Guia do Investidor
KDOL11
Notícias

KDOL11: Kinea lança o primeiro Fiagro do país atrelado ao dólar

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Com perfil de risco conservador e prazo de encerramento definido, o fundo buscará operações de CRAs dolarizados.

A Kinea Investimentos lançou nesta segunda-feira (05.02) a oferta pública para captação do primeiro Fiagro dolarizado do país para investidores em geral, o Kinea Agro Income, que será negociado pelo ticker KDOL11. O fundo busca captar até R$ 1 bilhão para operações em CRAs (Certificados de Recebíveis Agrícolas) dolarizados. O investimento mínimo para acessar a oferta é de aproximadamente R$ 1.000.

A ideia é oferecer um produto que una a exposição em moeda forte, proteção contra a perda do poder de compra do real, juntamente com um pagamento recorrente de proventos. O pipeline do fundo buscará operações de alta qualidade que visa proporcionar um retorno próximo de USD + 5% ao ano para os investidores, com pagamento de rendimentos mensais e o benefício de isenção de imposto de renda aplicáveis aos Fiagros para pessoas físicas, sendo uma das poucas opções de investimento em dólar que possui essa característica de isenção de IR. Com prazo de encerramento determinado, a expectativa de desinvestimento é de até sete anos.

Leia mais  Dólar abaixo dos R$ 5: até quando?

Para o investidor, toda a operação será em real. A distribuição mensal dos rendimentos será vinculada às taxas de remuneração das operações, ou seja, o spread em relação ao dólar. Já a variação do dólar é incorporada ao patrimônio dos investidores e será amortizada no período de desinvestimento.

O time de gestão buscará operações de baixo risco de crédito (high grade), de empresas brasileiras com perfil exportador e que emitam dívidas em dólar. A visão é de que o agro, maior exportador do país, apresenta o ambienta favorável para um produto dolarizado. Em 2022, o segmento foi responsável por US$ 141 bilhões em exportações na balança comercial. O Fundo será dedicado a operações defensivas, em parceria com grupos empresariais que sejam capazes de honrar suas obrigações dolarizadas mesmo em ambientes bastante desfavoráveis para a nossa moeda, o real.

Um estudo da gestora, com dados de 2010 até 2023, comparou o retorno histórico do dólar acrescido de uma taxa de 5% ao ano com o retorno de outros indexadores de referências para os investidores locais. O retorno acumulado da variação cambial + 5%, na simulação, foi de 464,7% (13,3% ao ano), superando os principais benchmarks, como o IMA-B (372,8%), CDI (244,7%), IPCA (123,5%) e IBOV (81,2%).

Leia mais  Cooperativas do Paraná podem faturar mais de R$ 200 bilhões em 2023

Atualmente, a Kinea é gestora de dois FIAGRO, o KNCA11, que tem patrimônio líquido de R$ 2,2 bilhões e busca investir em CRA com nível de risco moderado, e o KOPA11, que tem patrimônio de R$ 358 milhões e busca investir em CRA com maior nível de risco e retorno.

O time de gestão é composto por dez profissionais e conta com a participação de Alexandre Marco e Victor Graça, ex-Rabobank, e Felipe Greco, ex- AMERRA Capital, sendo liderado pelo sócio Flávio Cagno. A Kinea conta com uma série de operações no agronegócio nacional, com mais de 30 grupos empresariais distintos e presença em mais de 20 estados.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

A volta dos Batista: Lula visita fábrica da JBS

Rodrigo Mahbub Santana

Conab revisa projeção e prevê queda de 8% na produção de grãos

Paola Rocha Schwartz

Fiagros encerram fev com captação positiva de R$ 52,8 milhões

Fernando Américo

Vamos divulga lucro líquido

Rodrigo Mahbub Santana

Dólar dispara frente ao Real com impacto de decisões da Petrobras

Guia do Investidor

Dólar recua após Powell e Lagarde manterem expectativas sobre juros

Guia do Investidor

Deixe seu comentário