Guia do Investidor
EA27D58A B713 4E7F 84AC 1CF002EEA8E9
Notícias

Walmart encerra campanhas publicitárias na plataforma X, antigo Twitter

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

A Walmart, gigante do varejo, tomou uma decisão significativa ao suspender suas atividades publicitárias na plataforma social X, anteriormente conhecida como Twitter. Essa medida se insere em um contexto em que várias outras grandes marcas também abandonaram a plataforma sob a gestão de Elon Musk.

Ao contrário de uma mudança nas políticas publicitárias, a Walmart esclareceu que a interrupção se deve ao desempenho insatisfatório dos anúncios na plataforma X. Desde outubro, a empresa já vinha reduzindo gradualmente a compra de anúncios, culminando com os últimos veiculados por volta do Dia de Ação de Graças.

Ajustando gastos publicitários

Um porta-voz do Walmart afirmou que a redução nos gastos publicitários visa alinhar-se com o desempenho observado. Essa decisão não fecha definitivamente as portas para futuras publicidades na plataforma X, mantendo uma abertura para avaliações futuras.

Joe Benarroch, chefe de operações comerciais do X, confirmou que o Walmart não tem anunciado na plataforma desde outubro. Essa confirmação reforça a postura da Walmart em se distanciar temporariamente da plataforma, seguindo uma tendência que ganhou força com outras grandes empresas.

Tendência crescente

A decisão da Walmart segue uma tendência marcante, com empresas renomadas como Disney, Apple e diversas companhias de entretenimento também suspendendo suas campanhas publicitárias na plataforma X em novembro. Assim, este movimento foi desencadeado por declarações polêmicas feitas por Elon Musk.

Elon Musk, em resposta à retirada dos anunciantes, optou por fazer críticas públicas, agravando ainda mais as preocupações sobre a gestão e moderação de conteúdo na plataforma X. Portanto, sua postura intensificou a discussão sobre a relação entre a liberdade de expressão e a responsabilidade na administração de redes sociais.

Perspectivas futuras e avaliação crítica

À medida que empresas influentes como a Walmart ajustam suas estratégias publicitárias, a plataforma X enfrenta um período crítico de avaliação. Afinal, a postura de Elon Musk e as reações das marcas lançam luz sobre a importância de políticas claras para atrair e manter anunciantes.

A decisão da Walmart de suspender temporariamente suas campanhas publicitárias na plataforma X, associada ao movimento de outras gigantes corporativas, destaca a crescente influência que as declarações e posturas dos líderes de plataformas sociais têm sobre as estratégias de marketing das empresas. Afinal, este episódio sinaliza a necessidade urgente de uma reflexão mais profunda sobre a dinâmica entre liberdade de expressão, moderação de conteúdo e a confiança dos anunciantes nas plataformas digitais.

Raia Drogasil anuncia pagamento de JCP no valor de R$ 87,1 milhões

Raia Drogasil (RADL3) divulgou hoje que o conselho de administração aprovou o pagamento de R$ 87,1 milhões em juros sobre o capital próprio (JCP). Vamos explorar os aspectos essenciais relacionados a esse anúncio, incluindo o valor por ação, a retenção de imposto de renda, as condições para recebimento e a data prevista para o pagamento.

Valor aprovado e por ação: R$ 87,1 milhões e R$ 0,050805469respectivamente

O conselho de administração da Raia Drogasil aprovou o pagamento total de R$ 87,1 milhões em JCP. Esse valor corresponde a R$ 0,050805469 por ação, sem considerar atualizações monetárias. Essa distribuição reflete a decisão da empresa de recompensar seus acionistas por meio desse mecanismo financeiro.

Ao efetuar o pagamento, a Raia Drogasil realizará a retenção de imposto de renda na fonte. No entanto, há uma exceção para acionistas comprovadamente imunes ou isentos. Aqueles que se enquadram nessas categorias devem apresentar documentação comprobatória até o dia 8 de dezembro de 2023, a fim de serem isentos da retenção.

Critérios para recebimento: acionistas até 6 de dezembro de 2023

Os acionistas que possuírem ações da Raia Drogasil até o dia 6 de dezembro de 2023 serão elegíveis para receber os JCP anunciados. A partir do dia 7 de dezembro de 2023, os papéis da empresa serão negociados “ex-JCP”, indicando que aqueles que adquirirem as ações após essa data não terão direito a receber os juros sobre o capital próprio.

Impacto financeiro e relacionamento com acionistas: estratégia da Raia Drogasil

Dessa forma, o pagamento de JCP representa não apenas um compromisso financeiro da Raia Drogasil com seus acionistas, mas também uma estratégia para fortalecer o relacionamento com o público investidor. Assim, essa prática busca recompensar os acionistas pela confiança depositada na empresa, alinhando os interesses da gestão com os retornos proporcionados aos detentores de ações.

Em resumo, a Raia Drogasil reforça sua política de transparência e compromisso com os acionistas ao anunciar o pagamento de R$ 87,1 milhões em JCP. Ao comunicar claramente os valores, condições e datas envolvidas, a empresa busca manter um ambiente de confiança e transparência em suas operações financeiras. Afinal, essa estratégia reforça a posição da Raia Drogasil como uma empresa que valoriza seus investidores e busca criar valor compartilhado ao longo do tempo.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

As melhores BDRs para Junho? Confira as indicações da MyCap

Leonardo Bruno

Walmart está se preparando silenciosamente para entrar no metaverso

Fernando Américo

10 BDRs para comprar em março indicados pela XP investimentos

GDI Internacional

As melhores carteiras de BDRs para comprar em Fevereiro

Via Varejo (VVAR3) é processada pelo Grupo Big: ações podem cair

Ana Paula Abreu

22 opções de BDRs para você comprar agora

Deixe seu comentário