Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Localiza (RENT3) aprova 25ª emissão de debêntures

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Localiza, uma das maiores empresas de aluguel de carros do Brasil, aprovou a sua 25ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em série única. Serão emitidos 2 milhões de papéis, com valor unitário de R$ 1 mil, totalizando o montante de R$ 2 bilhões. A emissão observa a possibilidade de distribuição parcial, bem como o montante mínimo.

As debêntures terão garantia fidejussória adicional da Localiza Fleet e terão prazo final em 11 de agosto de 2033. A garantia fidejussória é uma garantia pessoal, na qual o fiador se compromete a cumprir a obrigação caso o devedor principal não o faça.

Os recursos obtidos com a emissão das debêntures serão utilizados para reforço de caixa e/ou alongamento do passivo financeiro da companhia. O alongamento do passivo financeiro é uma estratégia que visa a prorrogar o prazo de pagamento das dívidas, de forma a melhorar a liquidez da empresa.

A Localiza é uma empresa consolidada no mercado brasileiro, com mais de quatro décadas de atuação. A companhia é reconhecida por sua ampla gama de serviços, que incluem aluguel de carros, gestão de frotas, venda de seminovos e terceirização de frotas para empresas.

A decisão de realizar a 25ª emissão de debêntures reforça o compromisso da Localiza com a transparência e a governança corporativa, além de demonstrar a confiança da empresa em seu futuro e em seu potencial de crescimento.

O que são debêntures?

Debêntures são títulos de dívida emitidos por empresas para captar recursos financeiros junto a investidores. Ao adquirir uma debênture, o investidor está emprestando dinheiro à empresa emissora, que se compromete a pagar juros sobre o valor investido em determinados períodos pré-estabelecidos e, ao final do prazo de vencimento, devolver o valor investido ao investidor.

Leia mais  Localiza (RENT3) e Unidas (LCAM3): empresas confirmam que estão em negociação para venda de ativos

Esses títulos têm características semelhantes aos títulos de renda fixa, como CDBs e títulos públicos, porém, são emitidos exclusivamente por empresas privadas, com o objetivo de captar recursos para financiar seus projetos de investimento, expansão ou reestruturação.

As debêntures podem ser remuneradas por meio de juros prefixados, pós-fixados ou atrelados a indicadores econômicos, como a taxa Selic ou o IPCA, por exemplo. A forma de pagamento dos juros e o prazo de vencimento são definidos no momento da emissão e estão descritos em sua escritura de emissão, documento que detalha todas as características do título.

É importante destacar que as debêntures não contam com a garantia do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), como ocorre com alguns outros títulos de renda fixa, o que significa que o risco de crédito (risco de a empresa não honrar seus compromissos) deve ser avaliado pelo investidor. Por esse motivo, é fundamental que o investidor analise a saúde financeira e a solidez da empresa emissora antes de investir em suas debêntures.

As debêntures são negociadas no mercado secundário, o que significa que o investidor tem a possibilidade de vendê-las antes do vencimento, caso necessite de liquidez. No entanto, é importante lembrar que os preços no mercado secundário podem variar conforme as condições de mercado e as percepções de risco em relação à empresa emissora.

Leia mais  Grana no Bolso: B3, Localiza e Movida pagarão dividendos

Em resumo, as debêntures são títulos de dívida emitidos por empresas privadas para captar recursos junto a investidores, oferecendo juros como remuneração pelo investimento e com prazo de vencimento preestabelecido. São uma alternativa de investimento em renda fixa, mas exigem uma análise criteriosa do risco de crédito da empresa emissora antes de serem adquiridas.

Confira mais recomendações

Está em busca de novas oportunidades de investimento? Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo para as principais ações e ativos da bolsa de valores brasileira. Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções para você ampliar e diversificar sua carteira.

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se adequam a diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Leia mais  Orizon (ORVR3) conclui emissão de debêntures de R$ 400 milhões

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações, para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.

Para conferir as últimas análises e recomendações, basta clicar aqui.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Mercado Oscila: alta do minério impulsiona Vale e Fusão Azul-Gol avança

Rodrigo Mahbub Santana

“É hora de vender ações da Santos Brasil”, diz Bradesco

Rodrigo Mahbub Santana

Ação da Magalu (MGLU3) fecha em alta de 4,73%

Rodrigo Mahbub Santana

As ações mais recomendadas para comprar em Abril

Rodrigo Mahbub Santana

Localiza (RENT3) autoriza pagamento de R$407 milhões em JCP

Paola Rocha Schwartz

Governo Lula quer impedir a emissão de Debêntures Incentivadas

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário