Guia do Investidor
airbnb
Notícias

AirBnb tem aumento na demanda em toda a América Latina

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Brian Chesky, CEO da empresa, enxerga que as oportunidades são maiores fora dos Estados Unidos

O AirBnb (ABNB), aplicativo de reserva de hospedagens, teve sua demanda ampliada, ultrapassando a expectativa dos analistas. É esperado que a receita chegue a até US$ 2,07 bilhões, enquanto a estimativa anterior era de US$2,02 bilhões. 

Em carta aos acionistas divulgada nesta terça (13), a empresa  diz que “a demanda de hóspedes continua alta – principalmente entre os que reservam pela primeira vez”. Porém, uma vez que houve uma alta taxa de crescimento no ano passado, acredita-se que diminuam as contratações em relação ao período anterior.

As demandas se aceleraram após a companhia alertar sobre uma “volatilidade global” por volta de outubro de 2023 por conta de fatores geopolíticos e econômicos. Em análise a esse resultado contraditório o AirBnb entende que ainda haja demanda reprimida de viagens pós pandemia, principalmente em regiões com lentidão na volta à normalidade após as restrições impostas para evitar a propagação de covid-19.

Esse entendimento se dá pelo recorde registrado pelas companhias de serviços de viagens. O setor teve alta demanda durante junho e setembro, mesmo com as tarifas mais altas do que o normal.

Leia mais  Produção industrial brasileira recua 1,6% em janeiro
convertkit iGXIjzloB2k unsplash
Créditos: ConvertKit/Unsplash

No último trimestre, usuários do aplicativo reservaram 98,8 milhões de estadias e experiências, um aumento de 12%. Dessa forma, a receita do quarto trimestre aumentou 17%, chegando a US$2,22 bilhões. A empresa ainda pretende aumentar atuação em mercados como Suíça, Bélgica e Holanda, segundo o CEO, Brian Chesky.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Para este ano, a empresa está com expectativas devido aos jogos olímpicos em Paris. O evento já alterou a oferta e demanda do aplicativo. Apenas para o verão parisiense, usuários já reservaram mais do que o dobro do registrado ano passado. Dessa forma, é esperado que meio milhão de pessoas se hospedem com a companhia.

Leia mais  Rombo nas contas públicas aumenta e deixa governo cada vez mais longe da meta

Na bolsa de valores

Em relação às outras empresas de reservas de estadias, a AirBnb também foi destaque. A Expedia (EXPE), que controla a Vrbo, teve a maior queda nas suas ações em quatro anos após divulgar as expectativas do primeiro trimestre deste ano.

Nos últimos 12 meses, as ações ABNB subiram 12% e registraram o valor mais alto dos últimos dois anos. A companhia agora aposta na recompra de até US$ 6 bilhões de seus papéis.

A recompra de ações também é conhecida como BuyBack e é comum entre as empresas de capital aberto. Como o nome infere, é quando uma companhia adquire ações que estão disponíveis no mercado de ações e as mantêm ou as cancelam.

Analistas enxergam a prática com bons olhos pois interpretam como um sinal de confiança da companhia em relação ao próprio desempenho, que resulta em uma valorização das ações. Esses casos são indicativos de que a companhia está em busca de investir em si mesma e, como resultado, retornar valor ao acionista.


Leia mais  No Sudeste do Brasil, 32% planejam mudar de emprego, revela pesquisa Febraban/IPESPE

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Bancos estimam investir R$ 47,4 bilhões em tecnologia em 2024

Guia do Investidor

Brasil amplia relações comerciais com a China

Guia do Investidor

Ambiente político é o fator mais prejudicial à economia

Guia do Investidor

O aumento da corrupção no país: Brasil, que país é este?

Guia do Investidor

Economia cresce 0,8% em fevereiro; Destaque para o consumo

Guia do Investidor

Crise na Bolsa de Valores? Um alerta para a economia brasileira

Autor Convidado

Deixe seu comentário