Guia do Investidor
novo logo santander fundo vermelho
Notícias

Santander Brasil registra queda de 43,4% no lucro líquido do segundo trimestre de 2023

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

O Santander Brasil, uma das principais instituições financeiras do país, divulgou nesta quarta-feira (26) seu balanço referente ao segundo trimestre de 2023. O banco registrou um lucro líquido de R$ 2,309 bilhões, o que representa uma queda de 43,4% em relação ao mesmo período do ano anterior. No entanto, quando comparado ao primeiro trimestre de 2023, houve um crescimento de 7,9%.

A carteira de crédito do banco encerrou o mês de junho com um total de R$ 499,3 bilhões, o que representa uma expansão de 6,6% em relação ao mesmo período do ano passado. No entanto, houve uma queda de 0,2% em comparação com o trimestre imediatamente anterior.

A carteira de crédito para pessoas físicas atingiu R$ 229,1 bilhões, um aumento de 6,5% em relação ao mesmo período do ano passado e de 0,2% na comparação trimestral. As linhas de crédito que impulsionaram esse crescimento foram o crédito consignado, com aumento de 13,1%, o crédito imobiliário, com alta de 6,4%, e o cartão de crédito, com crescimento de 2,8%.

Indicadores2º Trimestre de 2023Variação em relação a 2022Variação em relação ao 1º Trimestre de 2023
Lucro Líquido (R$ bilhões)R$ 2,309-43,4%+7,9%
Carteira de Crédito (R$ bilhões)R$ 499,3+6,6%-0,2%
Carteira PF (R$ bilhões)R$ 229,1+6,5%+0,2%
Inadimplência acima de 90 dias (%)3,3%+0,4 p.p.+0,1 p.p.
Inadimplência PF acima de 90 dias (%)4,8%+0,7 p.p.+0,3 p.p.
PDD (Provisão p/ Devedores Duvidosos) (R$ bilhões)-11,6%
ROAE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido) (%)11,2%-9,6 p.p.+0,7 p.p.

No entanto, o índice de inadimplência acima de 90 dias aumentou, chegando a 3,3% no final do trimestre, contra 2,9% em junho de 2022 e 3,2% em março deste ano. Entre as pessoas físicas, a taxa de atrasos acima de 90 dias foi de 4,8%, contra 4,1% há um ano e 4,5% no trimestre anterior.

Mário Leão, CEO do Santander Brasil, afirmou em nota que a instituição começou a sentir os efeitos positivos da maior seletividade de crédito aplicada a partir do final do quarto trimestre de 2021. Segundo ele, houve melhora da Provisão para Devedores Duvidosos (PDD), que caiu 11,6% em bases trimestrais, e do indicador de inadimplência de curto prazo nesse trimestre.

O ROAE (Retorno sobre o Patrimônio Líquido), indicador que mede a rentabilidade da operação, foi de 11,2% no segundo trimestre, uma queda de 9,6 pontos percentuais em relação ao mesmo período de 2022, mas uma alta de 0,7 ponto em relação ao primeiro trimestre de 2023.

Apesar da queda no lucro líquido, o Santander Brasil mostra otimismo para o restante do ano, com expectativa de melhora do custo de crédito e capacidade de retomada de crescimento.

Sobre o Santander

O Santander Brasil é uma das principais instituições financeiras do país, com uma trajetória sólida e relevante no mercado financeiro nacional. Com origem no Banco Santander, fundado em 1857 na Espanha, o Santander Brasil teve início em 1982 e, desde então, tem desempenhado um papel fundamental no setor financeiro brasileiro, oferecendo uma ampla gama de produtos e serviços para seus clientes.

Conhece a agenda de resultados? 

Por fim, você quer se organizar para acompanhar as datas dos Resultados do 2T23? Então, não deixe para depois e confira a Agenda de Resultados do Guia do Investidor. No calendário estão reunidas todas as datas da divulgação dos Resultados do 2T23 das empresas listadas na bolsa de valores brasileira. Claro que sempre de formas simples e prática. Dessa forma, basta acessar clicando aqui!

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Selic vai continuar em queda? Santander revela projeções

Leonardo Bruno

Decisão judicial favorável ao Santander na recuperação da Light; entenda

Miguel Gonçalves

Santander está menos pessimista com bolsa internacional

Guia do Investidor

Economista do Santander antecipa desaceleração econômica para 2024

Miguel Gonçalves

Santander distribui R$ 1,5 bi em dividendos e JCP aos acionistas

Miguel Gonçalves

Ainda vale a pena comprar ações do Santander (SABN11) após o resultado 3T22?

Leonardo Bruno

Deixe seu comentário