Guia do Investidor
Recomendações

Ranking: As ações que mais subiram em 2023

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O ano de 2023 foi marcante para o mercado financeiro brasileiro, com o Ibovespa (IBOV) encerrando o período com uma expressiva alta de 22,28%, alcançando 134.185 pontos. No último pregão do ano, realizado na quinta-feira (29), o índice apresentou uma variação quase nula, com leve queda de 0,01%. Esse movimento reflete a tradicional redução do apetite dos investidores durante a semana entre o Natal e o Ano Novo, juntamente com a divulgação de dados preliminares da inflação de dezembro no Brasil, que vieram acima do esperado. Estes dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) pela manhã.

Ao longo de 2023, o real também se fortaleceu frente ao dólar americano, que registrou uma queda de 8,06%, fechando o ano cotado a R$ 4,85. Dentre as ações do Ibovespa, destacaram-se com o melhor desempenho no ano:

NomeTickerRetorno no ano
YDUQS PART ON NMYDUQ3123.19%
CSNMINERACAOON N2CMIN3119.22%
ULTRAPAR ON NMUGPA3114.66%
PETROBRAS PNPETR496.04%
CYRELA REALT ON NMCYRE393.51%
BRASIL ON NMBBAS376.18%
PETROBRAS ONPETR375.06%
IRBBRASIL RE ON NMIRBR371.71%
BRF SA ON NMBRFS366.79%
COGNA ON ON NMCOGN364.62%

Vale destacar o desempenho oposto das blue chips Vale e Petrobras. Enquanto a mineradora Vale registrou queda de 12,60% no ano, as ações preferenciais da Petrobras tiveram uma valorização de 52,33%. No pregão específico da quinta-feira, os destaques positivos foram MRV (MRV3), Hapvida (HAPV3) e Taesa (TAEE11), enquanto CVC, Locaweb e Magalu apresentaram desempenho negativo.

Leia mais  As favoritas: confira as BDRs mais indicadas para Janeiro

O ano de 2023 foi também marcado pela exclusão das ações da Americanas do Ibovespa, em meio a uma crise que resultou no processo de recuperação judicial da empresa, acusada por credores de fraude contábil. Esse episódio reflete a volatilidade e os desafios enfrentados pelo mercado de ações brasileiro.

No lado negativo, se destacaram ações de renome no mercado, como Casas Bahia e Pão de açúcar:

Top 10 – Menores retornos do Ibovespa em 2023
NomeTickerRetorno no ano
CASAS BAHIA ON NMBHIA3-81.03%
P.ACUCAR-CBD ON N1PCAR3-40.66%
MINERVA ON NMBEEF3-38.88%
PETZ ON NMPETZ3-36.73%
ALPARGATAS PN N1ALPA4-32.89%
PETRORECSA ON NMRECV3-31.06%
ASSAI ON NMASAI3-30.22%
3R PETROLEUMON NMRRRP3-29.28%
GRUPO SOMA ON NMSOMA3-25.63%
CVC BRASIL ON NMCVCB3-22.05%

O patamar recorde alcançado pelo Ibovespa no final do ano foi impulsionado por diversos fatores, incluindo o início do ciclo de queda dos juros, melhores resultados que o esperado para a atividade econômica e medidas fiscais visando reduzir o déficit das contas do governo. A reforma tributária aprovada em dezembro também contribuiu para melhorar o sentimento dos investidores.

No cenário externo, o processo de redução da inflação em economias desenvolvidas abriu caminho para que bancos centrais, como os dos Estados Unidos e da Zona do Euro, comecem a adotar políticas de afrouxamento monetário em 2024, possivelmente já no primeiro semestre. Este cenário favorece o desempenho da bolsa brasileira, pois tende a atrair mais investimentos para países emergentes.

Além disso, o desempenho do dólar em relação ao real ficou acima da média das principais moedas de países emergentes, com o peso colombiano apresentando o melhor desempenho do ano e o peso argentino, o pior.

Os melhores dividendos

O ano de 2023 foi marcante para o mercado de ações brasileiro, especialmente para os investidores atentos às oportunidades do Ibovespa. Além de notáveis valorizações de ações, muitas empresas se destacaram pelo retorno atraente em dividendos, um aspecto crucial para os investidores em busca de renda passiva.

Leia mais  As melhores ações para Outubro

Dividendos são uma parcela do lucro de uma empresa que é distribuída aos seus acionistas. Eles são uma forma de a empresa recompensar os acionistas pelo investimento feito, e são geralmente pagos em dinheiro, mas também podem ser pagos na forma de mais ações da empresa.

A decisão de quanto do lucro será distribuído como dividendos é geralmente tomada pela diretoria da empresa e deve ser aprovada pelos acionistas em uma reunião anual. A outra parte do lucro é geralmente reinvestida na empresa para financiar o crescimento e a expansão.

O valor do dividendo que um acionista recebe depende do número de ações que ele possui. Por exemplo, se uma empresa paga um dividendo de R$1 por ação e você possui 100 ações, você receberá R$100 em dividendos.

Os dividendos são uma forma importante de retorno para os investidores, especialmente para aqueles que investem a longo prazo. Eles podem ser reinvestidos para comprar mais ações ou podem ser usados como uma fonte de renda.

Dividendos e Juros sobre Capital Próprio (JCP) são duas formas que as empresas têm de distribuir parte de seus lucros aos acionistas, mas eles têm diferenças significativas principalmente no aspecto tributário.

Vamos explorar as empresas que lideraram o mercado em termos de retorno no ano e dividend yield.

A Petrobras, com suas ações PN (PETR4) e ON (PETR3), não só liderou o ranking em termos de valorização anual com impressionantes 96,04% e 75,06%, respectivamente, mas também se destacou em dividend yield. A PETR4 ofereceu um dividend yield de 19,54%, enquanto a PETR3 ficou com 18,59%. Esses números refletem o bom desempenho da companhia, impulsionado pela alta nos preços do petróleo e uma gestão eficiente.

Leia mais  Agro é tudo? Descubra as top picks do setor para 2024

Gerdau e Bradespar

Apesar de uma leve desvalorização em suas ações, a Gerdau Met PN N1 (GOAU4) e a Bradespar PN N1 (BRAP4) chamaram a atenção pelos dividend yields de 14,64% e 11,78%, respectivamente. Isso indica que, mesmo em um cenário de ligeira retração, estas empresas conseguiram gerar valor significativo para seus acionistas.

Cemig e BB Seguridade: Rendimento Consistente

A Cemig PN N1 (CMIG4) e a BB Seguridade ON NM (BBSE3) apresentaram um sólido desempenho, com retornos de 15,10% e 10,67%, respectivamente. Mais impressionante ainda foram seus dividend yields, com a CMIG4 apresentando 11,24% e a BBSE3, 10,36%, demonstrando a capacidade destas empresas de gerar renda constante para os investidores.

Bradesco e CSN: Combinando Valorização e Dividendos

O Bradesco, com suas ações ON N1 (BBDC3) e PN N1 (BBDC4), e a CSN Mineração ON N2 (CMIN3) conseguiram combinar uma valorização expressiva com dividendos atraentes. As ações do Bradesco registraram aumentos de 26,62% e 25,65%, com dividend yields de 10,10% e 9,93%, respectivamente. Já a CMIN3 surpreendeu com uma valorização de 119,22% e um dividend yield de 9,92%.

Não perca os melhores investimentos para 2024

Está buscando as melhores oportunidades de investimento para 2024? Com o mercado em constante evolução, é fundamental estar bem informado para fazer escolhas inteligentes e lucrativas.

No Guia do Investidor, trazemos para você uma análise criteriosa e atualizada dos investimentos mais promissores para o ano de 2024. Nosso time de especialistas analisa tendências de mercado, indicadores econômicos e potenciais de crescimento para orientar suas decisões de investimento na direção certa.

Confira algumas das principais tendências do novo ano:

Se você quer estar à frente no jogo dos investimentos, confira as recomendações essenciais que preparamos para você se destacar em 2024. Compreendemos que cada investidor possui objetivos e perfis de risco distintos. Por isso, em nosso portal, oferecemos sugestões que se adaptam a diferentes necessidades, desde o investidor mais conservador até o mais audacioso! Não deixe de clicar aqui para conferir!

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ranking das ações com maiores dividendos da bolsa

Márcia Alves

Correios tem prejuízo de R$ 597 milhões em 2023, aponta relatório

Paola Rocha Schwartz

Os melhores ETFs de Cannabis para 2024

Arthur Piassetta

Qual a melhor casa de análise? Ranking Melhores Casas de Análise 2024

Victor Rodrigues

Petrobras: Santander e Bradesco BBI reduzem recomendações

Guia do Investidor

Carteira EQI: Recomendações de Investimentos da Semana

Mateus Sousa

Deixe seu comentário