Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

TECB11 e TRIG11 são os ETFs de ações nacionais mais rentáveis nos últimos 30 dias

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Nas últimas semanas a bolsa brasileira vem ganhando tração e acumulou uma performance de 17,3% entre os dias 14/07 e 12/08. Neste mesmo período, os ETFs TECB11 e TRIG11 ficaram entre os fundos de maior rentabilidade da bolsa, com valorização de 23,7% e 21,4%, respectivamente. Para fins de comparação, o SMAL11, fundo de small caps e o índice S&P500 valorizaram neste mesmo período 19,1% e 12,9%, respectivamente.

O TRIG11 é um ETF de micro e small caps que investe nas menores empresas da bolsa. Ele segue o índice Teva Ações Micro Caps e é gerido pela Trígono, uma gestora focada em small caps e que conta com alguns dos fundos de ações mais rentáveis do mercado.

Leia mais  Dólar em alta e prejuízo bilionário de Zuckerberg; Confira os destaques da Bolsa hoje

O fundo é o primeiro a cobrir a chamada “cauda longa” do mercado, selecionando as companhias que representam de 0 a 5% da capitalização de mercado da bolsa. O critério de seleção minimiza a sobreposição com o Ibovespa que se traduz em uma carteira com apenas 0,5% com o Ibovespa (contra 7,2% do SMAL11).

Isso permite uma cobertura completa do mercado brasileiro pois possibilita a alocação em empresas que geralmente ficam de fora do portfólio dos investidores.

Já o TECB11 é o primeiro ETF focado em empresas brasileiras de tecnologia, de modo que o fundo permite capturar o “gap” entre a valorização do setor e a média do mercado. Como a bolsa brasileira é concentrada em commodities e no setor bancário, os índices amplos não conseguem acompanhar integralmente o crescimento do setor de tecnologia no Brasil.

Por seguirem índices com beta elevado, o TECB11 e o TRIG11 tendem a apresentar performances superiores ao mercado em períodos de bull market. Nos últimos 12 meses o Índice Teva Ações Microcaps apresentou um beta de 1,22, demostrando que o fundo pode se beneficiar de uma eventual recuperação da bolsa brasileira. Um exemplo disso foi neste último mês, quando o índice Teva Ações Microcaps valorizou 21,2% contra um aumento 17,3% do Ibovespa e 19,2% do Índice de small caps.

Leia mais  Ibovespa: B3 exclui IRB e Positivo da carteira teórica

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Fundos registram resgates líquidos de R$ 8,8 bilhões em maio

Guia do Investidor

Saída recorde de capital estrangeiro abala mercado brasileiro

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa Cai com Receios sobre Inflação nos EUA e Eleições

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa encerra em alta de 0,15% após seis dias de queda

Rodrigo Mahbub Santana

B3 já possui 19,4 milhões de investidores

Guia do Investidor

Balde de água fria na Bolsa: entenda o motivo

Márcia Alves

Deixe seu comentário