Guia do Investidor
pessoa usando celular
Notícias

Procura por celulares cresce até 37% nos dias seguintes ao carnaval

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Além de estar entre as festas que melhor representam a cultura nacional, o carnaval também é uma época em que a busca por celulares dispara, principalmente nos dias seguintes à comemoração. Um estudo do Buscapé, o principal comparador de preços do país, mostrou que, em 2022, o aumento na procura chegou a 37%. O estudo considera os quatro dias do Carnaval, de sábado a terça-feira, em comparação com os quatro dias subsequentes, da Quarta-Feira de Cinzas ao sábado.

Em 2023, a Quarta-Feira de Cinzas apresentou a maior quantidade de buscas por celulares no período analisado. Somente de terça para quarta, houve um aumento de 15% no interesse pelo produto. Em 2022, o dia com mais procura foi a quinta-feira pós-carnaval, quando o crescimento foi de 23% em relação ao feriado.

Para Francisco Donato, Superintendente Executivo da Mosaico, empresa detentora das marcas Buscapé e Zoom e operadora do Shopping PAN, o Carnaval pode ser considerado o “Ano Novo” dos brasileiros. “As datas fortes de compra são bastante aproximadas. Com a Black Friday em novembro, seguida pelo Natal em dezembro e a busca por materiais escolares e ofertas de Saldão em janeiro, observamos em fevereiro uma tendência de cautela e respiro dos brasileiros. É neste momento que, mesmo com a demanda intensificada por novos aparelhos de celular, a busca de preços faz mais sentido e ajuda na tomada de decisão entre modelos, lojistas e momento oportuno para investir nessa compra”, explica o executivo.

Leia mais  Nomad lança opção de parcelamento de valores de compras em dólar

Preços não costumam sofrer tantas variações

Por mais que o interesse aumente, o valor mediano dos produtos tende a ter leves quedas. O levantamento mostrou que, em 2023, o preço da categoria saiu de R$ 2.072 para R$ 1.985, uma queda de 4%. Em 2022, a diferença entre os preços foi de 6%, caindo de R$ 1.808 para R$ 1.697.

Apesar disso, comparar preços é necessário para evitar cair em falsas promoções. O Buscapé é uma ferramenta que pode auxiliar nesse trabalho. A plataforma oferece uma experiência de compra assistida e personalizada permitindo que os consumidores consultem avaliações detalhadas para cada produto, um comparador de preços e a opção de receber alertas sobre reduções nos valores dos itens de seu interesse. Além disso, a plataforma disponibiliza uma lista de lojas altamente competitivas com histórico de preços, garantindo que a compra seja segura e com o melhor custo. Também é possível aproveitar o cashback ao concluir a compra por meio do site ou aplicativo da marca.

Data pede cuidado extra com os celulares

Leia mais  Vendas globais da Coca-Cola caem 25%

O pagamento por smartphones, embora seja conveniente para o usuário, requer cuidados especiais, especialmente em momentos de aglomeração, como o carnaval. Victor Hayashi, professor de computação do Inteli, Instituto de Tecnologia e Liderança em São Paulo, destaca a importância de tomar precauções, como deletar aplicativos ou desabilitar o pagamento por aproximação, para quem deseja aproveitar a folia sem preocupações.

“Para realizar o débito, basta alguns segundos de contato entre o dispositivo e a máquina de pagamentos, o que pode passar despercebido em ambientes cheios de gente, como os blocos ou o transporte público”, ressalta Hayashi.

O especialista oferece algumas dicas para quem planeja levar seu celular aos blocos, visando evitar o roubo de aparelhos desbloqueados, que poderiam conceder acesso a contas bancárias e a serviços nos quais o cartão de crédito já está cadastrado. Para aumentar a segurança desses dados, Hayashi sugere:

  • Evitar senhas fáceis. Existem aplicativos que geram senhas mestras fortes;
  • Não enviar senhas por e-mail ou WhatsApp;
  • A maioria dos serviços requer o cadastro de um e-mail adicional para recuperação de senhas. É recomendável não manter esse e-mail logado automaticamente no celular, pois em caso de roubo ou furto, qualquer senha poderia ser recuperada e alterada pelo invasor;
  • Ativar a verificação em duas etapas em todos os aplicativos que oferecem esse recurso;
  • Nas aplicações bancárias, ativar a biometria;
  • Desabilitar o pagamento por aproximação;
  • Ao realizar compras online, utilizar um cartão virtual temporário;
  • Em caso de dúvida, levar para os passeios um celular antigo, sem aplicativos sensíveis.
Leia mais  Consumo digital: 85% dos brasileiros já realizaram compras online
Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Páscoa 2024 promete ser mais salgada, com Cacau mais caro

Guia do Investidor

“Parcelo Sim!”: Cuidado com a ilusão financeira perigosa

Autor Convidado

4 dicas para gastar menos, ou nada, nas compras de material escolar

Guia do Investidor

Consumo digital: 85% dos brasileiros já realizaram compras online

Guia do Investidor

Natal mais caro: Brasileiros substituem produtos “tradicionais”

Guia do Investidor

Black Friday 2023 tem queda de 15,1% nas vendas, segunda pior da história

Guia do Investidor

Deixe seu comentário