Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Possui ações da Braskem? Para você, a aquisição pela J&F pode ser o “pior cenário”

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A oferta feita pela J&F pela participação da Novonor na Braskem está sendo vista com ressalvas por acionistas minoritários relevantes da petroquímica, de acordo com informações obtidas pelo Valor. A holding da família Batista ofereceu R$ 10 bilhões para assumir a dívida da Novonor junto a cinco bancos, que é garantida por ações da Braskem. No entanto, a J&F não especificou quais serão os passos para assumir a participação acionária na companhia.

Um dos acionistas minoritários destacou que essa oferta representa o pior cenário, uma vez que há pouca ou nenhuma transparência em relação ao que acontecerá posteriormente. A falta de informações claras sobre os planos futuros da J&F gera incertezas e preocupações entre os acionistas minoritários.

Outra questão levantada é o formato da proposta da J&F, que pode gerar discussões sobre a necessidade de estender a oferta aos demais acionistas da Braskem, garantindo assim o direito de tag along. Essa possibilidade pode ser um ponto de discordância, uma vez que a oferta da J&F não menciona a realização de uma oferta pública de aquisição (OPA), como foi feito nas propostas recebidas pela Novonor anteriormente.

A falta de clareza sobre os próximos passos da J&F e a ausência de uma OPA na oferta levantam questionamentos sobre o tratamento dos acionistas minoritários da Braskem. Essa situação pode gerar uma avaliação mais crítica por parte desses acionistas, que buscam transparência e garantias em relação à proposta apresentada.

A venda da participação da Novonor na Braskem é um tema de grande importância para todos os acionistas da petroquímica, e é fundamental que o processo seja conduzido de forma justa e transparente. Os acionistas minoritários estão preocupados com a possibilidade de um desfecho desfavorável, que não leve em consideração seus interesses e direitos como investidores.

Leia mais  Braskem registra maior queda do Ibovespa; Gol lidera valorizações

Diante desse cenário, é essencial que haja uma comunicação clara por parte da J&F e da Novonor, esclarecendo os planos futuros e garantindo a participação dos acionistas minoritários na discussão e nas decisões relacionadas à venda da participação na Braskem.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Em resumo, a oferta da J&F pela participação da Novonor na Braskem está gerando ressalvas entre os acionistas minoritários relevantes da petroquímica. A falta de transparência em relação aos próximos passos e a ausência de uma oferta pública de aquisição têm causado preocupações e questionamentos sobre o tratamento dos acionistas minoritários. É fundamental que haja uma comunicação clara e garantias para assegurar os interesses desses acionistas nesse processo de venda.

A oferta

A J&F, holding que pertence à família Batista, apresentou uma proposta de R$ 10 bilhões para adquirir a participação da Novonor na Braskem, conforme apurado pelo site Pipeline, do Valor. A oferta foi feita na noite de ontem aos bancos credores da Novonor.

Leia mais  Novonor convida Unipar Carbocloro para processo de due diligence na Braskem

Com essa proposta, a J&F se junta à lista de empresas que já manifestaram interesse na petroquímica, incluindo a Unipar Carbocloro e o consórcio formado pela Apollo e Adnoc.

A Braskem, cujo código na bolsa é BRKM5, é uma das maiores empresas petroquímicas do Brasil. A Novonor, anteriormente conhecida como Odebrecht, é uma das principais acionistas da empresa.

A oferta da J&F marca mais um capítulo na disputa pela Braskem, que tem atraído o interesse de várias empresas devido à sua posição de destaque no setor petroquímico. A conclusão bem-sucedida da aquisição poderia fortalecer significativamente a posição da J&F no mercado.

Hora de comprar ações da Braskem?

A Braskem (BRKM5), uma das principais empresas petroquímicas do Brasil, está no centro das atenções no mercado de ações devido às negociações em andamento para a venda de sua participação. Essa situação levou o JPMorgan a alterar sua recomendação para as ações da empresa.

Segundo matéria do Valor, os bancos credores da Novonor, antiga Odebrecht, não estão em consenso sobre conceder exclusividade para a Unipar Carbocloro (UNIP6) nas negociações de venda da participação na Braskem. Fontes indicaram ao jornal que há um alinhamento para avaliar tanto a proposta da Unipar quanto a do consórcio Apollo/Adnoc. Os credores acreditam que a capacidade de alavancagem da Unipar no longo prazo para consolidar o setor petroquímico é menor em comparação com a da gestora norte-americana em conjunto com a empresa árabe. Uma fonte mencionou que a Petrobras (PETR3; PETR4) também estaria alinhada com os credores para discutir as propostas existentes e manter o processo mais competitivo.

Em resposta a um questionamento da CVM, a Braskem divulgou um comunicado negando um acordo de R$ 1,7 bilhão com a prefeitura de Maceió relacionado ao afundamento de solo causado pela exploração de sal-gema pela empresa. A companhia afirmou que está avançando em tratativas com entes públicos, incluindo o Município de Maceió, sobre pleitos indenizatórios, mas nenhum acordo foi assinado até o momento e os termos e condições ainda estão sujeitos à aprovação dos órgãos de governança e das contrapartes envolvidas.

Leia mais  Déficit do Governo Lula e mais: confira o resumo do dia

Enquanto isso, a Unipar Carbocloro aguarda o aval dos bancos Bradesco (BBDC3; BBDC4), Itaú (ITUB4), Santander (SANB11), BNDES e Banco do Brasil (BBAS3) para realizar uma due diligence na Braskem. Se a proposta for aceita, a Unipar terá exclusividade para analisar a empresa, com o compromisso dos bancos de não executarem outras garantias. A Unipar já apresentou uma carta de compromisso de financiamento do Itaú e do Citi, validando sua intenção no negócio.

Diante desse cenário, o JPMorgan reduziu sua recomendação para as ações da Braskem de “overweigh” (equivalente a compra) para “neutra”. O banco também ajustou o preço-alvo de R$ 30 para R$ 28,50, e o ADR (American Depositary Receipt) de US$ 11,50 para US$ 11. A maior preocupação do JPMorgan está relacionada à projeção dos spreads e ao preço dos produtos da Braskem, além de analisar em qual parte do ciclo a empresa se encontra atualmente.

Diante das negociações em curso e das incertezas envolvendo a venda da participação na Braskem, investidores e analistas estão avaliando se é o momento adequado para comprar ações da empresa. As decisões estratégicas e as definições das negociações certamente terão um impacto significativo no futuro da Braskem e nas perspectivas de seus investidores.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ação da Braskem cai com rumores de Guido Mantega comandar empresa

Márcia Alves

Déficit do Governo Lula e mais: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Novonor pagará indenização de mais de R$ 8 bilhões à Braskem

Márcia Alves

Petrobras considera comprar fatia da Braskem

Rodrigo Mahbub Santana

Aumento da Dívida Pública e Ibovespa fecha em queda: Confira os resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Braskem registra crescimento robusto no 1º Trimestre

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário