacto negativo desses feriados no Produto Interno Bruto (PIB) do país.

“Esse ano teve muito feriado prolongado. Exageradamente esse ano tem muito feriado prolongado. O ano que vem os feriados cairão todos no sábado, isso significa que o PIB vai crescer um pouco mais porque as pessoas vão ficar mais a serviço do trabalho”, declarou o presidente.

Ele acredita que, com os feriados concentrados nos finais de semana em 2024, as pessoas estarão mais disponíveis para o trabalho, o que pode impulsionar a economia.

Leia mais  Economia fraca: varejo tem retração de 18% em novembro

Além disso, o presidente anunciou sua intenção de realizar pelo menos mais uma reunião setorial antes do final do ano, antes de uma grande reunião ministerial que envolverá todos os 38 ministérios do governo. Essas reuniões terão como objetivo discutir as perspectivas e estratégias para os anos de 2023 e 2024.

Lula encerrou sua fala incentivando os ministros a não marcarem viagens antes de saberem as datas dessas reuniões, indicando que ainda há muito a ser discutido em relação ao futuro do país nos próximos anos.

“Ainda quero fazer uma última reunião de avaliação de todas as coisas que nós fizemos antes do Natal. Portanto, não marquem viagem antes de saber as datas da reunião que a gente vai discutir 2023 e 2024. Depois dessa reunião, vocês podem marcar férias de 5 dias, 3 dias e depois voltar a trabalhar”, afirmou aos ministros.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ibovespa abre com queda impulsionado por ativos em perdas

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa abre com alta impulsionado por Petrobras e Hapvida

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa abre novamente com alta e ativos continuam subindo

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa abre em alta com principais ativos em ganhos curtos

Paola Rocha Schwartz

Reforma Tributária: a questão federativa nos PLPs 68 E 108/2024

Fernando Américo

IVAR apresenta aumento de 0,61% em junho

Fernando Américo

Deixe seu comentário