Guia do Investidor
Fonte/Reprodução
Notícias

Presidente da Petrobras pode ser demitido

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sondou o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, para eventualmente assumir o lugar do atual presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, caso sua saída se concretize.

De acordo com informações publicadas no blog de Valdo Cruz, no G1, Mercadante afirmou que não busca derrubar Prates, mas estaria disposto a assumir se convocado.

Ele comunicou a Prates que não está envolvido em operações para tirá-lo do cargo, apenas foi sondado para possivelmente substituí-lo.

As especulações da saída de Prates ganharam força após críticas do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, contra o presidente da Petrobras.

Prates, que havia acordado com Lula cessar ataques mútuos, se sentiu traído pelas críticas de Silveira.

Leia mais  Ainda resta muito caminho antes da Privatização da Petrobras; Alerta o Itaú

Diante das críticas, Prates solicitou uma agenda com Lula para esclarecer sua situação e entender se o presidente concorda com as críticas de Silveira, o que poderia indicar o fim de seu ciclo à frente da estatal.

A agenda ainda não foi marcada, pois Lula está em Pernambuco nesta quinta-feira (4) e seguirá para o Ceará amanhã (5).

Inicio do desgaste

Desde o anuncio da decisão do governo de não realizar o pagamento de dividendos extraordinários, a pressão sobre Jean Paul Prates tem aumentado, alimentando especulações sobre sua saída da Petrobras. Ministros, incluindo Alexandre Silvera, de Minas e Energia, e Rui Costa, da Casa Civil, têm criticado o CEO da companhia.

Ontem, Costa refutou a ideia de intervenção do governo na Petrobras. Ele argumentou que um parecer técnico indicou que, neste momento, seria arriscado distribuir os dividendos extraordinários, caracterizando tal medida como um excesso de apetite ao risco.

De acordo com a coluna Painel Folha de SP, publicada hoje, entre os nomes cogitados para substituir Prates estão Bruno Moretti, atual secretário especial de análise governamental da presidência, ligado a Rui Costa, e Magda Chambriard, ex-funcionária da estatal e ex-presidente da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

Leia mais  Petrobras solicita reconsideração de licença ambiental para perfuração de poço em águas profundas

Causa-efeito

As ações da Petrobras (PETR4) abriram em alta na sessão desta quinta-feira (4), impulsionando o Ibovespa. Contudo, houve uma reversão para queda no final da manhã, com rumores sobre a possível troca do CEO da companhia, Jean Paul Prates, ganhando força.

Por volta das 12h10, os papéis da Petrobras estavam sendo negociados com uma queda de 1,28%, cotados a R$ 37,93. No ponto mais alto da sessão de hoje, as ações atingiram o valor de R$ 39,48. As ações ordinárias (PETR3) também registraram uma redução de 0,53%, sendo negociadas a R$ 39,10.


Nos siga no Google News
Leia mais  Petrobras aprova novos produtos de venda de gás natural"

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Senado adia votação de taxação e política para petróleo

Rodrigo Mahbub Santana

Argentina libera gás da Petrobras em meio a escassez

Paola Rocha Schwartz

Ibovespa cai com preocupações sobre inflação e novos líderes na Petrobras

Rodrigo Mahbub Santana

Dólar opera em queda e Ibovespa fecha em leve alta: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Petrobras: Navio-plataforma impulsionará produção no pré-sal

Rodrigo Mahbub Santana

Governo destina R$ 15 bi a empresas atingidas por enchentes no RS

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário