Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Preço-Alvo Recomendações

PETR4 Preço-Alvo: Com nova política de dividendos, ainda vale a pena comprar Petrobras?

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Petrobras (PETR4) anunciou recentemente uma mudança significativa na sua política de distribuição de dividendos. A estatal decidiu reduzir o dividendo trimestral de 60% para 45% do seu fluxo de caixa livre, uma alteração que supera em cinco pontos percentuais o que vinha sendo especulado no mercado.

O fluxo de caixa livre é calculado pela diferença entre o fluxo de caixa operacional e os investimentos, ajustados para considerar não apenas as aquisições de imobilizados e intangíveis, mas também as aquisições de participações societárias.

A revisão da política de distribuição de dividendos tornou-se crucial devido à revisão dos elementos fundamentais para o plano estratégico 2024-2028 da empresa, bem como da aprovação do direcionador de investimento de baixo carbono entre 6% e 15% do capex total para os cinco primeiros anos deste plano.

A Petrobras também substituiu as referências a valores específicos de dívida bruta pela expressão “nível máximo de endividamento definido no plano estratégico em vigor”, eliminando a necessidade de atualização da política em uma eventual mudança de referência de endividamento. No plano atual, esse valor é de US$ 65 bilhões.

A nova política entrou em vigor imediatamente e será aplicada ao resultado do segundo trimestre de 2024. A Petrobras reafirmou que o aperfeiçoamento das regras da remuneração aos acionistas visa promover a previsibilidade do fluxo de pagamentos de proventos aos acionistas, garantindo a sustentabilidade financeira de curto, médio e longo prazos.

Além disso, a Petrobras anunciou que poderá recomprar suas próprias ações, uma estratégia que visa alinhar a empresa às suas principais concorrentes internacionais, que têm realizado robustos programas de recompra de ações, complementando o pagamento de dividendos.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Os investidores há algum tempo aguardavam por mudanças na política de distribuição de proventos da Petrobras, que vinha pagando proventos robustos e desagradando o atual governo. No ano passado, a estatal distribuiu R$ 215,8 bilhões em proventos aos acionistas, incluindo o governo, que detém o controle da empresa.

Leia mais  R$ 107 milhões em JCP: Você tem até dia 20 para participar da bolada de Natal da Fleury

A mudança na política de dividendos da Petrobras é um marco importante na história da empresa, que busca se ajustar a uma realidade na qual projeta e investe para o futuro, pagando proventos em linha com os pares internacionais.

PETR4 Preço-alvo

Em relação a essa nova política, o Bradesco BBI reiterou sua recomendação neutra para as ações preferenciais da Petrobras (PETR4), com preço-alvo a R$ 26. Segundo a instituição, os termos da nova política de remuneração aos acionistas são positivos e mantêm potencial para grandes pagamentos de dividendos extraordinários, apesar do aumento dos riscos.

A XP, por sua vez, reforçou sua recomendação de compra para as ações da Petrobras (PETR3; PETR4), com preço-alvo a R$ 36,70. A corretora destacou que a nova política de remuneração aos acionistas mantém pagamentos com fórmula pré-definida, mas com a inclusão de pontos que aumentam incertezas sobre o montante a ser pago.

Já o Citi manteve sua recomendação de compra para os ADRs da Petrobras (na B3, PETR3; PETR4), com preço-alvo a US$ 19. Para o banco, a nova política de remuneração aos acionistas não apresentou mudanças significativas, mas vai reduzir os dividendos pagos aos acionistas.

O JPMorgan reforça recomendação de compra para os ADRs da Petrobras, com preço-alvo a US$ 15. Para o Banco, a manutenção de pagamentos trimestrais e baseados na geração de fluxo de caixa livre são pontos positivos da nova política de remuneração de acionistas; redução da porcentagem veio dentro do esperado pelo mercado.

Aqui estão as recomendações de algumas instituições financeiras em relação às ações da Petrobras:

Instituição FinanceiraRecomendaçãoPreço-Alvo
Bradesco BBINeutraR$ 26
XPCompraR$ 36,70
CitiCompraUS$ 19

A nova política de dividendos da Petrobras e a possibilidade de recompra de ações são eventos significativos que podem afetar o desempenho das ações da empresa e a percepção dos investidores sobre a Petrobras.

Recomendações das casas de investimento para as ações da Petrobras até o anúncio da nova política de dividendos:

  • Goldman Sachs: Compra
    Preço-Alvo PETR4: R$ 29,40
  • XP Investimentos: Compra
    Preço-Alvo PETR4: R$ 35,50
  • Itaú BBA: Desempenho
    Preço-Alvo PETR4: R$ 27,00
  • JPMorgan: Compra
    Preço-Alvo PETR4: R$ 41,00
  • Morgan Stanley: Compra
    Preço-Alvo PETR4: R$ 41,00
  • BB Investimentos: Compra
    Preço-Alvo PETR4: R$ 36,00
  • Safra: Neutra
    Preço-Alvo PETR4: R$ 34,00

Confira tudo isso agora com o Guia do Investidor, examinaremos o preço-alvo da PETR4 para 2024 e forneceremos informações relevantes para ajudá-lo a decidir se é uma boa opção investir em ações da Petrobras.

Leia mais  As maiores pagadoras de Dividendos em 2022

O que dizem os analistas

As análises abaixo são as indicações mais recentes, porém anteriores ao anúncio da nova política de dividendos.

Goldman Sachs elevou sua recomendação da Petrobras (PETR4) para compra, mirando um preço-alvo de R$ 41, ao passo que os papéis são negociados na casa dos R$ 30,50.

Os especialistas afirmam que mantêm essa visão mesmo com a valorização de cerca de 33% das ações da Petrobras em 2024 (considerando os dividendos, um aumento de 50%). Então, a casa considera o valuation atrativo, com uma estimativa de rentabilidade de 15% no Fluxo de Caixa Futuro entre 2024 e 2025, abaixo da curva futura do Brent de US$ 70 por barril. Assim, isso contrasta com o rendimento de um único dígito para grandes empresas globais com premissas de petróleo semelhantes.

O Santander eleva recomendação para os ADRs da Petrobras (PETR3; PETR4) de neutra para outperform (equivalente a compra), com preço-alvo a US$ 19.

Afinal, mudanças recentes devem ter um impacto limitado nos resultados e dividendos da companhia, diz banco

Considerando as análises de 12 bancos de ganhos, o consenso do preço-alvo para a ação PETR3 é de R$ 32,62 por ação, enquanto para a ação PETR4 é de R$ 31,06 por ação.

V. por açãoPreço-Alvo PETR3 (R$/ação)Preço-Alvo PETR4 (R$/ação)
MédiaR$ 32,62R$ 31,06
MáximoR$ 43,00R$ 43,00
MínimoR$ 20,00R$ 20,00

Esses valores representam uma média dos preços-alvo fornecidos pelos bancos de ganhos. No entanto, é importante observar que cada banco pode ter sua metodologia e critérios específicos ao estabelecer suas projeções. Além disso, o preço-alvo pode variar ao longo do tempo à medida que novas informações e eventos impactam a avaliação das ações. Confira abaixo a média de preços para os valores das ADRs:

V. por açãoPreço-Alvo PBR (US$/ADR)Preço-Alvo PBR/A (US$/ADR)
Média$12,63$11,49
Máximo$19,00$13,50
Mínimo$7,40$7,40

XP Investimentos – Recomendação de Compra da PETR4 e seu preço alvo 2024

A XP mantém sua recomendação de compra para a ação preferencial da Petrobras (PETR4) e estabelece um preço-alvo de R$ 35,50. Embora a redução no preço da gasolina tenha impacto marginalmente negativo para a companhia, a corretora avalia que essa notícia já era esperada.

Design sem nome 7
Descubra a previsão do preço-alvo da PETR4 para 2024 e, então, tenha o básico para investir bem.

Porque, com a nova política de preços em vigor, a XP espera que a Petrobras alcance taxas de utilização das refinarias mais altas e uma faixa de preços que oscile entre a política de preços de exportação (PPE) e importação (PPI).

Itaú BBA – Recomendação de Desempenho de Mercado

Para o Itaú BBA, a prática de valor marginal adotada pela Petrobras como nova estratégia comercial é um conceito concreto e quantificável para a empresa. Então, essa estratégia é baseada em um modelo de otimização sólido construído pela própria Petrobras e é atualizado regularmente para refletir a atual cadeia de suprimentos.

Leia mais  Petrobras inicia fase vinculante para venda de participação na UEG Araucária

Esse modelo substitui a política de preço de paridade internacional e, então, tem o objetivo de oferecer alternativas com base no custo para a companhia na produção, importação, exportação e refino do petróleo. O Itaú BBA estabelece um preço-alvo de R$ 27,00 para a ação PETR4 e mantém uma recomendação de desempenho de mercado.

JPMorgan – Recomendação de Compra

O JPMorgan elevou sua recomendação para os ADRs (American Depositary Receipts) da Petrobras de neutra para compra. Então, o preço-alvo foi ajustado de US$ 11,50 para US$ 15,50 para os ADRs negociados na B3, representados pelas ações PETR3 e PETR4.

Para essas ações, o preço-alvo foi elevado de R$ 30,50 para R$ 41,00, com uma recomendação de compra. Emtão, o banco acredita que o risco em torno das ações da Petrobras diminuiu com a percepção de que a nova diretoria não fará mudanças drásticas em sua estratégia.

Morgan Stanley – Recomendação de Compra

O Morgan Stanley também elevou sua recomendação para os ADRs da Petrobras de neutra para compra. Assim, o preço-alvo foi ajustado de US$ 12,50 para US$ 16,50 para os ADRs negociados na B3, representados pelas ações PETR3 e PETR4.

Design sem nome 8
Descubra a previsão do preço-alvo da PETR4 para 2024 e, então, tenha o básico para investir bem.

Os papéis da companhia acumularam alta de 15% no ano, assim, um desempenho melhor do que o barril do petróleo Brent e de grandes petrolíferas, recuperando as perdas pós-eleições e reduzindo os riscos políticos.

BB Investimentos – Recomendação de Compra

O BB reduziu o preço-alvo da Petrobras de R$ 43 para R$ 36, mas reiterou sua recomendação de compra para as ações PETR3 e PETR4.

O banco acredita que a companhia continuará tendo um bom desempenho, combinando o início das operações em novas plataformas, baixos custos de extração, baixa alavancagem financeira e forte geração de caixa, de acordo com a dinâmica atual do mercado de petróleo.

Safra – Recomendação Neutra

O Banco Safra reiterou sua recomendação neutra para as ações PETR3 e PETR4 da Petrobras, com um preço-alvo de R$ 34. Então, o banco entende que as novas diretrizes da companhia indicam que o capex total deve ser maior no novo plano em comparação com o atual.

Vale a pena comprar ações da Petrobras em 2024?

As análises das casas sobre as ações da Petrobras tem uma variedade de recomendações, desde neutra até compra. Enquanto algumas casas, como Goldman Sachs e Safra, mantêm uma recomendação neutra, outras, como XP, JPMorgan e Morgan Stanley, recomendam a compra das ações. Então, o Itaú BBA mantém uma recomendação de desempenho de mercado.

Casa de AnáliseRecomendaçãoPreço-Alvo PETR3 (R$/ação)Preço-Alvo PETR4 (R$/ação)
Goldman SachsCompraR$ 41R$ 29,40*
XP InvestimentosCompraR$ 35,50
Itaú BBADesempenhoR$ 27,00
JPMorganCompraR$ 41,00R$ 41,00
Morgan StanleyCompraR$ 41,00R$ 41,00
BB InvestimentosCompraR$ 36,00R$ 36,00
SafraNeutraR$ 34,00R$ 34,00
Com base na última análise disponível*

As análises destacam fatores como a redução no preço da gasolina, os movimentos nos preços internacionais do petróleo, a nova estratégia comercial da Petrobras baseada no valor marginal, a redução dos riscos políticos, o desempenho positivo das ações, os baixos custos de extração e a geração de caixa da companhia.

Após examinar os fatores mencionados acima, surge a pergunta: vale a pena comprar ações da Petrobras em 2024? A resposta depende de vários fatores, incluindo sua tolerância ao risco, metas de ganhos e visão pessoal do mercado de petróleo. Assim, é importante considerar todas as informações disponíveis e consultar um consultor financeiro antes de tomar qualquer decisão de compra.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ibovespa abre em queda, refletindo baixas de Vale e Eletrobras

Paola Rocha Schwartz

Petrobras é desobrigada a vender refinarias pelo CADE

Márcia Alves

Ex-CEO critica administração da Petrobras e mais: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Petrobras não tem plano de longo prazo, diz ex-CEO

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa inicia em queda, seguido por baixas de Vale e Eletrobras

Paola Rocha Schwartz

Petrobras anuncia cumprimento do plano de negócios

Márcia Alves

Deixe seu comentário