Guia do Investidor
imagem padrao gdi
Notícias

Apple escapa de multa em torno de R$100 milhões

Nos siga no Google News

Continua após o anúncio

Como todo mundo sabe, a Apple decidiu vender seus smartpones sem carregador, e essa iniciativa resultou em uma multa de R$ 100 milhões. O Tribunal da Justiça de São Paulo anulou o processo depois que a marca solicitou um recurso pela 34ª Câmara de Direito Privado do TJ-SP.

Ainda há ação no Rio de Janeiro envolvendo o assunto, em 2022, a (Senacom) suspendeu as vendas dos aparelhos sem carregador em todo o Brasil. A Apple recebeu uma multa de R$ 12,275 milhões e a Secretaria Nacional do Consumidor junto a Anatel, iniciou uma procura dos registros a partir do iPhone 12.

A ação iniciou em outubro de 2022 após a (ABMCC) se mover em prol do assunto. Segundo a marca, a remoção dos carregadores era uma preocupação ambiental e estímulo ao consumo sustentável.

Entrou água no Iphone 15: É hora de vender as ações da Apple

A mais recente apresentação da Apple sobre seu novo iPhone não empolgou apenas os entusiastas da marca, mas também chamou a atenção dos analistas financeiros e investidores. A falta de grandes inovações no evento levou o Itaú BBA a reiterar sua recomendação de venda para as ações da gigante de Cupertino, com o analista Thiago Kapulskis expressando preocupações quanto às vendas e às margens da empresa em seu relatório intitulado “Does ‘Wonderlust’ Mean Lackluster? We Are More Bearish Than Ever.”

Por outro lado, a sensação de déjà vu que permeou o evento não passou despercebida para observadores atentos. Kapulskis caracterizou as mudanças nos novos iPhones como “apenas incrementais” e “frustrantes”. Após o evento, as ações da empresa sofreram uma queda de 2%, demonstrando o impacto imediato dessa reação no mercado.

Leia mais  Ibovespa abriu em queda: confira o resumo do dia

Preço alto nas manutenções dos aparelhos

Uma das preocupações do Itaú BBA é a manutenção dos preços dos modelos de iPhone, isso mostra que a Apple pode ter dificuldades em compensar a queda na demanda dos aparelhos mais caros. Além disso, o aumento no custo dos componentes dos iPhones deve pressionar as margens da empresa, impactando seu desempenho financeiro.

Imagine-se navegando em alto mar sem uma bússola. Cada onda representa uma decisão financeira, e sem orientação, é fácil se perder nas correntezas do mercado. É aí que entra a consultoria financeira. Como um farol na escuridão, ela oferece direção clara e segura para alcançar suas metas.

É por isso que o Guia do Investidor orgulhosamente lançou o GDI Finance, com a missão de ser o mapa para o seu sucesso financeiro, mas também para navegar junto ao seu lado. Com anos de experiência, nossos consultores são como capitães experientes, guiando-o pelas águas turbulentas da economia.

Desde a navegação para a aposentadoria tranquila até a jornada para aquisição de bens, o GDI Finance foi criado para simplificar sua trajetória. Com estratégias personalizadas e insights precisos, transformamos desafios em oportunidades e sonhos em realidade.

É hora de aprender a navegar tranquilo por águas turbulentas, alcançaremos horizontes que você nunca imaginou possíveis. Conheça a nossa consultoria financeira hoje mesmo.

Outro fator de preocupação é a recente decisão da China de proibir que funcionários do governo usem iPhones. Essa medida, anunciada na semana passada, poderá ter implicações significativas nas vendas da Apple, considerando que a China responde por 20% do faturamento da empresa. A incerteza em torno desse cenário geopolítico torna ainda mais imprevisível o futuro das ações da Apple.

Leia mais  Apple pensava que criptomoedas eram esquema de pirâmide, diz ex-diretor da App Store

O Bank of America, por exemplo, reduziu seu preço-alvo de US$ 210 para US$ 208 após o evento de lançamento do novo iPhone. Isso destaca a divergência de opiniões dentro da comunidade financeira em relação ao desempenho futuro da Apple.

Dessa forma, a apresentação do novo iPhone da Apple trouxe uma série de preocupações e incertezas quanto ao futuro da empresa no mercado de tecnologia. Alguns analistas entendem os desafios econômicos que a Apple enfrenta, outros mantêm a confiança em sua capacidade de ser uma força na indústria de smartphones. Então o destino das suas ações dependerá de como pretende impactar o mercado com suas inovações.

Confira as melhores recomendações

Está em busca de oportunidades de investimento? Aqui no Guia do Investidor, nós oferecemos uma ampla seleção de análises, recomendações e indicações de preços-alvo da bolsa de valores brasileira. Nossa equipe de especialistas está sempre atenta ao mercado, identificando as melhores opções para você ampliar e diversificar sua carteira.

Entendemos que cada investidor tem suas próprias metas e tolerância ao risco. Por isso, oferecemos uma variedade de recomendações que se adequam a diferentes perfis e objetivos. Seja você um investidor conservador, moderado ou agressivo, encontrará em nosso site análises detalhadas e recomendações fundamentadas para auxiliar em suas decisões de investimento.

Leia mais  Baidu e Apple buscam parceria em Inteligência Artificial na China

Além disso, sabemos que o mercado financeiro é dinâmico e as oportunidades podem surgir a qualquer momento. Por isso, atualizamos constantemente nossas recomendações para que você possa aproveitar as melhores oportunidades assim que elas aparecem.


Nos siga no Google News

DICA: Siga o nosso canal do Telegram para receber rapidamente notícias que impactam o mercado.

Leia mais

Irresponsabilidade Fiscal no Governo e mais: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Baidu e Apple buscam parceria em Inteligência Artificial na China

Rodrigo Mahbub Santana

Ibovespa abriu em queda: confira o resumo do dia

Márcia Alves

Starlink e Apple mobilizam ajuda para vítimas das enchentes no RS

Rodrigo Mahbub Santana

Queda do dólar e aumento do estoque de crédito: confira o resumo do dia

Rodrigo Mahbub Santana

Ações da Apple disparam com projeções em alta e recompra

Paola Rocha Schwartz

Deixe seu comentário