Guia do Investidor
sede nubank capa
Notícias Resultados

Nubank (ROXO34) registra lucro de US$ 395,8 Milhões no 4º Trimestre

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Conforme o balanço divulgado na noite de quinta-feira (22), o Nubank (ROXO34) alcançou lucro líquido ajustado de US$ 395,8 milhões no último trimestre de 2023 (4T23). O resultado representou um avanço de 247,8% em relação ao mesmo período no ano anterior e de 11,3% em comparação ao trimestre anterior. O resultado no 4T22 foi de US$ 360,9 milhões, apresentando um notável aumento de 489% em relação aos US$ 58 milhões registrados no terceiro trimestre de 2022 (3T22).

Lucro no ano de 2023

No panorama anual de 2023, o Nubank alcançou um lucro de US$ 1 bilhão, revertendo completamente o prejuízo de US$ 9,1 milhões registrado em 2022. Esses resultados financeiros robustos indicam um desempenho sólido e uma recuperação significativa, consolidando a posição do Nubank (ROXO34) no mercado. A receita totalizou US$ 2,405 bilhões, marcando uma expansão notável de 12,3% no trimestre anterior e um notável aumento de 65,5% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Após o encerramento do mercado, as ações do banco digital registraram uma queda de 1,64%, atingindo US$ 10,19.

Leia mais  Ibovespa busca recuperação após 4 sessões de queda

Aumento na base de clientes

No último trimestre, o Nubank viu um aumento significativo em sua base de clientes, adicionando 4,8 milhões de novos usuários, e ao longo do ano, esse número atingiu impressionantes 19,3 milhões, culminando em uma base total de 93,9 milhões no final de dezembro. Isso representa um crescimento trimestral de 5,4% e um notável aumento de 25,9% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

No cenário brasileiro, a base de clientes alcançou a marca de 87,8 milhões em dezembro, apresentando um aumento anual de 23,8%. Enquanto isso, no México, o crescimento foi ainda mais expressivo, atingindo 62,5% ao longo do ano, totalizando 5,2 milhões de clientes. Na Colômbia, a base de clientes atingiu aproximadamente 800 mil, representando um crescimento de 41,6%.

Ao fechar o mês de dezembro, a carteira de crédito do Nubank, que gera juros, atingiu a cifra de US$ 8,2 bilhões, registrando um crescimento de 22,4% no trimestre e um impressionante aumento de 91% ao longo do ano. No entanto, a inadimplência permaneceu estável em 6,1%, em comparação com setembro, mas apresentou um aumento em relação aos 5,2% no final de 2022. A inadimplência no período de 15 a 90 dias ficou em 4,1%, comparada com os 4,2% de setembro e os 3,7% do final de 2022.

Solidez financeira

O banco digital anunciou um retorno sobre o patrimônio (ROE, na sigla em inglês) de 23%, considerando o lucro líquido, e de 26% no resultado ajustado. Esses indicadores reforçam a performance excepcional do Nubank no cenário financeiro.

Leia mais  Ponto de virada da bolsa | 3 ativos para ter na carteira

O lucro bruto registrou um notável aumento, alcançando US$ 1,143 milhões no último trimestre de 2023, em contraste com os US$ 578 milhões observados no mesmo período de 2022. A margem de lucro bruto atingiu 48%, destacando a eficiência operacional da empresa.

No decorrer do trimestre, a companhia experimentou um crescimento significativo de 4,8 milhões de novos clientes, elevando o total para 93,9 milhões. Esse acréscimo representa um aumento expressivo de 19 milhões de clientes em comparação ao mesmo período do ano anterior. Esse crescimento robusto reflete a atratividade e a expansão contínua do alcance da empresa no mercado.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Santander reduz preço-alvo da Hapvida

Rodrigo Mahbub Santana

Americanas faz proposta para grupamento de ações

Márcia Alves

Ações da Rivian caem 8%: a culpa é da Ford

Rodrigo Mahbub Santana

Crise na Bolsa de Valores? Um alerta para a economia brasileira

Fernando Américo

O que acontece com uma nova bolsa de valores no Brasil?

Fernando Américo

Ranking das ações com maiores dividendos da bolsa

Márcia Alves

Deixe seu comentário