Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Minerva (BEEF3) lança oferta de Bonds de 10 anos com potencial de US$ 1 Bilhão

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Minerva, representada pelo código BEEF3, anunciou recentemente sua entrada no mercado de dívida externa por meio de uma oferta de bonds com um montante benchmark, que varia entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão, de acordo com fontes do Broadcast. A empresa está mirando atingir o valor máximo de US$ 1 bilhão, embora a captação final possa se estabilizar em torno de US$ 750 milhões. A Minerva apresentou uma taxa de retorno de aproximadamente 9% como proposta para os investidores.

Os recursos levantados com essa emissão de bonds têm como destino o financiamento da aquisição de 16 plantas de abate e desossa de bovinos e ovinos pertencentes à Marfrig, em um negócio avaliado em R$ 7,5 bilhões. O JPMorgan ofereceu uma linha de crédito de R$ 6,5 bilhões para essa operação, e o restante do montante será coberto com recursos próprios da Minerva. A emissão dos bonds servirá para dar saída aos recursos obtidos junto ao JPMorgan, que atua como o coordenador líder dessa emissão de bonds.

Essa movimentação financeira reflete a estratégia da Minerva em buscar financiamento para expandir suas operações e promover o crescimento da empresa. A aquisição das plantas de abate e desossa da Marfrig representa um passo importante para a consolidação e o fortalecimento da presença da Minerva no mercado de processamento de carne bovina e ovina.

A decisão de entrar no mercado de dívida externa por meio da emissão de bonds evidencia a confiança da Minerva em sua capacidade de gerar retorno e cumprir suas obrigações financeiras. Os investidores terão a oportunidade de participar desse financiamento e potencialmente obter um retorno atrativo, ao mesmo tempo em que contribuem para o crescimento de uma das principais empresas do setor de processamento de carne na América Latina.

Acompanhar o desenrolar dessa emissão de bonds da Minerva será crucial para avaliar seu sucesso e como essa operação impactará seu plano de expansão e consolidação de mercado.

Leia mais  Ibovespa segue bolsas internacionais, e abre em queda

Minerva anuncia bonds de R$ 7,5 bilhões para pagar aquisição de ativos da Marfrig

A Minerva Foods, empresa do setor frigorífico, deu início a um ambicioso plano de captação de recursos no mercado de dívida, com o objetivo de financiar a recente aquisição de ativos da Marfrig por R$ 7,5 bilhões. A estratégia visa aproveitar uma janela de oportunidade para obter um custo de financiamento mais vantajoso e reduzir seu risco financeiro em meio a um cenário desafiador.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

A companhia de alimentos iniciou um roadshow para lançar um bond, buscando uma captação que varia entre US$ 750 milhões e US$ 1 bilhão. Esse movimento, além de servir como meio para custear a transação com a Marfrig, também estabelecerá um novo benchmark para a curva financeira da Minerva. A expectativa é que a operação seja precificada ao longo da próxima quarta ou quinta-feira.

Leia mais  Minerva (BEEF3) trouxe resultado 1265% acima do esperado

A estratégia de recorrer ao mercado de dívida surge após a Minerva Foods ter anunciado previamente o acesso a uma linha de crédito de R$ 6 bilhões junto ao JP Morgan. A linha de crédito, com um prazo de 18 meses e vencimento em dois anos, é uma opção que costuma carregar custos financeiros significativos. Ao buscar financiamento por meio da emissão de um bond, a empresa está alinhada a uma potencial oportunidade de reduzir o custo desse financiamento, aproveitando as atuais condições de mercado.

O momento é propício para tal movimento devido à falta de emissões por parte de empresas com classificação de risco ‘BB’ (segundo S&P/Fitch) e com um perfil similar ao da Minerva. A última vez que a companhia acessou o mercado de dívida foi em 2021, e agora busca aproveitar uma conjuntura favorável para obter financiamento a um custo mais atrativo. Vale ressaltar que, nos últimos dois anos, a Minerva Foods já havia recomprado mais de US$ 500 milhões de sua própria dívida no mercado internacional.

No entanto, a busca por financiamento no mercado de dívida não foi sem consequências. Após o anúncio da operação, as ações da Minerva sofreram uma queda de aproximadamente 23%. Investidores locais reagiram negativamente, preocupados com a perspectiva de que a empresa, conhecida por atrair acionistas interessados em dividendos, possa suspender suas distribuições de lucros pelos próximos um ou dois anos.

Leia mais  Notícias da bolsa: Duratex, Minerva, Méliuz e mais

O coordenador global da oferta é o JP Morgan, e o sindicato envolvido também inclui instituições como Itaú BBA, Bank of America, Bradesco BBI, HSBC, Morgan Stanley, Rabobank, BB Securities, Mizuho, MUFG e XP Inc. Essa coalizão de instituições financeiras de renome atesta o interesse e a confiança do mercado na capacidade da Minerva Foods de obter sucesso em sua busca por financiamento.

A ação da Minerva Foods, após a recente queda, representa um desafio a ser enfrentado pela empresa no curto prazo. No entanto, a estratégia de acessar o mercado de dívida pode indicar um movimento calculado visando fortalecer suas finanças e viabilizar o crescimento por meio da aquisição dos ativos da Marfrig. À medida que a operação de captação de recursos avança e é precificada, o mercado observará atentamente os desdobramentos dessa estratégia e seu impacto nas perspectivas futuras da empresa.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Minerva se pronuncia sobre compra de ativos no Uruguai

Márcia Alves

Impactos da demissão de Prates e mais: Confira o resumo dia

Rodrigo Mahbub Santana

BEEF3: Ações da Minerva disparam na Bolsa

Márcia Alves

Ações da Minerva (BEEF3) registram queda em balanço do 4T23

Paola Rocha Schwartz

Hora de lucrar: Se prepare para servir-se de BEEF3

Leonardo Bruno

JBS, Marfrig ou Minerva? Qual a melhor opção para comprar hoje?

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário