Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

XP registra lucro de R$ 977 mi no 2º trimestre e expande receita de cartões em 100%

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

XP Inc. divulga aumento significativo no lucro e receita, impulsionados pelo crescimento expressivo na receita de cartões e expansão das margens.

A XP Inc. (XPBR31), líder no mercado financeiro, anunciou um lucro líquido impressionante de R$ 977 milhões no segundo trimestre de 2023 (2T23), marcando um aumento de 23% em relação ao primeiro trimestre (1T23) e um crescimento de 7% comparado ao mesmo período no ano anterior (2T22).

A empresa também alcançou um salto notável em sua receita de cartões, que aumentou extraordinários 100%. A margem de lucro antes de impostos (Ebt) demonstrou uma melhora tanto na comparação trimestral quanto anual, atingindo 27,3%.

A receita líquida da XP expandiu 13% em relação ao trimestre anterior e 3% anualmente, totalizando R$ 3,55 bilhões no 2T23. A receita bruta atingiu R$ 3,728 bilhões, um aumento de 12% em relação ao primeiro trimestre e 3% comparado ao 2T22.

XP Inc. Surpreende com Forte Crescimento no Lucro e Expansão na Receita de Cartões, Impulsionando Rentabilidade

A XP Inc., uma das principais empresas no mercado financeiro, divulgou seus resultados do segundo trimestre de 2023, demonstrando um desempenho notável em várias áreas. O lucro líquido registrou uma marca impressionante de R$ 977 milhões, superando em 23% os números do primeiro trimestre e 7% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Um dos destaques desse trimestre foi o crescimento exponencial na receita de cartões, que dobrou em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Além disso, a margem de lucro antes de impostos (Ebt) apresentou um aumento significativo, alcançando 27,3%, refletindo uma melhoria tanto em relação ao trimestre anterior quanto ao mesmo trimestre do ano passado.

Leia mais  Bancos diminuem juros para empréstimos

A receita líquida da XP também mostrou um avanço notável, com um aumento de 13% em relação ao trimestre anterior e 3% em comparação ao mesmo trimestre do ano passado, totalizando R$ 3,55 bilhões no segundo trimestre. A receita bruta, por sua vez, atingiu R$ 3,728 bilhões, um crescimento de 12% em relação ao trimestre anterior e 3% em comparação ao mesmo trimestre do ano anterior.

O segmento de varejo desempenhou um papel vital nesse crescimento, gerando cerca de 78% da receita bruta total, ou seja, R$ 2,89 bilhões. Um destaque significativo foi a performance das verticais de cartões, previdência, crédito e seguros, que registraram um crescimento conjunto de 9% trimestralmente e um impressionante aumento de 54% anualmente. Essas verticais contribuíram substancialmente para a receita bruta do trimestre, acrescentando quase R$ 400 milhões.

Thiago Maffra, CEO da XP Inc., enfatizou a solidez do trimestre, apontando que novas verticais estão amadurecendo e gerando resultados robustos. Com um ambiente macroeconômico favorável, a empresa está pronta para intensificar ainda mais seu crescimento.

Leia mais  Caixa vai fazer IPOs de Seguridade e Caixa Cartões

Juntamente com o aumento da receita, a XP continuou focando no controle de custos e eficiência, o que resultou em uma expansão nas margens e uma melhoria na rentabilidade. A empresa encerrou o trimestre com mais de R$ 1 trilhão em ativos de clientes, um aumento de 21% em relação ao mesmo período do ano anterior, e uma equipe de 6.002 colaboradores, uma redução de 5% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Desaceleração do crescimento e aumento de despesas impactam o desempenho financeiro da Ânima Educação no 2º trimestre

Diferente do Banco XP, a Ânima Educação, uma das principais instituições educacionais do país, registrou um prejuízo líquido de R$ 57,8 milhões, marcando um aumento de 26,2% em comparação ao mesmo período no ano passado. Em uma análise ajustada, as perdas foram de R$ 50,2 milhões, mostrando um crescimento significativo de 109,5% em relação ao ano anterior.

A receita líquida do grupo educacional atingiu a marca de R$ 932,4 milhões entre os meses de abril e junho, o que representou um aumento de 2,4% em relação ao mesmo período de 2022. Entretanto, a empresa ressaltou que houve uma desaceleração do crescimento em comparação ao primeiro trimestre, principalmente devido a maiores deduções do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) alcançou R$ 265 milhões no segundo trimestre, apresentando um crescimento de 5,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em termos ajustados, esse valor foi de R$ 278,7 milhões, indicando um aumento de 2,2% na mesma base de comparação.

Apesar da queda de 3,4% nos cursos tradicionais da Ânima, o crescimento de 17,3% no faturamento do ensino a distância e de 10,9% nos cursos médicos, oferecidos pela Inspirali, ajudaram a compensar essa diminuição. A base total de alunos da companhia cresceu 5,9% no ano, alcançando um total de 417,3 mil alunos ao final do mês de junho.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Faturamento das PMEs brasileiras tem alta de 17% em fevereiro

Fernando Américo

IRB (IRBR3) anuncia novo Diretor Vice-Presidente Financeiro

Paola Rocha Schwartz

Ações da Reddit sobem pelo terceiro pregão seguido

Rodrigo Mahbub Santana

Lucro da CSU Digital cresce 20,2% em 2023

Rodrigo Mahbub Santana

URGENTE: CEO da Espaço Laser renuncia ao cargo

Rodrigo Mahbub Santana

Vamos divulga lucro líquido

Rodrigo Mahbub Santana

Deixe seu comentário