Guia do Investidor
Resumo resultados
Resultados

Resumo Resultados 2T23: Confira os destaques da temporada de balanços

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A temporada de resultados do segundo trimestre de 2023 está a todo vapor com a divulgação dos dados operacionais das principais empresas listadas na bolsa de valores brasileira.

Com o alto fluxo de informações, torna-se complicado acompanhar diretamente cada uma das mais de 500 empresas listadas na B3. Para facilitar a sua vida na hora de sondar as empresas que estão se destacando no mercado, o Guia do Investidor elaborou para você um resumo das principais divulgações desta quinta-feira (10/08).

A temporada trouxe uma série de desempenhos variados para as empresas listadas na bolsa de valores. Nesse período, as companhias apresentaram resultados financeiros que revelaram aumentos expressivos de lucro em alguns casos, enquanto outras enfrentaram desafios e quedas de receita. Confira:

Moura Dubeux (MDNE3)

A Moura Dubeux registrou um lucro líquido de R$ 45,2 milhões no segundo trimestre de 2023, marcando um crescimento de 46,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita líquida também teve um aumento significativo, atingindo R$ 313,3 milhões, representando um crescimento de 49,6% em relação a 2022.

Locaweb (LWSA3)

A Locaweb divulgou resultados mistos, com um prejuízo líquido de R$ 38,8 milhões, comparado a um lucro de R$ 13,3 milhões no mesmo período do ano anterior. Apesar disso, a receita líquida avançou 11,1%, atingindo R$ 313,9 milhões. A empresa observou um crescimento de receita no segmento de Commerce, mas uma queda na receita do BeOnline.

Aeris (AERI3)

A Aeris, fabricante de pás eólicas, apresentou um prejuízo líquido de R$ 19,1 milhões, 33,3% menor que o prejuízo do segundo trimestre de 2022. A receita líquida, no entanto, teve um aumento significativo de 31,1%, atingindo R$ 854,6 milhões. O Retorno sobre o Capital Investido (ROIC) também cresceu, aumentando 3,1 pontos percentuais na comparação anual.

Leia mais  Locaweb (LWSA3) compra software de ERP Bling por R$ 524,3 mi

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Tecnisa (TCSA3)

A Tecnisa reverteu o prejuízo do segundo trimestre de 2022 e registrou um lucro líquido de R$ 4,6 milhões. O EBITDA ajustado quadruplicou em relação ao ano anterior, impulsionado pela melhora das vendas e da evolução das obras.

Vittia (VITT3)

A Vittia, fabricante de insumos e defensivos biológicos, enfrentou um prejuízo de R$ 14,6 milhões, revertendo um lucro líquido de R$ 5,3 milhões do mesmo período do ano anterior. O EBITDA também ficou negativo, contrastando com o valor positivo obtido no ano anterior.

Melnick (MELK3)

A Melnick Desenvolvimento Imobiliário registrou um lucro líquido de R$ 21,8 milhões, representando uma retração de 26,7% em relação ao mesmo período de 2022. A receita líquida também teve uma queda de 20,7%, atingindo R$ 241,7 milhões.

Eztec (EZTC3)

A Eztec registrou um lucro líquido de R$ 75,33 milhões, apresentando uma queda de 9,4% em comparação ao segundo trimestre do ano passado. A receita líquida teve uma variação positiva de apenas 0,1%.

Petz (PETZ3)

A Petz enfrentou uma retração de 25,1% no lucro líquido ajustado, totalizando R$ 24,5 milhões. No entanto, a receita bruta teve um aumento de 18%, atingindo R$ 944,8 milhões.

Leia mais  Ações de Varejo disparam na Bolsa: o que aconteceu?

Terra Santa (LAND3)

A Terra Santa registrou um aumento de 81% no lucro líquido, alcançando R$ 5,4 milhões. O EBITDA ajustado teve um crescimento anual de 11,1%, com a margem EBITDA ajustada atingindo 78,9%.

Helbor (HBOR3)

A Helbor apresentou um aumento expressivo de 49,7% no lucro líquido consolidado, totalizando R$ 32,5 milhões. A receita operacional líquida também teve um crescimento notável de 56,1%.

Dasa (DASA3)

A Dasa registrou um prejuízo líquido ajustado de R$ 225 milhões, piorando em 216% em relação ao saldo negativo do mesmo período do ano anterior. No entanto, o EBITDA ajustado aumentou 4% em comparação ao ano passado.

Unipar (UNIP6;UNIP3)

A Unipar registrou um lucro líquido consolidado de R$ 186,3 milhões, mostrando uma queda significativa de 65,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. O EBITDA e a margem EBITDA também tiveram quedas expressivas.

Wiz (WIZC3)

A Wiz registrou uma queda de 24,7% no lucro líquido consolidado, totalizando R$ 43,2 milhões. No entanto, o EBITDA ajustado teve um crescimento anual de 13,7%, levando a uma elevação da margem EBITDA ajustada.

Simpar (SIMH3)

A Simpar, controladora da JSL, Movida e Vamos, registrou um lucro líquido de R$ 100 milhões, representando uma queda de 53% em relação ao mesmo período do ano anterior. O EBITDA teve um aumento de 33% na comparação anual.

