Guia do Investidor
marcio macedo e lula 1280x720 1
Notícias

Novidades? MP investiga Ministro de Lula por desvio de dinheiro

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Márcio Macedo, enfrenta investigação por desvio de verbas públicas para carnaval em Aracaju.

O Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) apresentou uma representação para investigar o Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macedo, por suposto desvio de verbas públicas. O documento alega que o ministro teria utilizado recursos públicos para a compra de passagens aéreas que levaram servidores para participar de um carnaval fora de época em Aracaju, Sergipe, em novembro de 2023.

O MP solicita que o TCU tome medidas para investigar possíveis condutas contrárias à moralidade administrativa e desvio de finalidade no uso de verbas públicas.

A investigação foi iniciada após reportagens da Band e do jornal A Tarde indicarem que a número 2 da Secretaria-Geral da Presidência, Maria Fernanda Ramos Coelho, teria se recusado a aprovar a liberação de verba para as passagens dos servidores. Posteriormente, o próprio secretário-geral teria assinado a compra das passagens.

Ministro Márcio Macedo é alvo de investigação do MP por suspeita de desvio de verbas públicas para carnaval fora de época

O Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Márcio Macedo, está sob investigação do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas da União (TCU) devido ao uso de verbas públicas para a compra de passagens aéreas que teriam levado servidores a um carnaval fora de época em Aracaju, Sergipe, em novembro de 2023.

Leia mais  Brasil pode ter "o maior imposto do mundo" com reforma tributária

Segundo o MP, o objetivo da representação é investigar possíveis condutas contrárias à moralidade administrativa e desvio de finalidade no uso de recursos públicos. Caso seja comprovado o desvio de dinheiro público, o ministro terá que devolver os valores aos cofres públicos.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

“A compra de passagens pelo Ministro Marcos Macedo para “curtir”, com seus apaniguados, as folias de carnaval fora de época no seu reduto eleitoral, atenta contra a moralidade administrativa e constitui evidente desvio de finalidade no uso de recursos públicos”, indica o documento assinado pelo subprocurador-geral do MP junto ao TCU, Lucas Rocha Furtado.

O caso veio à tona após reportagens veiculadas pela Band e pelo jornal A Tarde, que indicaram que a número 2 da Secretaria-Geral da Presidência, Maria Fernanda Ramos Coelho, teria se recusado a aprovar a liberação de verba para as passagens dos servidores. Posteriormente, o próprio secretário-geral teria assinado a autorização para a compra das passagens.

Leia mais  Lula faz bloqueio de R$ 2,9 bilhões em despesas de ministérios

A Secretaria-Geral da Presidência negou qualquer tratativa sobre as passagens e alegou que a exoneração de Maria Fernanda foi motivada por questões pessoais. Além disso, a pasta informou que uma sindicância interna foi aberta para apurar os fatos.

Márcio Macedo assumiu o cargo de ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência em janeiro de 2023. A pasta, que tem status de ministério, desempenha um papel importante na condução estratégica do governo federal.

O MP junto ao TCU está empenhado em investigar a utilização de recursos públicos de forma irregular e garantir a transparência e a moralidade na administração pública. A investigação continua em andamento.

Quem é?

Márcio Macedo é uma figura com uma longa trajetória política e envolvimento com o Partido dos Trabalhadores (PT). Natural de Esplanada, na Bahia, ele se filiou ao PT e ocupou posições de destaque no partido. Durante sua carreira política, Márcio Macedo assumiu diversas responsabilidades importantes.

Entre 2007 e 2010, ele atuou como secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos de Sergipe, durante a gestão do então governador Marcelo Déda. Essa função permitiu que ele desempenhasse um papel significativo na área ambiental e de recursos hídricos do estado.

Márcio também teve um papel fundamental dentro do próprio PT, onde atuou como tesoureiro do partido de 2015 a 2020. Sua gestão nas finanças do PT coincidiu com um período crítico na política brasileira.

Leia mais  EUA discorda de fala de Lula sobre Holocausto

Além disso, ele ocupou cargos relevantes no âmbito municipal, como secretário municipal de Participação Popular em Aracaju, Sergipe, e superintendente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em Sergipe.

Sua carreira política inclui uma candidatura para deputado federal em 2010, com um expressivo número de votos. Durante seu mandato na legislatura de 2011 a 2014, Márcio Macedo chegou a ser vice-líder do PT e presidiu a Comissão de Mudanças Climáticas do Congresso.

Em 2018, mesmo não sendo eleito para o cargo de deputado federal, ele obteve uma suplência. Em abril de 2022, Márcio Macedo assumiu seu posto na Câmara dos Deputados.

Vale destacar que ele desempenhou um papel importante na campanha de 2022, atuando como tesoureiro na chapa de Luiz Inácio Lula da Silva, uma das figuras políticas mais proeminentes do Brasil. Sua carreira política abrange uma série de posições de liderança e envolvimento em questões políticas relevantes ao longo dos anos.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

“Já deu”, diz Jean Wyllys (PT) sobre reeleição de Lula em 2026

Paola Rocha Schwartz

Irresponsabilidade Fiscal no Governo e mais: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Preço do arroz sobe e se aproxima de recorde

Márcia Alves

Lula pode ser punido em 2026 por irresponsabilidade fiscal

Paola Rocha Schwartz

Déficit do Governo Lula se aproxima ao nível da pandemia

Paola Rocha Schwartz

Magda Chambriard indicada por Lula: Um replay desastroso?

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário