Guia do Investidor
Exchange Traded Fund ETF
Notícias

Três novas companhias ingressaram no índice de ações Tech Brasil

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Nova carteira é válida entre outubro e dezembro e é composta por 21 companhias do setor de tecnologia brasileiro.

A Teva Indices, empresa especializada na criação de índices para ETFs anuncia a nova composição do índice de Ações Tech Brasil, que seleciona as companhias do setor de tecnologia brasileiras ou com parte relevante de seus negócios no Brasil. O índice é replicado pelo ETF TEBC11, gerido pela Magnetis e disponível para negociação na B3.

No rebalanceamento de outubro três companhias ingressaram na carteira do índice, são elas: Pagseguros (PAGS34), Infracommerce (IFCM3) e Via (VIIA3).  As duas primeiras tornaram-se elegíveis por conta do aumento da liquidez de suas ações, já Via reportou parte relevante de suas vendas via e-commerce e por isso ingressou no índice.

O Índice de Ações Teh Brasil, replicado pelo TECB11, é o primeiro índice focado em empresas brasileiras de tecnologia e seleciona empresas com foco de atuação em intermediação e serviços financeiros digitais, e-commerce, desenvolvimento e comercialização de software, hardware e dados.

Por selecionar também BDRs, o índice permite a exposição às empresas brasileiras (ou com parte relevante de suas atividades no Brasil) listadas em outras bolsas. A carteira atual é composta por 21 emissores, dos quais 6 são listados no exterior e negociados no Brasil via BDRs. São elas: Mercado Livre, Nu, XP inc, Pagseguros, Stone e Inter.

Através do índice de Ações Tech Brasil é possível ter acesso às empresas de tecnologia e capturar o “gap” entre a valorização do setor e a média do mercado. Como a bolsa brasileira é concentrada em commodities e no setor bancário, os índices amplos não conseguem acompanhar integralmente o crescimento do setor de tecnologia no Brasil.

Nos últimos 12 meses o Índice de Ações Tech Brasil apresentou um beta de 1,48 e por isso tende a apresentar performances superiores ao mercado em períodos de bull market. Um exemplo disso foi no último trimestre (entre julho e setembro de 2022) quando o índice de Ações Tech Brasil valorizou 28,4% contra um aumento 11,6% do Ibovespa.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

EUA lideram com 83% do mercado de ETFs de Bitcoin à vista

Fernando Américo

BlackRock administra mais de 100.000 BTC em seu ETF de Bitcoin

Fernando Américo

ETFs de Bitcoin têm melhor estreia nos EUA em 30 anos

Fernando Américo

ETFs de Bitcoin batem US$ 1 bilhão em volume, BlackRock lidera

Guia do Investidor

ETFs de Bitcoin alcançam volume de R$ 10 bilhões em Wall Street

Fernando Américo

ETFs de Bitcoin: o que será do mercado cripto daqui pra frente?

Fernando Américo

Deixe seu comentário