Dimed (PNVL3)

A Dimed, distribuidora de medicamentos, reportou um lucro líquido ajustado de R$ 26,781 milhões, apresentando uma queda de 4,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. O EBITDA, no entanto, teve um crescimento de 3% em bases anuais.

BR Partners (BRBI11)

O BR Partners registrou um lucro de R$ 38,7 milhões, mostrando um aumento em relação ao mesmo período do ano anterior. A empresa destacou a melhora das expectativas econômicas como um fator para a melhoria dos resultados.

Bemobi (BMOB3)

A Bemobi apresentou um aumento expressivo de 122% no lucro líquido, totalizando R$ 19,2 milhões. No entanto, o lucro líquido ajustado teve uma retração de 25%, principalmente devido a variações cambiais.

Mater Dei (MATD3)

O hospital Mater Dei registrou um crescimento de 29% no lucro líquido, atingindo R$ 44,9 milhões. A receita líquida também teve um aumento significativo de 28%.

Leia mais  Nova era na Unipar? Companhia revela plano estratégico de sucessão

Dotz (DOTZ3)

A Dotz reportou um prejuízo líquido de R$ 18,6 milhões, representando uma queda de 33,9% em relação ao prejuízo do mesmo período de 2022. A receita líquida, no entanto, teve um aumento.

Rumo (RAIL3)

A Rumo registrou um lucro líquido de R$ 167 milhões, apresentando um aumento significativo em relação ao mesmo período do ano anterior. O EBITDA também teve um crescimento de 29%.

Livetech da Bahia (LVTC3)

A Livetech da Bahia reportou um lucro líquido ajustado de R$ 3,5 milhões, representando uma queda de 59% em relação ao mesmo período de 2022. No entanto, o EBITDA teve um pequeno aumento.

C&A (CEAB3)

A C&A registrou um lucro líquido de R$ 4,2 milhões, representando um aumento em relação ao mesmo período do ano anterior. O EBITDA ajustado também teve um crescimento.

Jalles (JALL3)

A Jalles enfrentou uma queda de 58,8% no lucro líquido, apresentando resultados inferiores em relação ao ciclo anterior. O EBITDA ajustado e a receita líquida também apresentaram quedas.

Eneva (ENEV3)

A Eneva registrou um aumento de 152,7% no lucro líquido, atingindo R$ 372,3 milhões. O EBITDA ajustado também teve um crescimento significativo, levando a uma elevação da margem EBITDA ajustada.

Resumo dos destaques

Esses são apenas alguns dos destaques da temporada de resultados do segundo trimestre de 2023. As empresas enfrentaram diferentes desafios e oportunidades, refletindo a complexidade do cenário econômico atual. É importante considerar os diversos fatores que impactaram os resultados de cada empresa ao avaliar seu desempenho nesse período.

A seguir, apresentamos uma tabela resumindo os lucros líquidos e suas variações percentuais em relação ao mesmo período do ano anterior:

Empresa Lucro Líquido (2T23) Variação %
Moura Dubeux R$ 45,2 mi +46,1%
Locaweb -R$ 38,8 mi -390,9%
Aeris -R$ 19,1 mi -33,3%
Tecnisa R$ 4,6 mi -149,5%
Vittia -R$ 14,6 mi -375,5%
Melnick R$ 21,8 mi -126,7%
Eztec R$ 75,33 mi -109,4%
Petz R$ 24,5 mi -125,1%
Terra Santa R$ 5,4 mi +81,0%
Helbor R$ 32,5 mi +49,7%
Dasa -R$ 225 mi -299,4%
Unipar R$ 186,3 mi -65,4%
Wiz R$ 43,2 mi -75,3%
Simpar R$ 100 mi -53,0%
Dimed R$ 26,781 mi -4,3%
Bemobi R$ 19,2 mi +122,0%
Mater Dei R$ 44,9 mi +29,0%
Dotz -R$ 18,6 mi -66,1%
Rumo R$ 167 mi +405,6%
Livetech da Bahia R$ 3,5 mi -59,0%
C&A R$ 4,2 mi +100,0%
Jalles R$ 49,5 mi -58,8%
Eneva R$ 372,3 mi +152,7%

Não encontrou alguma empresa?

Por fim, você quer se organizar para acompanhar as datas dos Resultados do 2T23? Então, não deixe para depois e confira a Agenda de Resultados do Guia do Investidor. No calendário estão reunidas todas as datas da divulgação dos Resultados do 2T23 das empresas listadas na bolsa de valores brasileira. Claro que sempre de formas simples e prática. Dessa forma, basta acessar clicando aqui!


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Ibovespa cai com inflação acima do esperado

Rodrigo Mahbub Santana

Rumo tem operação parcialmente afetada pelas chuvas no RS

Paola Rocha Schwartz

Mercado reage a sinais de desaceleração nos EUA

Rodrigo Mahbub Santana

Petz (PETZ3) e Cobasi anunciam o aguardado processo de fusão

Paola Rocha Schwartz

IRB (IRBR3) apresenta valorização de 25,6%

Rodrigo Mahbub Santana

Mater Dei (MATD3) lança novo programa de recompra de ações

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário