Guia do Investidor
Destaque Nvidia
Notícias

Nvidia passa Google e Amazon e é a 4ª maior empresa do mundo

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Nvidia ultrapassa Alphabet em valor de mercado, tornando-se a 4ª maior empresa global, com forte demanda por seus chips de IA.

Após superar a Amazon em valor de mercado, a Nvidia, líder em tecnologia de chips, ultrapassou a Alphabet, controladora do Google. Na quarta-feira (14), as ações da Nvidia ascenderam 2,5%, alcançando uma capitalização de mercado de aproximadamente US$ 1,83 trilhão, ultrapassando o valor de mercado da Alphabet de cerca de US$ 1,82 trilhão, conforme informações da Bloomberg.

Este avanço posicionou a Nvidia como a quarta maior empresa em valor de mercado globalmente e a terceira nos Estados Unidos, com a Saudi Aramco da Arábia Saudita, avaliada em US$ 2 trilhões, logo à frente. A última ocasião em que a Nvidia superou a Amazon em valor foi em 2002, quando ambas valiam menos de US$ 6 bilhões.

Leia mais  Ethereum: Google lança serviço de hospedagem de nós da rede

As ações da Nvidia tiveram um aumento de cerca de 49% somente este ano, agregando cerca de US$ 602 bilhões em valor, impulsionadas por uma demanda robusta por seus produtos, especialmente aqueles utilizados em data centers para processamento de tarefas de computação avançadas requeridas por aplicações de inteligência artificial (IA).

A empresa se destaca no setor tecnológico em 2024, com expectativas elevadas para a divulgação de seus resultados anuais na próxima quarta-feira (21), segundo Christopher Rolland, analista do Susquehanna Investment Group.

A demanda pelos chips de IA H100 da Nvidia, que possuem 80 bilhões de transistores, cerca de cinco vezes mais que os iPhones mais recentes, e custam em média US$ 30 mil cada, continua forte. Estes são fundamentais para empresas que competem no mercado de IA, como Microsoft e Meta, que estão entre os maiores clientes da Nvidia.

Além da fabricação de chips, a Nvidia desenvolve plataformas de computação que aprimoram o desempenho de suas unidades de processamento gráfico (GPUs), contando com uma equipe global de engenheiros e pesquisadores, incluindo brasileiros.

Leia mais  IA: Amazon investe US$ 2,75 bi em concorrente do chatGPT

O interesse pela Nvidia cresceu significativamente, com várias corretoras elevando suas metas de preço para a empresa este mês, e analistas revisando para cima as estimativas de receita para 2024 em mais de 100% nos últimos 12 meses, segundo a Bloomberg.

A onda de interesse por IA tem beneficiado as ações de tecnologia, mas a Nvidia destaca-se por seu crescimento significativo de receita oriunda da IA. Após a Nvidia, a Meta registrou o maior crescimento nos últimos 12 meses, com uma valorização de 165%, seguida pela Microsoft, que recentemente ultrapassou a Apple em valor de mercado pela primeira vez desde 2021.

No cenário de Wall Street, o S&P 500, o Dow Jones e o Nasdaq apresentaram alta, com o Nasdaq liderando os ganhos, impulsionado pelas grandes empresas de tecnologia.

Jensen Huang, CEO da Nvidia, reforçou laços com a China, um mercado crucial para a empresa, enfrentando desafios regulatórios dos EUA em relação à exportação de chips avançados. A Nvidia busca alternativas às restrições de exportação impostas pelo Departamento de Comércio dos EUA desde 2022, com a China representando uma parte significativa de sua receita. Huang enfatizou a importância do mercado chinês para a Nvidia, indicando a dificuldade de encontrar alternativas equivalentes.

Leia mais  Jeff Bezos vai falir? Amazon demite mais de 17 mil funcionários

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Queda da Ibov e Chambriard assume Petrobras: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Nvidia eleva valor de mercado em R$ 1,1 tri em apenas um dia

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa fecha em queda e Americanas adia balanço, confira o resumo dia

Rodrigo Mahbub Santana

Ações da Nvidia superam US$ 1.000 com resultado trimestral

Paola Rocha Schwartz

Mercado brasileiro fecha em queda moderada

Rodrigo Mahbub Santana

Amazon: empresa faz lição de casa e aumenta os lucros

Guia do Investidor

Deixe seu comentário